A Igreja Batista Memorial em Jardim Catarina é uma Igreja para todos. Os que se sentem melhor aqui são pessoas imperfeitas! Somos uma Igreja de fortes convicções e não negociamos questões fundamentais com relação à nossa visão, missão, valores e propósitos. Sendo assim, este conjunto de valores acabam por definir quem permanece na Igreja ao longo dos anos.

1. Pessoas que são dirigidas por Propósitos

– Entendemos que não devemos apenas conhecer os propósitos bíblicos de adoração, comunhão, discipulado, ministério e missões, eles devem ser a motriz de nossa vida, ministério e Igreja. Estamos aqui na Terra para entendermos e praticarmos este sentido de vida, como Jesus ensinou com o grande mandamento (Mateus 22.34-40) e a grande comissão (Mateus 28.19-20).

2. Pessoas que amam servir em Ministérios

– Os membros da Memorial que permanecem entendem que ser é um propósito fundamental de Deus para nossas vidas. Vivem o ministério dentro e fora da Igreja, participando, orando e contribuindo para que o ministério possa acontecer de forma natural, porque fomos feitos para isto, como diz Efésios 2.10.

3. Pessoas biblicamente saudáveis

– Como não somos produtos que aceitam rótulos, a “membresia” da Memorial entende que não devemos ser conservadores, nem liberais, pentecostais ou tradicionais, precisamos ser equilibrados e bíblicos. Cremos que a Bíblia é nosso preceito de vida (Mateus 22-29).

4. Pessoas que permanecem em rede de Células

– Para nós, a CÉLULA é o coração da Igreja. Ali acontece a verdadeira vida comunitária. Por meio dos pequenos rebanhos aprendemos de forma prática a viver os 05 propósitos de Deus e nossa “membresia” é fortalecida.

5. Pessoas que entendem que cada membro, ministro e pastor, tem um papel diante do rebanho

– O pastor sênior ama a todos, pastoreia para todos e ora por todos, mas porque ele é humano e possui uma agenda intensa, não consegue dar atenção exclusiva a todos, ir a todos os eventos, fazer todas as visitas, casamentos, guardar todos os nomes, tampouco atender a todas as expectativas; por isto, nossa “membresia” entende que todos somos importantes para Deus e cada um tem funções diferentes no cuidado e edificação do rebanho, inclusive os membros.

6. Pessoas que praticam missões como estilo de vida

– Sabemos da importância do missionário de carreira. O evangelho chegou até nós, por meio de muitos deles, todavia, não podemos continuar apenas neste modo. Precisamos que todos entendam que somos missionários no mundo, porque o chamado é para a vida, e todos somos chamados.

7. Pessoas que valorizam os eventos

– Os eventos não são um fim na Igreja, eles são o meio, para alcançarmos os fins. Os eventos são pontes para alcançarmos os sem Jesus ou treinamentos para a edificação de vidas.