O Que Fazer em Dias de Adversidades?

O QUE FAZER EM DIAS DE ADVERSIDADES?

mensagem pregada pelo Pr. Acyr Júnior

“Depois disso, os moabitas e os amonitas, com alguns dos meunitas, entraram em guerra contra Josafá. Então informaram a Josafá: Um exército enorme vem contra ti de Edom, do outro lado do mar Morto. Já está em Hazazom-Tamar, isto é, En-Gedi.” (2º Crônicas 20.1,2)

Os dias de adversidades chegaram para a vida do rei Josafá e todo o povo de Judá. Eles estavam vivendo um momento muito difícil e de muitas incertezas. O rei Josafá foi informado que um exército enorme estava seguindo em sua direção com o objetivo de destruir o povo de Judá. Porém, a história não para na notícia da adversidade nem na ameaça de destruição. O rei Josafá não recuou, ficou paralisado e nem se lamentando. Ele, mesmo alarmado e preocupado, soube exatamente o que fazer diante da realidade dos dias de adversidades que estavam por vir. Se você está vivendo dias de adversidades e não sabe o que fazer, a experiência do rei Josafá e do povo de Judá ensina algumas lições importantes e fundamentais sobre o que fazer em dias de adversidades.

Em dias de adversidades…

1. Tenha uma FORTE CONVICÇÃO de quem Deus é.

“Alarmado, Josafá decidiu consultar o Senhor e proclamou um jejum em todo o reino de Judá. Reuniu-se, pois, o povo, vindo de todas as cidades de Judá para buscar a ajuda do Senhor. Então Josafá levantou-se na assembleia de Judá e de Jerusalém, no templo do Senhor, na frente do pátio novo, e orou: Senhor, Deus dos nossos antepassados, não és tu o Deus que está nos céus? Tu governas sobre todos os reinos do mundo. Força e poder estão em tuas mãos, e ninguém pode opor-se a ti. Não és tu o nosso Deus, que expulsaste os habitantes desta terra perante Israel, teu povo, e a deste para sempre aos descendentes de teu amigo Abraão? Eles a têm habitado e nela construíram um santuário em honra do teu nome, dizendo: ‘Se alguma desgraça nos atingir, seja o castigo da espada, seja a peste, seja a fome, nós nos colocaremos em tua presença diante deste templo, pois ele leva o teu nome, e clamaremos a ti em nossa angústia, e tu nos ouvirás e nos salvarás’. Mas agora, aí estão amonitas, moabitas e habitantes dos montes de Seir, cujos territórios não permitiste que Israel invadisse quando vinha do Egito; por isso os israelitas se desviaram deles e não os destruíram. Vê agora como estão nos retribuindo, ao virem expulsar-nos da terra que nos deste por herança.” (2º Crônicas 20.3-11)

Josafá superou as adversidades porque ele possuía uma forte convicção sobre quem Deus era. O conteúdo da oração que ele fez, revelou a compreensão que ele tinha do caráter de Deus. Quem Deus é pra você? Você conhece Deus a ponto de não sucumbir em meio às adversidades da vida? Você tem uma forte convicção de que Deus é soberano, poderoso, protetor e que ouve o seu clamor? Hoje é o dia de você começar a conhecer esse Deus.

“O máximo que conhecemos de Deus é nada em relação ao que Ele é.” (Tomás de Aquino)

Em dias de adversidades…

2. Aceite que você é INCAPAZ de resolver os seus PROBLEMAS.

“Ó nosso Deus, não irás tu julgá-los? Pois não temos força para enfrentar esse exército imenso que está nos atacando. Não sabemos o que fazer…” (2º Crônicas 20.12)

A oração de Josafá revelou a sua humildade e dependência de Deus. Ele não sabia fazer nada a não ser depender totalmente de Deus. A sua oração revelou o quão incapaz ele era de resolver o problema que estava assolando a nação de Judá. Seja humilde e dependente. Não existe nenhum tipo de problema em dizer: Deus, eu não sei o que fazer. Dizer isto não é vergonha, não é SINAL de fraqueza, fracasso, derrota. Abrir a boca e dizer a Deus sobre sua incapacidade de resolver seus problemas o habilita a ser vitorioso. O apóstolo Paulo escreveu o seguinte:

Mas [o Senhor] me disse: Minha graça é suficiente para você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. Portanto, eu me gloriarei ainda mais alegremente em minhas fraquezas, para que o poder de Cristo repouse em mim. Por isso, por amor de Cristo, regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias. Pois, quando sou fraco é que sou forte.” (2ª Coríntios 12.9,10)

Em dias de adversidades…

3. Conserve os seus olhos FIXADOS em Deus.

“… mas os nossos olhos se voltam para ti.” (2º Crônicas 20.12)

Além de reconhecer sua incapacidade de resolver seus problemas, Josafá, em dias de adversidades, conservou o seu olhar fixado em Deus. Ele decidiu não tirar os olhos de Deus. Josafá sabia que o seu socorro, a sua ajuda, o seu alívio e a sua vitória vinham de Deus. No tempo difícil em que você está vivendo, para onde você está olhando, para Deus ou para as adversidades? Onde estão postos os teus olhos? Onde os seus olhos estão fixados? Faço esta pergunta porque para onde você olha, ou seja, fixa e conserva o seu olhar, é exatamente aquilo que você vai viver em sua vida. O salmista, em um tempo de muitas adversidades, fez as seguintes declarações:

“Levanto os meus olhos para os montes e pergunto: De onde me vem o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra.” (Salmos 121.1-2)

“Deus é o nosso refúgio e a nossa fortaleza, socorro sempre presente na adversidade.” (Salmos 46.1)

Em dias de adversidades…

4. Creia que SUA LUTA é a LUTA DE DEUS.

“Ele disse: Escutem, todos os que vivem em Judá e em Jerusalém e o rei Josafá! Assim lhes diz o Senhor: Não tenham medo nem fiquem desanimados por causa desse exército enorme. Pois a batalha não é de vocês, mas de Deus. Amanhã, desçam contra eles. Eles virão pela subida de Ziz, e vocês os encontrarão no fim do vale, em frente do deserto de Jeruel. Vocês não precisarão lutar nessa batalha. Tomem suas posições; permaneçam firmes e vejam o livramento que o Senhor lhes dará, ó Judá, ó Jerusalém. Não tenham medo nem se desanimem. Saiam para enfrentá-los amanhã, e o Senhor estará com vocês.” (2º Crônicas 20.15-17)

Josafá estava afirmando ao povo: a nossa luta é a luta de Deus, por isso, não precisamos temer. Josafá acreditava nessa verdade porque foi ela dita pelo próprio Deus. É Deus quem diz que a sua luta é a luta dele. É Deus quem diz que você não precisa temer. É Deus quem diz que você não precisa lutar determinadas batalhas. É Deus quem diz que você precisa apenas tomar posição, permanecer firme e ver o livramento que Ele lhe dará.

“Quando você crê que a sua luta é a luta de Deus, todos os dias você terá histórias de milagres para contar!”

A Bíblia diz: “Desde os tempos mais antigos ninguém ouviu, nenhum ouvido percebeu, e olho nenhum viu outro Deus além de ti, que trabalha para aqueles que nele esperam.” (Isaías 64.4).

Conclusão:

O que fazer quando os dias são difíceis demais? O que fazer quando você não consegue enxergar uma luz no fim do túnel? O que fazer quando sua luta é demasiadamente grande? O que fazer quando parece que é o fim? O que fazer em dias de adversidades?

Em dias de adversidades…
1. Tenha uma FORTE CONVICÇÃO de quem Deus é.
2. Aceite que você é INCAPAZ de resolver os seus PROBLEMAS.
3. Conserve os seus olhos FIXADOS em Deus.
4. Creia que SUA LUTA é a LUTA DE DEUS.

Rolar para o topo