Decida Hoje

DECIDA HOJE
mensagem pregada pela Pra. Tatiana Ramos
“Assim, como diz o Espírito Santo: Hoje, se vocês ouvirem a sua voz, não endureçam o coração, como na rebelião, durante o tempo de provação no deserto, onde os seus antepassados me tentaram, pondo-me à prova, apesar de, durante quarenta anos, terem visto o que eu fiz. Por isso fiquei irado contra aquela geração e disse: Os seus corações estão sempre se desviando, e eles não reconheceram os meus caminhos. Assim jurei na minha ira: Jamais entrarão no meu descanso. Cuidado, irmãos, para que nenhum de vocês tenha coração perverso e incrédulo, que se afaste do Deus vivo. Pelo contrário, encorajem-se uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama “hoje”, de modo que nenhum de vocês seja endurecido pelo engano do pecado, pois passamos a ser participantes de Cristo, desde que, de fato, nos apeguemos até o fim à confiança que tivemos no princípio. Por isso é que se diz: Se hoje vocês ouvirem a sua voz, não endureçam o coração, como na rebelião. Quem foram os que ouviram e se rebelaram? Não foram todos os que Moisés tirou do Egito? Contra quem Deus esteve irado durante quarenta anos? Não foi contra aqueles que pecaram, cujos corpos caíram no deserto? E a quem jurou que nunca haveriam de entrar no seu descanso? Não foi àqueles que foram desobedientes? Vemos, assim, que foi por causa da incredulidade que não puderam entrar.” (Hebreus 3.7-10)
“Portanto, visto que temos um grande sumo sacerdote que adentrou os céus, Jesus, o Filho de Deus, apeguemo-nos com toda a firmeza à fé que professamos, pois não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, mas sim alguém que, como nós, passou por todo tipo de tentação, porém, sem pecado. Assim sendo, aproximemo-nos do trono da graça com toda a confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude no momento da necessidade.” (Hebreus 4.14-16)
Deus é o dono do tempo, Ele nunca se atrasa e nem adianta, Ele é perfeito em suas ações. Entretanto, quando Ele se manifesta a nós, Ele quer que a nossa atitude seja para hoje. Hoje é a resposta que Deus espera de cada um de nós. A palavra decidir significa resolver, alguém que tem autoridade para resolver algo. Deus nos fez com liberdade de escolhas, Ele quer que decidamos viver segundo os seus padrões e Ele não quer só um momento, Ele quer todos os nossos “hojes” sejam guiados por suas orientações.
Deus não fez robôs, Ele fez pessoas segundo a sua imagem e semelhança. Os anjos não tinham poder de escolha, mas, ao fazer o ser humano, Deus quis uma criatura que tivesse o poder de escolha e o decidisse escolhê-lo. Umas das barreiras que temos em decidir é a procrastinação. Sabemos o que fazer, mas, muitas das vezes, adiamos. Por quê? Porque toda decisão requer correr riscos ou abrir mão de algo. Toda vez que Deus nos ensina algo, reconhecemos que é certo, mas temos que vencer o adiamento de cumpri-la.
Hoje você terá oportunidade de decidir por três atitudes que Deus deseja que você tome para o seu bem. Hoje, mais uma vez, Ele vai propor a você decisões e deseja que você não adie mais, mas que a decisão seja tomada hoje por você. Quais são as atitudes que Deus propõe a você hoje…
Decida hoje…
1. Ouvir a VOZ de Deus
“Assim, como diz o Espírito Santo: Hoje, se vocês ouvirem a sua voz, não endureçam o coração, como na rebelião, durante o tempo de provação no deserto, onde os seus antepassados me tentaram, pondo-me à prova, apesar de, durante quarenta anos, terem visto o que eu fiz. Por isso fiquei irado contra aquela geração e disse: Os seus corações estão sempre se desviando, e eles não reconheceram os meus caminhos.” (Hebreus 3.7-10)
Ouvir não é somente escutar. Ouvir, nesse, texto é fazer algo após escutar. Jesus, muitas das vezes em seus ensinamentos, dizia: “quem tem ouvidos, ouça”. Será que haviam muitos surdos na época de Jesus? Na verdade, haviam muitos surdos espirituais. Nós, como seres humanos, temos capacidade de escutar, mas não de ouvir. O escutar está ligado a termos a capacidade de escutar sons, mas o ouvir é ouvir com atenção. Nós que temos filhos já passamos por situações que sabemos em que eles nos escutaram, mas não nos ouviram. Como sabemos disso? Porque as suas ações demonstraram isso.
