Entrando em Campo na Restauração da Paz (15/06/2014 – noite)

Entrando em campo pela família…
NA RESTAURAÇÃO DA PAZ
mensagem pregada pelo Pr. Marcelo Coelho Fernandes
Existem muitos lares quebrados, muitos lares arruinados e com crises profundas. São famílias que não sabem o que é a paz há muitos anos. Infelizmente, as famílias cristãs não são exceção. Mesmo dentro da igreja existem famílias que estão prestes a se despedaçar. 
No entanto, a missão de restaurar a harmonia no lar e fazer dele o melhor lugar do mundo é algo que muitos cristãos têm que assumir. Restaurar a paz no lar é responsabilidade de pais, filhos e cônjuge. As Escrituras ensinam que a divisão é o primeiro passo para destruição de um lar: “Se uma família se divide, as pessoas que fazem parte dela começam a lutar entre si, ela será destruída” (Marcos 3.25 – NTLH).
Se você tem vivido nessa verdadeira trincheira bélica, creia que é possível recomeçar. Lembre-se de que, Deus está mais preocupado com o seu futuro do que com o seu passado. A paz, muitas vezes, não pode renascer em seu ambiente familiar porque há pessoas dentro de sua casa que estão presas àquilo que aconteceu no passado de cada uma delas. Há pessoas que, em relação ao seu cônjuge, em relação aos seus filhos e em relação aos seus pais, andam com uma lista em seu coração, cujo titulo diz: ”Razões porque eu não vou perdoar.”
Porém, a Bíblia afirma que, se abrirmos o coração para o perdão, alcançaremos misericórdia e forças para essa atitude e poderemos recomeçar. Servimos ao Deus da transformação e de milagres. Não há nada que Jesus não possa curar e transformar.
Chega de luta dentro de casa! Chega de infelicidade e insatisfação dentro do lar! Chega de desfrutar de tanta miséria sentimental, emocional e espiritual na sua família! Hoje é tempo de restauração e recomeço. Que a sua presença dentro de casa seja, para todos, repleta de graça, de verdade e de liberdade em Cristo.
Sendo assim, como funciona, na prática, solucionar problemas de maneira conjunta? Qual é o caminho para restauração da paz em nosso lar? A Bíblia nos apresenta princípios que vão nos dirigir há dar esses passos.
Para restauração da paz no lar… 
1. Torne-se um CRISTÃO GENUÍNO.
Não é possível ter paz com outras pessoas enquanto não se tem paz primeiramente com Deus. O primeiro passo, para restauração da paz em seu lar é entregar a sua vida a Cristo. A Bíblia nos diz que, se alguém não entrega sua vida a Cristo, está em guerra com Deus… É inimigo Dele.
“Será que vocês não sabem que ser amigo do mundo é ser inimigo de Deus? Quem quiser ser amigo do mundo se torna inimigo de Deus” (Tiago 4.4- NTLH).
Ser um discípulo de Jesus é o fundamento de todas as coisas. Nenhuma casa será plenamente feliz se Cristo não se tornar o centro da vida e das intenções das pessoas que moram nela. Não estou falando em se tornar evangélico, mas em ser de Jesus e decidir seguir seus mandamentos, padrões e valores. As Escrituras afirmam: “Pela sua morte na cruz, Cristo destruiu a inimizade…” (Efésios 2.16 – NTLH).
Ora, para que você resolva os conflitos de forma que eles não destruam a sua família, é preciso se submeter à cruz de Cristo. Ele venceu o ódio na cruz, para que você vença a magoa, o ressentimento, a amargura, a raiva, a ira descontrolada e o próprio ódio. Pela cruz de Cristo, você se conectara ao coração Daquele que é amor e passará a amar de forma sobrenatural as pessoas de sua família.
NÃO PODEMOS SUPERAR OS CONFLITOS FAMILIARES SEM A AÇÃO DO ESPÍRITO SANTO EM NOSSA VIDA.
Para restauração da paz no lar…
2. CONVERSE com DEUS sobre o seu PROBLEMA.
Muitas discussões e palavras inúteis acontecem nas brigas em família simplesmente porque seus membros não conversam sobre o assunto com Deus primeiro. A Bíblia conclui, em Tiago:
“Vocês querem muitas coisas; mas, como não podem tê-las, estão prontos até para matar a fim de consegui-las. Vocês as desejam ardentemente; mas, como não conseguem possuí-las, brigam e lutam. Não conseguem o que querem porque não pedem a Deus” (Tiago 4.2 – NTLH).
Com relação à falta de paz no lar, antes de conversar com a pessoa com quem você está triste (sejam eles os seus pais, os seus filhos ou o seu cônjuge), converse com Deus acerca do assunto. Abra seu coração para Ele. Ore sobre isso. Admita o problema diante Dele. É possível que tudo se resolva ali mesmo, enquanto você ora. Se, ao invés de brigar, começássemos falando com Deus, que é quem pode resolver, nossa vida como família seria muito melhor.
Guarde o que vou te dizer: NEM TUDO SE RESOLVE SOMENTE COM ORAÇÃO, MAS NADA SE RESOLVE SEM ELA!
