A Escolha do Perdão

SÉRIE “ESCOLHAS DE CURA” – 06|08
A ESCOLHA DO PERDÃO
mensagem pregada pelo Pr. Acyr Júnior
Chegamos à sexta mensagem da série “ESCOLHAS DE CURA”. Já fomos desafiados a receber a cura de Deus através da escolha da liberdade, da esperança, da entrega e de confessar.
Aprendemos a reconhecer que não somos Deus, admitindo que não temos o poder para controlar a nossa tendência de fazer coisas erradas e que nossa vida está fora de controle. Aprendemos, também, a acreditar sinceramente que Deus existe, que somos importantes para Ele e que Ele tem o poder para nos ajudar.
Fomos desafiados a aprender que, conscientemente, decidiremos escolher entregar toda a nossa vida e vontade aos cuidados e controle de Jesus. Na quarta mensagem, aprendemos a nos examinar e confessar as nossas falhas a nós mesmos, a Deus e a alguém que eu confie. Na quinta mensagem, fomos desafiados a escolher fazer mudanças em nossa vida. Hoje, seremos desafiados a perdoar e a pedir perdão.
Dentre tantas escolhas que temos que fazer, a decisão de perdoar e pedir perdão é, provavelmente, uma das que mais afetam a nossa felicidade e a nossa qualidade de vida. Nossa rede de relacionamentos é tão complexa que não tem jeito: vamos ferir e seremos feridos ou magoados por pessoas importantes para nós. Então, precisamos de muita sabedoria e capacidade espiritual para decidir corretamente. A Bíblia diz:
“Então Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: Senhor, quantas vezes deverei perdoar a meu irmão quando ele pecar contra mim? Até sete vezes? Jesus respondeu: Eu lhe digo: não até sete, mas até setenta vezes sete.” (Mateus 18.21-22)
“Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo.” (Efésios 4.32)
Escolher a cura através do perdão é permitir que a porta da graça de Deus seja aberta sobre a nossa vida e sobre a vida daqueles que ferimos e daqueles que nos feriram. Nunca seremos plenamente curados sem pedirmos e sem liberarmos o perdão para as pessoas.

O perdão é um catalisador que cria o ambiente necessário para uma nova partida, para um reinício (Rev. Martin Luther King)

Primeiro, vamos considerar a questão de perdoar quem nos ofendeu. Por que precisamos perdoar àqueles que nos ofenderam? Por que precisamos liberar perdão para as pessoas que nos fizeram algum tipo de maldade?
Devemos perdoar quem nos ofendeu…
1. Porque DEUS nos tem PERDOADO
“Sejam moderados, satisfeitos com o segundo lugar, rápidos em perdoar uma ofensa. Perdoem tão rápida e completamente quanto o Senhor os perdoou.” (Colossenses 3.12-13)
Nunca teremos que perdoar alguém mais do que Deus já nos tem perdoado. Deus espera que estejamos sempre avaliando o quanto fomos perdoados por Ele para, então, também perdoarmos o nosso próximo. Somos capacitados a perdoar quando entendemos o quanto Ele nos perdoou. O perdão que recebi de Deus é o mesmo que devo oferecer a quem me deve. Como disse o Pr. Filipe Guimarães:

“A maior tragédia não é o que fizeram conosco. A maior tragédia é o que fizemos com Deus.” (Filipe Guimarães)

