Desista do seus medos (22/01/2015 – quinta)

SÉRIE: DESISTA PARA SER FELIZ – 06/12
DESISTA DOS SEUS MEDOS
mensagem pregada pelo Pr. Acyr Júnior
“Vocês, contudo, não quiseram ir, e se rebelaram contra a ordem do Senhor, o seu Deus. Queixaram-se em suas tendas, dizendo: O Senhor nos odeia; por isso nos trouxe do Egito para nos entregar nas mãos dos amorreus e destruir-nos. Para onde iremos? Nossos compatriotas nos desanimaram quando disseram: O povo é mais forte e mais alto do que nós; as cidades são grandes, com muros que vão até o céu. Vimos ali os enaquins. Então eu lhes disse: Não fiquem apavorados; não tenham medo deles. O Senhor, o seu Deus, que está indo à frente de vocês, lutará por vocês, diante de seus próprios olhos, como fez no Egito. Também no deserto vocês viram como o Senhor, o seu Deus, os carregou, como um pai carrega seu filho, por todo o caminho que percorreram até chegarem a este lugar. Apesar disso, vocês não confiaram no Senhor, o seu Deus, que foi à frente de vocês, numa coluna de fogo de noite e numa nuvem de dia, procurando lugares para vocês acamparem e mostrando-lhes o caminho que deviam seguir.” (Deuteronômio 1.26-33)
“Não tenha medo.” Você sabia que este é o mandamento mais repetido na Bíblia? Mais de trezentas vezes Deus ordena seu povo a não ter medo! Por quê? Porque Deus sabe que o medo além de roubar o nosso potencial de vida, o medo também nos força a reverenciar os objetos ou as pessoas de nossos temores. Sim, isso mesmo, além de nos paralisar, o medo nos faz, de alguma forma, adorar aquelas coisas ou pessoas que nós tememos, pois o medo nos governa. A Bíblia diz:
“Moisés disse ao povo: Não tenham medo! Deus veio prová-los, para que o temor de Deus esteja em vocês e os livre de pecar.”  (Êxodo 20.20)
O medo nos acompanha e nos governa desde a mais tenra idade. Medo da separação dos pais. Medo de monstros. Medo de fantasmas. Medo de assombração. Medo de estranhos. Nós crescemos, mas os medos continuam sempre maiores do que nós, nunca nos abandonam.
Medo de perder alguém. Medo de adoecer. Medo de morrer. Medo de acidente. Medo de tragédia. Medo de perder tudo. Medo de pobreza. Medo de gente. Medo de crítica. Medo de animais ou insetos. Medo de escuro. Medo de altura. Medo de elevador. Medo de lugar fechado. Medo de compromisso. Medo de lugares cheios. Medo de lugares vazios. A lista de medos e fobias é impressionante. A psiquiatria tem uma lista com mais de 200 tipos de fobias compilados. Realmente, não existe sensação que se compare à das garras geladas do medo. Quando, de súbito, somos tomados pelo medo, o corpo todo gela e nós ficamos paralisados. É horrível, não é verdade?
Ter medo, no entanto, não é de todo ruim. Deus nos atribuiu o medo para que usássemos de sabedoria ao nos proteger do perigo e do inesperado. O medo nos supre com surtos instantâneos de força, velocidade, sabedoria e atenção justamente quando nós mais precisamos deles. O medo é um instinto básico de sobrevivência, bem-vindo – desde que permaneça racional, sob o controle da fé nas promessas de Deus. Mas há também o tipo de medo que especialistas chamam de fobia, resultante do desequilíbrio entre medo e fé. Todas as vezes que tiramos os olhos da fé das promessas de Deus, nós ficamos vulneráveis ao medo. Moisés deixou isso claro no texto que lemos no início:
“Vocês, contudo, não quiseram ir [tomar posse da terra], (…) [Por quê? Porque] vocês não confiaram no Senhor, o seu Deus, (…)” (Deuteronômio 1.26,32)
Diz-se que uma em cada dez pessoas sofre de algum tipo de fobia. As outras nove pessoas não são controladas por medos irracionais, mas ainda assim lutam contra as várias formas de medo e terror diante de situações, circunstâncias, objetos, animais, pessoas ou lugares.
