Faça Bem a Sua Parte

SÉRIE “NOVOS AVANÇOS” | 02/07
FAÇA BEM A SUA PARTE

mensagem pregada pela Pra. Tatiana Ramos

“Como é feliz quem teme o Senhor, quem anda em seus caminhos! Você comerá do fruto do seu trabalho e será feliz e próspero.” (Salmo 128.1-2)

“Prosperidade não é ter muito, é ter sempre. Prosperidade não é ter tudo, mas não sentir falta de nada.”

Deus está pronto para abençoar seu trabalho e negócios, mas vamos aprender com Isaque, filho de Abraão e Sara. Três princípios que serão o norte para você e eu sermos bem sucedidos em nossa profissão e negócio.

Faça bem a sua parte…

1. SENDO PROATIVO, mas atento às direções de Deus.

“Houve fome naquela terra, como tinha acontecido no tempo de Abraão. Por isso Isaque foi para Gerar, onde Abimeleque era o rei dos filisteus. O Senhor apareceu a Isaque e disse: Não desça ao Egito; procure estabelecer-se na terra que eu lhe indicar. Permaneça nesta terra mais um pouco, e eu estarei com você e o abençoarei. Porque a você e a seus descendentes darei todas estas terras e confirmarei o juramento que fiz a seu pai Abraão. Tornarei seus descendentes tão numerosos como as estrelas do céu e lhes darei todas estas terras; e por meio da sua descendência todos os povos da terra serão abençoados, porque Abraão me obedeceu e guardou meus preceitos, meus mandamentos, meus decretos e minhas leis. Assim Isaque ficou em Gerar.” (Gênesis 26.1-6)

Isaque foi proativo quando a fome chegou. Dessa vez, porém, ele tinha em mente ir mais além, mas Deus lhe deu outra direção. Disse para continuar em Gerar porque ali ele iria prosperar e a promessa feita ao seu pai o acompanharia. Isaque obedeceu e olha o resultado: “Isaque formou lavoura naquela terra e no mesmo ano colheu a cem por um, porque o Senhor o abençoou. O homem enriqueceu, e a sua riqueza continuou a aumentar, até que ficou riquíssimo.” (Gênesis 26.12,13).

Faça bem a sua parte…

2. SENDO PERSISTENTE diante dos obstáculos.

“Possuía tantos rebanhos e servos que os filisteus o invejavam. Estes taparam todos os poços que os servos de Abraão, pai de Isaque, tinham cavado na sua época, enchendo-os de terra. Então Abimeleque pediu a Isaque: Sai de nossa terra, pois já és poderoso demais para nós”. Então Isaque mudou-se de lá, acampou no vale de Gerar e ali se estabeleceu. Isaque reabriu os poços cavados no tempo de seu pai Abraão, os quais os filisteus fecharam depois que Abraão morreu, e deu-lhes os mesmos nomes que seu pai lhes tinha dado. Os servos de Isaque cavaram no vale e descobriram um veio d’água. Mas os pastores de Gerar discutiram com os pastores de Isaque, dizendo: “A água é nossa! Por isso Isaque deu ao poço o nome de Eseque, porque discutiram por causa dele. Então os seus servos cavaram outro poço, mas eles também discutiram por causa dele; por isso o chamou Sitna. Isaque mudou-se dali e cavou outro poço, e ninguém discutiu por causa dele. Deu-lhe o nome de Reobote, dizendo: Agora o Senhor nos abriu espaço e prosperaremos na terra. Dali Isaque foi para Berseba. Naquela noite, o Senhor lhe apareceu e disse: Eu sou o Deus de seu pai Abraão. Não tema, porque estou com você; eu o abençoarei e multiplicarei os seus descendentes por amor ao meu servo Abraão. Isaque construiu nesse lugar um altar e invocou o nome do Senhor. Ali armou acampamento, e os seus servos cavaram outro poço.” (Gênesis 26.14-25)

Não é porque estamos debaixo da benção de Deus que não enfrentaremos dificuldades e não teremos inimigo. No caso de Isaque, a sua prosperidade nos negócios trouxe o levante de inimigos invejosos. A bênção do Senhor sobre nós desperta inveja porque o que Deus libera é extraordinário. Qual deve ser nossa postura diante dos inimigos ou dos obstáculos? Perseverar, porque estamos debaixo de uma orientação de Deus.

Quem persevera diante dos obstáculos e se mantém firme às orientações do Pai, alcança a vitória.

Faça bem a sua parte…

3. FAZENDO CONEXÕES abençoadoras para ambos os lados.

“Por aquele tempo, veio a ele Abimeleque, de Gerar, com Auzate, seu conselheiro pessoal, e Ficol, o comandante dos seus exércitos. Isaque lhes perguntou: Por que me vieram ver, uma vez que foram hostis e me mandaram embora? Eles responderam: Vimos claramente que o Senhor está contigo; por isso dissemos: Façamos um juramento entre nós. Queremos firmar um acordo contigo: Tu não nos farás mal, assim como nada te fizemos, mas sempre te tratamos bem e te despedimos em paz. Agora sabemos que o SENHOR te tem abençoado. Então Isaque ofereceu-lhes um banquete, e eles comeram e beberam. Na manhã seguinte os dois fizeram juramento. Depois Isaque os despediu e partiram em paz. Naquele mesmo dia os servos de Isaque vieram falar-lhe sobre o poço que tinham cavado, e disseram: Achamos água!” (Gênesis 26.26-32)

Ninguém cresce sozinho sem a ajuda do outro. Quem se isola acaba sendo destruído mesmo construindo um lugar confortável e benéfico. Alianças eram algo comum no mundo antigo. Diante de tantas possíveis invasões, fazer alianças era estar protegido. No caso de Isaque, o próprio rei que pediu que ele saísse das terras e voltasse para fazer alianças. O motivo: porque reconheceu que quem estava prosperando Isaque era o seu Deus. Isaque, antes de fechar alianças, fecha qualquer desconforto que havia no passado entre eles.

Toda aliança ou conexão que fizermos não pode perder de vista quem somos em Deus.

Conclusão:

Faça bem a sua parte…
1. SENDO PROATIVO, mas atento às direções de Deus.
2. SENDO PERSISTENTE diante dos obstáculos.
3. FAZENDO CONEXÕES abençoadoras para ambos os lados.

Rolar para o topo