Devemos perdoar quem nos ofendeu…
2. Porque guardar RESSENTIMENTO aumenta o SOFRIMENTO
“Alguns morrem na flor da idade, quando tudo está a favor deles – quando a vida é plena fartura e vigor. Outros morrem amargos e desolados, sem nunca provar o sabor da felicidade.” (Jó 21.23-25)
Um dos maiores problemas que podemos enfrentar é a falta de perdão. Muitos estão doentes porque tem agasalhado ressentimentos em sua alma. Amargura, ira, ressentimentos e falta de perdão só prejudicam a nós mesmos. Escolher perdoar é escolher o nosso próprio bem.
Devemos perdoar quem nos ofendeu…
3. Porque vamos PRECISAR de perdão no FUTURO
“E, quando orarem, lembrem-se de que não se trata apenas de pedir. Se vocês têm algo contra alguém, perdoem. Só, então, o Pai celestial de vocês perdoará os seus pecados.” (Marcos 11.25)
Precisamos perdoar os outros porque, com certeza, precisaremos do perdão de Deus no futuro e não queremos fechar a porta da graça de Deus para nós. A Bíblia é bem clara: quem escolhe endurecer o coração e não perdoar não deve esperar receber o perdão de Deus. Claro que perdoar é bem difícil, mas existem alguns passos que devemos dar para avançar na direção de perdoar. São eles:
 PROCURAR quem nos feriu e REVELAR o problema e como nos sentimos. Não podemos superar a dor até que admitamos o problema e confessemos como ele nos prejudica.
 Decidir LIBERAR o OFENSOR de sua culpa e de qualquer VINGANÇA. Não devemos esperar que ele nos peça perdão, porque isto pode não acontecer nunca; estamos perdoando para o nosso próprio bem. A bíblia diz:
“Não revidem. Descubram a beleza que há em todos. Se você a descobriu em você, faça o mesmo com todos. Não insistam na vingança; ela não pertence a vocês. ‘Eu vou julgar. Eu vou cuidar disso’, diz Deus.” (Romanos 12.17-19)
 Decidir TROCAR a ferida e a dor pela PAZ de Deus. Quando deixamos a ofensa e a mágoa saírem através do perdão, abrimos espaço para a paz de Deus entrar.
Pare um pouquinho e pense o quanto você está doente porque não foi capaz de perdoar aqueles que lhe ofenderam. Reflita bem nas respostas que você daria às seguintes perguntas:
 Por que é tão difícil perdoar as pessoas que tem nos ofendido e machucado?
 Pense em alguém que você sabe que precisa perdoar. Se você decidir perdoá-lo, como isso o afetará? E se você decidir não perdoá-lo, como isso também o afetará?
Agora quero pensar com vocês sobre como podemos reparar os danos que causamos aos outros. O que precisamos fazer para consertar as rachaduras que deixamos na vida de outras pessoas? Tente responder essas perguntas:
 Tenho alguma dívida com alguém?
 Quebrei alguma promessa com alguém?
 Tenho abusado de alguém fisicamente, verbalmente ou emocionalmente?
 Tenho sido infiel para com alguém?
 Tenho mentido para alguém?
Além de pensar nas respostas dessas perguntas, é importante também pensar no seguinte: Como eu gostaria que alguém AGISSE PARA COMIGO se tivesse me prejudicado ou ofendido? Então, se já sabemos que precisamos, também, pedir perdão às pessoas a quem ofendemos, que orientações práticas devemos seguir para que isso possa acontecer?
1ª Orientação – Peça perdão na HORA certa
“Sim, há um momento certo e um jeito certo para cada circunstância, mas infelizmente, nem sempre entendemos isso.” (Eclesiastes 8.6)
2ª Orientação – Peça perdão com a ATITUDE certa
“Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo.” (Efésios 4.5)
3ª Orientação – Peça perdão sem nutrir EXPECTATIVAS especiais
Mantenha-se focado somente na sua parte e não espere nada da pessoa com quem você está tentando se reconciliar.
4ª Orientação – Peça perdão da MANEIRA apropriada
“Existem palavras que machucam muito, mas as palavras do sábio trazem cura.” (Provérbios 12.18)
Pense cuidadosamente no que vai dizer e como irá dizer. Cuidado para não causar mais danos ainda dependendo da maneira como fala. Cuidado para não piorar ainda mais as coisas.
5ª Orientação – Faça RESTITUIÇÕES quando for necessário e possível
Pague se deve algum dinheiro, devolva se está retendo algo que não lhe pertence. Mesmo que não possa pagar tudo o que deve, não subestime o poder de um gesto sincero de restituição.
6ª Orientação – Decida fazer a VONTADE de Deus nos seus relacionamentos
“Mas fique tranquilo: se você abrir o coração, pedir ajuda a Deus e pra ele estender as mãos, se limpar das mãos o pecado e recusar-se a acolher o mal em casa, você poderá encarar o mundo sem sentir vergonha e andar seguro sem medo nem culpa. Você se esquecerá das suas angústias: elas não passarão de vagas lembranças.” (Jó 11.13-16)
Somente através de um relacionamento real com Jesus Cristo é que seremos capazes de perdoar e pedir perdão, e, assim, vermos nossos relacionamentos mais importantes serem restaurados.
Se já decidimos consertar a nossa vida e os nossos relacionamentos ligando-nos firmemente a Jesus Cristo e seus ensinos, Ele não apenas nos dará a capacidade para perdoar aos outros, mas também nos dará a sabedoria, a humildade e a coragem para encararmos os nossos erros do passado, pedirmos perdão e fazermos os reparos necessários e possíveis.
Agora, não basta apenas você saber o que deve fazer, é preciso tomar uma atitude prática. Quebre o segredo e tome uma atitude de reconciliação ainda nesta semana. Não deixe para depois, agora é o momento de fazer mais uma escolha que pode mudar totalmente os seus relacionamentos.
 Quem é a pessoa que você sabe que precisa procurar para reparar um erro que você cometeu contra ela?
 Quem é a pessoa que você precisa liberar perdão?
 Qual é o primeiro passo que você já pode dar na direção de um conserto e reconciliação?
Deus está esperando uma decisão corajosa de sua parte para que você receba a cura através do perdão e para que seus relacionamentos possam ser completamente restaurados para honra e glória do Seu nome!

 

Rolar para o topo