A Palavra diz que Deus já falou de várias maneiras, mas, nos últimos dias, Ele nos falou através de Jesus. Você pode estar se perguntando: “Como escuto Deus, como ouço a sua voz?”. Jesus é a fala de Deus. Prestando atenção em Jesus, ouviremos Deus e, quando isso acontecer, Deus vai requerer que decidamos “Hoje” demonstrar que o ouvimos. Jesus fala que somos pecadores, que precisamos ouvir e reconhecer os nossos pecados. Jesus fala que podemos nos reconciliar com Deus através Dele, que precisamos ouvir e desejar a reconciliação crendo que só Jesus pode fazer isso. Jesus fala que podemos viver como Ele viveu, para isso, precisamos abandonar nossas ações que não agradam ao Pai.
Muita gente já escutou sobre Jesus, mas não ouviu. Você pode ser como esse povo descrito no texto que lemos. Um povo que viu, que reconheceu Deus, mas que não decidiu obedecê-lo. Um povo que conviveu com as palavras de Deus, mas não as ouviram mais. Um povo que deixou que os prazeres, as circunstâncias, os sonhos e as perdas endurecessem o seu coração e não mais ouvisse a voz de Deus, somente a voz do seu coração. Deus está falando novamente e hoje você pode decidir ouvi-lo e se posicionar ao lado Dele, como filho obediente que não só escuta, mas ouve.
Decida hoje…
2. CRER
“Cuidado, irmãos, para que nenhum de vocês tenha coração perverso e incrédulo, que se afaste do Deus vivo. Pelo contrário, encorajem-se uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama “hoje”, de modo que nenhum de vocês seja endurecido pelo engano do pecado, pois passamos a ser participantes de Cristo, desde que, de fato, nos apeguemos até o fim à confiança que tivemos no princípio. Por isso é que se diz: Se hoje vocês ouvirem a sua voz, não endureçam o coração, como na rebelião. Quem foram os que ouviram e se rebelaram? Não foram todos os que Moisés tirou do Egito? Contra quem Deus esteve irado durante quarenta anos? Não foi contra aqueles que pecaram, cujos corpos caíram no deserto? E a quem jurou que nunca haveriam de entrar no seu descanso? Não foi àqueles que foram desobedientes? Vemos, assim, que foi por causa da incredulidade que não puderam entrar.” (Hebreus 3.11-19)
Temos falado muito em fé nesse ano de 2018. Temos sido convidados a crer.
Vivemos em um mundo tão difícil, que precisamos todos os dias tomar a decisão de crer, porque é fácil sermos incrédulos. A incredulidade é uma atitude natural do homem desde o início. Eva creu mais na palavra do diabo do que na palavra de Deus. Somos presas frágeis do diabo porque ele sopra em nossa mente e coração o medo ou a ambição que nos separa de uma vida de fé.
A incredulidade nos tira da presença do Pai, porque sem fé não o agradamos, sem fé não vivemos segundo suas orientações, sem fé não cremos em sua existência. Sem fé vegetamos, não vivemos. Todos os dias acontecerão situações para você parar de crer em Deus e em suas promessas. Focar no que vemos e não em que cremos nos fará recuar, assim como foi com o povo de Israel. Não foi por falta de prova que eles perderam a fé, foi por causa de focarem nas circunstâncias em vez de focarem na pessoa de Deus.
No livro “Quebrando as Cadeias da Intimidação” o autor diz: “É fácil confiar em Deus quando Ele faz o que esperamos”. Mas Deus faz além do que nós compreendemos, por isso é necessário decidir hoje crer Nele. Não tente entender Deus para ter fé. Creia Nele e na sua Palavra e você experimentará o melhor dessa Terra e na Terra que Ele está preparando para os céus.