Precisamos redescobrir ou descobrir o caminho da oração. Precisamos ser intercessores dentro de nossa casa.
Lembre-se: a maior demonstração de amor por alguém é orar por essa pessoa. Pais, filhos, cônjuge vocês já conversaram com Deus sobre seus conflitos familiares?
Para restauração da paz no lar…
3. DESCUBRA a RAIZ do PROBLEMA.
Sempre há uma raiz do conflito. Se não se descobre a essência da crise, o que for periférico não vai solucionar o cerne da questão. Essa raiz pode ser um trauma, uma traição, um abuso, uma decepção, um fracasso, um comportamento ofensivo, uma palavra mau colocada num momento de ira, uma atitude de rebeldia, uma dependência ou codependência que se desenvolveu durante o processo familiar.
Algumas vezes, uma atitude pequena é o gatilho de uma briga, mas sua razão real é muito mais profunda. É por isso, que precisamos de uma investigação mais profunda sobre as questões que envolvem a falta de paz em nosso lar. No entanto, as Escrituras nos alerta:
“Por que você repara no cisco que está no olho do seu irmão, e não se dá conta da viga em seu próprio olho?” (Mateus 7.3).
Por isso, pergunte honestamente a si mesmo qual parcela do problema diz respeito a vocês. Jesus nos orienta, antes de tomarmos a postura de acusar e de atacar, a analisarmos a nós mesmos. Avalie primeiro a si mesmo, para que possa olhar os membros de sua família com uma ótica ajustada, em amor, graça e sabedoria.
Se assumirmos nossa responsabilidade pessoal no conflito e no meio dele, a maioria dos embates seriam resolvidos sem danos maiores. No entanto, sabe por que os danos são enormes em nossas famílias? É por que ninguém quer assumir a responsabilidade dentro do lar. É mais fácil dizer que a culpa é do outro, do que assumir nossa responsabilidade.
Se assumíssemos, poderíamos focar no problema e solucioná-lo com muito mais facilidade. Mas, quando não assumimos nossa parte, ficam os ressentimentos, as brigas, as mágoas, as dores, as decepções, as frustrações, que se acumulam gradativamente, agravando toda a dinâmica familiar. Pergunte a si mesmo (seja você pai ou mãe, filho ou cônjuge): Será que eu sou a causa do problema da minha família? Existe algum ponto cego em minhas atitudes que não estou conseguindo ver que tem atrapalhado minha casa?
Para restauração da paz no lar…
4. Busque ACONSELHAMENTO com pessoas de Deus
A Bíblia nos orienta a buscar conselhos:
“Quem rejeita conselhos prejudica a si mesmo, mas quem aceita a correção fica mais sábio” (Provérbios 15.32 – NTLH).
Peça ajuda enquanto a situação é possível de ser revertida. Escute o que vou te dizer: Existirão momentos em seu casamento e no relacionamento com seus filhos em que será necessária a intervenção de outras pessoas. Muitas famílias têm encontrado resistência em falar de suas imperfeições e lutas a outras pessoas, ainda que sejam conselheiros tementes a Deus. Sem dúvida, quem age desta forma, perde muito por conta dessa escolha. No entanto, tenha a humildade de pedir aconselhamento a pessoas de Deus.
Não seja como o homem cheio de vaidade descrito na Bíblia: “O homem vaidoso não gosta de quem o corrige; ele nunca pede conselhos aos sábios” (Provérbios 15.12 – NTLH).
No entanto, muitas das vezes, não procuramos ajuda por causa da vergonha que temos de nos expor. Porém, em todas as outras áreas da vida, é muito provável que você não tenha vergonha em buscar ajuda profissional. É de extrema importância que você encontre pessoas capacitadas por Deus para ajudá-lo. Não se engane com conselhos alheios. Um mau conselho pode prejudicar ainda mais a sua família – por isso, não se engane. Não escolha alguém que não tenha o temor de Deus para ajudá-lo. Não escolha ninguém que não tenha uma cobertura espiritual para lhe oferecer.
Supere a falácia de que sua família não precisa de aconselhamento. Se você se encontra em um impasse que não consegue superar, busque aconselhamento com pessoas que temem a Deus e seja ajudado por elas.
Conclusão:
Talvez você me pergunte: é possível restaurar a paz no meu lar? Sim! É possível! É possível reencontrar a paz que um dia deixou o seu lar, buscando a Deus e deixando que Ele lhe dê forças para continuar e sabedoria para agir.
Deixe que o Espírito Santo cure o seu coração. Comprometa-se a fazer a sua parte para restaurar a harmonia do seu lar, pois a Bíblia diz: “Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus” (Mateus 5.9).
Sua família pode ser melhor, mas é preciso fazer a sua parte. Deus a ama a sua família como está, mas não deseja deixá-la desse jeito. Ele tem algo muito melhor para ela. Há algo maior e melhor para sua casa, e você é um componente ativo e fundamental desse processo de transformação.  A mudança começa agora e com você.
ORE COMO SE TUDO DEPENDESSE DE DEUS E TRABALHE POR SUA FAMÍLIA COMO SE TUDO DEPENDESSE DE VOCÊ.
Você já fez tudo o que poderia fazer pela sua família?
 

Rolar para o topo