Famílias Amigas de Deus Nunca Desistem

FAMÍLIAS AMIGAS DE DEUS | 04/08
FAMÍLIAS AMIGAS DE DEUS NUNCA DESISTEM
mensagem pregada pelo Pr. Marcelo Coelho
“Elcana tinha duas mulheres; uma se chamava Ana, e a outra Penina. Penina tinha filhos, Ana, porém, não tinha. Todos os anos esse homem subia de sua cidade a Siló para adorar e sacrificar ao Senhor dos Exércitos. Lá, Hofni e Fineias, os dois filhos de Eli, eram sacerdotes do Senhor. No dia em que Elcana oferecia sacrifícios, dava porções à sua mulher Penina e a todos os filhos e filhas dela. Mas a Ana dava uma porção dupla, porque a amava, mesmo que o Senhor a houvesse deixado estéril. E porque o Senhor a tinha deixado estéril, sua rival a provocava continuamente, a fim de irritá-la. Isso acontecia ano após ano. Sempre que Ana subia à casa do Senhor, sua rival a provocava e ela chorava e não comia. Elcana, seu marido, lhe perguntava: Ana, por que você está chorando? Por que não come? Por que está triste? Será que eu não sou melhor para você do que dez filhos?” (1º Samuel 1.2-8)
Ana tinha todos os motivos pessoais para desistir de sua família. Porém, ela não se intimidou nem desanimou mesmo diante das lutas que enfrentava dentro da sua casa, mas buscou no Senhor coragem, força, sabedoria e ousadia para não desistir de sua família. A experiência de Ana nos ensina lições fundamentais para que sejamos capazes de não desistir da nossa família mesmo diante das adversidades e dos problemas que nos cercam. Quais são essas lições?
Famílias amigas de Deus nunca desistem…
1. Mesmo diante de CIRCUNSTÂNCIAS adversas
“Ele tinha duas mulheres; uma se chamava Ana, e a outra Penina. Penina tinha filhos, Ana, porém, não tinha.” (1º Samuel 1.2)
Apesar da grande dificuldade e das circunstâncias adversas, Ana jamais abandonou o seu casamento, Ana jamais desistiu da sua família, pelo contrário, nós a encontramos lutando por ela. Ela não desistiu em momento nenhum, mas decidiu continuar investindo em sua família.

“Não são as circunstâncias adversas que determinarão se sua família será boa ou ruim, e sim o resultado de suas escolhas.”

Jesus também nos ensina o mesmo:
“Alguns fariseus aproximaram-se dele para pô-lo à prova. E perguntaram-lhe: É permitido ao homem divorciar-se de sua mulher por qualquer motivo? Ele respondeu: Vocês não leram que, no princípio, o Criador os fez homem e mulher e disse: Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne? Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém o separe. Perguntaram eles: Então, por que Moisés mandou dar uma certidão de divórcio à mulher e mandá-la embora? Jesus respondeu: Moisés lhes permitiu divorciar-se de suas mulheres por causa da dureza de coração de vocês. Mas não foi assim desde o princípio. Eu lhes digo que todo aquele que se divorciar de sua mulher, exceto por imoralidade sexual, e se casar com outra mulher, estará cometendo adultério.” (Mateus 19.3-9)
Famílias amigas de Deus nunca desistem…
2. Apesar dos DESENCORAJAMENTOS
“No dia em que Elcana oferecia sacrifícios, dava porções à sua mulher Penina e a todos os filhos e filhas dela. Mas a Ana dava uma porção dupla, porque a amava, mesmo que o Senhor a houvesse deixado estéril. E porque o Senhor a tinha deixado estéril, sua rival a provocava continuamente, a fim de irritá-la. Isso acontecia ano após ano. Sempre que Ana subia à casa do Senhor, sua rival a provocava e ela chorava e não comia.” (1º Samuel 1.4-7)
Nesse texto, é possível identificar pelo menos três fontes de desencorajamento na vida de Ana:
 Penina – A Outra Mulher
“… Sua rival a provocava continuamente, a fim de irritá-la.” (verso 6)
 O Tempo da Provocação
“Isso acontecia ano após ano…” (verso 7)
 O Coração Ferido
“… Sempre que Ana subia à casa do Senhor, sua rival a provocava e ela chorava e não comia. Elcana, seu marido, lhe perguntava: Ana, por que você está chorando? Por que não come? Por que está triste? Será que eu não sou melhor para você do que dez filhos?” (versos 7 e 8)
Famílias amigas de Deus nunca desistem…
3. A despeito do DESESPERO
“Sempre que Ana subia à casa do Senhor, sua rival a provocava e ela chorava e não comia. Elcana, seu marido, lhe perguntava: Ana, por que você está chorando? Por que não come? Por que está triste? Será que eu não sou melhor para você do que dez filhos?” (1º Samuel 1.2-8)
Dificuldades e desencorajamentos a longo prazo, sem a intervenção de Deus ou de outros, tende a nos levar ao desespero. Porém, Ana não desiste independente do desespero. Preste atenção no relato bíblico:
“Eli respondeu: Vá em paz, e que o Deus de Israel lhe conceda o que você pediu. Ela disse: Espero que sejas benevolente para com tua serva! Então ela seguiu seu caminho, comeu, e seu rosto já não estava mais abatido. Na manhã seguinte, eles se levantaram e adoraram ao Senhor; então voltaram para casa, em Ramá. Elcana teve relações com sua mulher Ana, e o Senhor se lembrou dela. Assim Ana engravidou e, no devido tempo, deu à luz um filho. E deu-lhe o nome de Samuel, dizendo: Eu o pedi ao Senhor.” (1º Samuel 1.17-20)
Conclusão:
Talvez hoje você só consiga ver as circunstâncias adversas, receber as palavras de desencorajamento e viver no desespero. Mas Deus o convida a tomar uma atitude que vai mudar a realidade das coisas ao seu redor: nunca desista da sua família, pois, no tempo certo, o seu milagre vai chegar.
Famílias amigas de Deus nunca desistem…
1. Mesmo diante de CIRCUNSTÂNCIAS adversas
2. Apesar dos DESENCORAJAMENTOS
3. A despeito do DESESPERO

 

Rolar para o topo