Antes de buscarmos respostas para os nossos medos, vejamos, o que o medo é capaz de fazer.
1. O medo DESRESPEITA o PLANO de Deus
“Depois, conforme o Senhor, o nosso Deus, nos tinha ordenado, partimos de Horebe e fomos para a serra dos amorreus, passando por todo aquele imenso e terrível deserto que vocês viram, e assim chegamos a Cades-Barnéia. Então eu lhes disse: Vocês chegaram à serra dos amorreus, a qual o Senhor, o nosso Deus, nos dá. Vejam, o Senhor, o seu Deus, põe diante de vocês esta terra. Entrem na terra e tomem posse dela, conforme o Senhor, o Deus dos seus antepassados, lhes disse. Não tenham medo nem desanimem.” (Deuteronômio 1.19-21)
Mesmo depois de tudo o que enfrentaram ao sair do Egito, depois de tudo o que enfrentaram no deserto, depois de vencerem o exército de faraó, as ondas do mar Vermelho e os desafios da jornada, os hebreus não conseguiram enfrentar o último obstáculo: o medo.
Pode ser que você chegue ao limiar das maiores promessas de Deus, mas nunca vai poder desfrutar das bênçãos de Deus, pois deixará que o medo domine a sua vida. O Senhor tem planos maravilhosos para nós, mas o medo desrespeita cada um desses planos. Ouça com atenção as palavras de Paulo:
“Pois Deus não nos deu espírito de covardia, mas de poder, de amor e de equilíbrio.” (2ª Timóteo 1.7)
O “poder” nos faz avançar diante da incerteza. O “amor” lança fora o medo. O “equilíbrio” não nos deixa ocupar a mente com coisas irracionais, falsas, impossíveis de acontecer. Deus tem planos maravilhosos para você. Não deixe que o medo os desrespeite. Agarre-se à promessa de Deus e conquiste essa terra com um brado de vitória. Você não está só. Deus, o Pai, é por você. Deus não deu a você espírito de medo, mas de poder, de amor e de equilíbrio. Não permita que o medo desrespeite os planos de Deus para a sua vida.
2. O medo DISTORCE o PROPÓSITO de Deus
O medo tem ação bem previsível. Ele distorce a nossa visão. Rouba-nos a perspectiva. Veja o que Moisés diz ao resumir a atitude do povo de Deus quando eles sentiram medo:
“Queixaram-se em suas tendas, dizendo: O Senhor nos odeia; por isso nos trouxe do Egito para nos entregar nas mãos dos amorreus e destruir-nos.” (Deuteronômio 1.27)
O medo revela o pior de nós. Quando sentimos medo nós somos tentados a acusar, ofender, desconfiar, desrespeitar, reclamar, culpar, mentir, etc. O propósito de Deus não era aniquilar o povo hebreu, mas dar-lhes a terra prometida. Claro que havia alguns gigantes na terra, mas o maior gigante não estava lá em Canaã, mas no coração do povo. O maior gigante era o medo na alma deles. Ouças o relato paralelo em Números:
“E espalharam entre os israelitas um relatório negativo acerca daquela terra. Disseram: A terra para a qual fomos em missão de reconhecimento devora os que nela vivem. Todos os que vimos são de grande estatura. Vimos também os gigantes, os descendentes de Enaque, diante de quem parecíamos gafanhotos, a nós e a eles.” (Números 13.32-33)
Quanto exagero! Quanta mentira! Quanta distorção! Tudo isso por medo de encarar o propósito de Deus. O medo é um câncer, realmente. Quanto maior o medo sem a fé, mais fraco o raciocínio e mais forte a distorção dos propósitos de Deus.
3. O medo DESENCORAJA o POVO de Deus
O medo é contagioso. Quando alguém cede ao medo, essa pessoa transforma o mundo ao seu redor num ambiente desencorajador.