Ouvimos mais as notícias do inferno e decidimos crer que não tem jeito do que crer que Deus está no controle e no tempo Dele todas as coisas serão submetidas a Ele e Ele reinará para todo o sempre. O que precisamos fazer é decidir dia após dia permanecer crendo que Deus é bom, poderoso, que nos ama e que se importa com nossa dor. A vida está difícil, mas não desista, decida hoje crer. A incredulidade não nos leva a boas experiências.
O povo de Israel saiu de um ambiente de escravidão para conquistar um ambiente de liberdade, mas, para chegar lá, eles só precisavam crer em Deus e obedecê-lo. Porém, muitos não chegaram porque deixaram que as circunstâncias os desanimassem, decidiram viver por si próprios e deixaram de crer. Deus, em Jesus, prometeu a você ser seu Pai, fazer de você um herdeiro. Você só precisa decidir hoje crer Nele.
Decida hoje…
3. Experimentar da PRESENÇA do Pai
“Portanto, visto que temos um grande sumo sacerdote que adentrou os céus, Jesus, o Filho de Deus, apeguemo-nos com toda a firmeza à fé que professamos, pois não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, mas sim alguém que, como nós, passou por todo tipo de tentação, porém, sem pecado. Assim sendo, aproximemo-nos do trono da graça com toda a confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude no momento da necessidade.” (Hebreus 4:14-16)
Deus decidiu nos criar e nos colocar em um lindo jardim, mas nós decidimos que queríamos mais do que um jardim, e, por essa decisão, perdemos o jardim e tivemos que lutar para sobreviver fora Dele. O que fazia o jardim especial era o Criador. Mas Deus é amor e doou seu bem mais precioso para que voltássemos para Ele. Ele mandou Jesus. Jesus pagou nossa entrada no jardim e o convívio com o nosso criador. Ele pagou, com seu sangue derramado na cruz, um alto preço. Ele tem entrada para todos, mas precisamos querer estar no Jardim com Deus e viver segundo suas regras. Adão e Eva queriam estar no jardim, mas não queriam mais a companhia de Deus. Eles queriam ser independentes e essa decisão os tirou do jardim e da presença.
O texto nos diz que, por Jesus, novamente podemos nos achegar a Deus e desfrutar de todas as bênçãos que estão Nele. Quando chegamos na presença do Pai recebemos graça, isto é, recebemos o que não merecemos e recebemos auxílio quando necessitamos. Decidir viver com Deus é decidir experimentá-lo, é receber do Criador muito mais do que merecemos, é receber ajuda toda vez que precisamos.
A parábola do filho pródigo nos ensina que o Pai está sempre disposto a se relacionar conosco, só precisamos decidir hoje relacionarmo-nos com Ele também.
Decidimos estar com tantas pessoas em nossa vida, algumas nos abençoam, outras nem tanto, mas a verdade é que, por mais que uma pessoa nos ame, ela é impotente em algumas situações e não pode nos ajudar, mas, quando decidimos hoje viver na presença do Pai, Ele pode tudo e Ele quer sempre nos abençoar. Jesus é a prova de amor de que Deus decidiu andar conosco. Hoje Ele o convida, mais uma vez, a decidir também querer estar com Ele.
Conclusão:
Mais uma vez Deus está dando a você uma chance de ouvir a sua voz. Você decide Hoje adiar ou se render a Ele? Hoje você pode decidir estar no grupo dos que ouvem, creem e experimentam Deus ou do grupo dos que somente escutam, não creem e vivem para si.
Você tem poder de escolha, mas as consequências já estão expostas para as duas posições. Quem escolhe ouvir, crer e experimentar, tem respostas de vida abundante. Quem escolhe adiar, dá desculpas para não ouvir, crer e experimentar, tem respostas de distanciamento e morte. Por isso, decida hoje ouvir a voz de Deus, crer em Deus e viver uma vida abundante em Deus.

 

Rolar para o topo