“Para onde iremos? Nossos compatriotas nos desanimaram quando disseram: O povo é mais forte e mais alto do que nós; as cidades são grandes, com muros que vão até o céu. Vimos ali os enaquins.” (Deuteronômio 1.28)
O medo esgota a nossa força e nos faz exaurir a vitalidade das pessoas que amamos. Impressionante que dos doze espias, dez voltaram com um relatório negativo e esses dez contaminaram uma nação inteira. As esperanças e os sonhos dourados dos israelitas (terra, segurança, novo começo) ficaram arruinados durante anos pelo medo contagiante de apenas 10 homens! O medo contagia e desencoraja o povo de Deus.
4. O medo DESCONSIDERA as PROMESSAS de Deus
“Então eu lhes disse: Não fiquem apavorados; não tenham medo deles. O Senhor, o seu Deus, que está indo à frente de vocês, lutará por vocês, diante de seus próprios olhos, como fez no Egito. Também no deserto vocês viram como o Senhor, o seu Deus, os carregou, como um pai carrega seu filho, por todo o caminho que percorreram até chegarem a este lugar. Apesar disso, vocês não confiaram no Senhor, o seu Deus, que foi à frente de vocês, numa coluna de fogo de noite e numa nuvem de dia, procurando lugares para vocês acamparem e mostrando-lhes o caminho que deviam seguir.” (Deuteronômio 1.29-33)
O que Deus estava pedindo ao povo (tomar posse da terra) não era nada sem procedência. Era o convite do Deus que os acompanhara por toda a jornada, dando provas atrás de provas de que ele era por eles e estava com eles. Bastava ao povo parar, olhar para trás, certificar-se do cuidado de Deus e olhar para frente com fé na promessa de Deus. Mas, o medo desconsidera as promessas de Deus. Havia sim gigantes diante deles. Mas maior ainda era o gigante do medo na alma deles, fazendo-os desconsiderar as promessas de Deus.
5. O medo DESOBEDECE os PRINCÍPIOS de Deus
“Vocês, contudo, não quiseram ir, e se rebelaram contra a ordem do Senhor, o seu Deus.” (Deuteronômio 1.26)
Sejamos francos. Medo é a mais pura e simples desobediência levada ao extremo. Ele nos impede de aceitar as promessas de Deus. Por isso que ele repete mais de 300 vezes na Bíblia: “Não tenha medo.” O medo desobedece os princípios de Deus.
Diante de tudo isso, como enfrentar e vencer os medos? Como aceitar o chamado de Deus, vencendo cada um dos medos que a cada instante tentam paralisá-lo? Como desistir dos medos?
Leia comigo um trecho do diário de Davi. Davi que derrubou o gigante Golias também enfrentou medos gigantescos, mas soube derrotá-los. Como? O Salmo 27 foi escrito por Davi e apresenta, pelo menos, quatro armas fundamentais para que possamos combater os medos que nos cercam.
Eu aprendo a desistir dos meus medos usando…
1. O poder da CONFISSÃO
“O Senhor é a minha luz e a minha salvação; de quem terei temor? O Senhor é o meu forte refúgio; de quem terei medo?” (Salmo 27.1)
O verso 1 do Salmo, que também serve para revelar o tema do Salmo, nos ensina que para vencer o medo a primeira coisa que devemos fazer é identificá-lo e confessá-lo a Deus. Parece que aqui, em especial, o medo de Davi era o que malfeitores poderiam fazer com ele.
Reconheça e confesse o medo. Este é o primeiro passo para que você possa alcançar vitória diante desse gigante que atormenta sua alma. Desista dos seus medos reconhecendo-os e confessando-os.
Eu aprendo a desistir dos meus medos usando…
2. O poder da FÉ
“Quando homens maus avançarem contra mim para destruir-me, eles, meus inimigos e meus adversários, é que tropeçarão e cairão. Ainda que um exército se acampe contra mim, meu coração não temerá; ainda que se declare guerra contra mim, mesmo assim estarei confiante. Uma coisa pedi ao Senhor; é o que procuro: que eu possa viver na casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a bondade do Senhor e buscar sua orientação no seu templo. Pois no dia da adversidade ele me guardará protegido em sua habitação; no seu tabernáculo me esconderá e me porá em segurança sobre um rochedo. Então triunfarei sobre os inimigos que me cercam. Em seu tabernáculo oferecerei sacrifícios com aclamações; cantarei e louvarei ao Senhor.” (Salmo 27.2-6)
Após identificar e confessar seu medo, Davi começa a confrontá-lo com fé nas promessas de Deus. É assim que se vence o gigante do medo: acreditando, confiando, crendo nas promessas de Deus. Sem fé nas promessas de Deus é impossível vencer os medos desta vida.
Diante dos medos eu posso usar o poder da fé para vencê-los. Eu posso crer que há um Deus que está cuidando de cada detalhe da minha vida. Desista dos seus medos colocando em prática o poder da fé!
Eu aprendo a desistir dos meus medos usando…
3. O pode da SÚPLICA
“Ouve a minha voz quando clamo, ó Senhor; tem misericórdia de mim e responde-me. A teu respeito diz o meu coração: Busque a minha face! A tua face, Senhor, buscarei. Não escondas de mim a tua face, não rejeites com ira o teu servo; tu tens sido o meu ajudador. Não me desampares nem me abandones, ó Deus, meu salvador! Ainda que me abandonem pai e mãe, o Senhor me acolherá. Ensina-me o teu caminho, Senhor; conduz-me por uma vereda segura por causa dos meus inimigos. Não me entregues ao capricho dos meus adversários, pois testemunhas falsas se levantam contra mim, respirando violência. Apesar disso, esta certeza eu tenho: viverei até ver a bondade do Senhor na terra.” (Salmo 27.7-13)
Subitamente, as palavras de Davi se transformam de confissão de fé em súplica por socorro. Ou seja, enfrentamos o medo com fé e oração. Quando seus medos o atormetam a quem você recorre? Davi nos ensina que podemos usar o poder da súplica, do pedido de socorro a Deus, e, assim vencer os medos que nos afligem. Desista dos seus medos usando o poder da súplica a Deus!
Eu aprendo a desistir dos meus medos usando…
4. O poder da AÇÃO
“Espere no Senhor. Seja forte! Coragem! Espere no Senhor.” (Salmo 27.14)
Após confissão, fé e súplica, vem ação. Mas, como pode ser ação se Davi diz “Espere no Senhor”? Davi não está nos convidando a inércia, pelo contrário. Ele está nos convidado a seguir com força e coragem, com fé no Senhor, ou seja, esperando no Senhor. Se não fosse assim, não faria qualquer sentido ele dizer no mesmo versículo o que ele disse: “Seja forte! Coragem!”.
Davi está nos dizendo que após confessarmos o medo, abraçarmos a promessas de Deus pela fé, suplicar a Deus em oração, o que devemos fazer é seguir com força e coragem a vida que Deus nos deu, esperando em Deus.
Conclusão:
Você já notou o que as criancinhas mais gostam nas brincadeiras de esconde-esconde? Não é de se esconder! O que elas mais gostam é de serem achadas. Algumas vezes elas chegam a dar dicas de onde estão para que nós as encontrarmos mais rapidamente. Não é mesmo?
De certa forma, nós somos como essas criancinhas. Vivemos num mundo mau, cheio de pecados, escuro e assustador. Não é sem motivos, portanto, que tantas vezes o medo congela a nossa alma. Por isso que, iguaizinhos às criancinhas brincando de esconde-esconde, nós esperamos ser achados. Achados por Deus. Ansiamos pela certeza de que Deus sabe exatamente onde nós estamos. Graças a Deus que ele sabe onde nós estamos. Portanto, não precisamos temer. Mas, e quando vier o medo?

  • RECONHEÇA e CONFESSE o medo
  • ENTREGUE o medo a Deus em ORAÇÃO
  • RESISTA o medo com FÉ
  • SIGA adiante com FORÇA e CORAGEM

 

Rolar para o topo