Orando em Dias de Aflição

SÉRIE “ORE” | 02/05
ORANDO EM DIAS DE AFLIÇÃO

mensagem pregada pelo Pr. Acyr Júnior

“Estou aflitíssimo; vivifica-me, Senhor, segundo a tua palavra.” (Salmos 119.107)

Estamos chegando à segunda mensagem da série “ORE”. Na semana passada, recebemos uma mensagem com o seguinte tem: ORANDO PELA RESPOSTA DE DEUS. Hoje, seremos ministrados com o seguinte tema: ORANDO EM DIAS DE AFLIÇÃO. O salmista fez a seguinte declaração:

“Até quando, Senhor? Para sempre te esquecerás de mim? Até quando esconderás de mim o teu rosto?… Até quando terei inquietações e tristeza no coração dia após dia? Até quando o meu inimigo triunfará sobre mim? Olha para mim e responde, Senhor, meu Deus. Ilumina os meus olhos, ou do contrário dormirei o sono da morte; os meus inimigos dirão: ‘Eu o venci’, e os meus adversários festejarão o meu fracasso. Eu, porém, confio em sua benignidade; o meu coração exulta em tua salvação. Quero cantar ao Senhor pelo bem que me tem feito.” (Salmos 13.1-6)

À semelhança de Davi, às vezes podemos ser acometidos pelos mesmos sentimentos. Se isso está acontecendo com você, quais seriam então, as atitudes a serem tomadas diante de tal situação? O que fazer quando você não tem a resposta de Deus para suas aflições? O que fazer quando parece que Deus ficou em silêncio? O que fazer quando os questionamentos, as dúvidas alcançam o seu coração? O que fazer quando você está diante de um grande dilema? Orar, em dias de aflição, é sempre a melhor solução. Por isso, o salmista, que sentiu na carne essa experiência, nos ensina pelo menos três verdades importantes sobre aqueles que oram em dias de aflição.

Ore em dias de aflição porque…

1. Aquele que está aflito NUNCA PARA de CLAMAR.

“… Olha para mim e responde, Senhor, meu Deus…” (v.3)

Ore em dias de aflição e prossiga com perseverança orando mesmo que você não tenha todas as respostas. Ore mesmo que chorando. Ore mesmo que lamentando. Ore mesmo que sofrendo. Ore mesmo que cansado. Ore mesmo que esteja se sentindo fraco. Ore mesmo que não veja nenhum sinal da ação de Deus. Nunca pare de orar. Insista no seu clamor. Ore acreditando que Deus não deixará você sem resposta. A Bíblia diz:

“É só me chamar, que eu respondo: ficarei ao seu lado nas horas ruins, resgatarei você e depois darei uma festa em sua honra.” (Salmos 91.15)

“… Você clamará ao Senhor, e ele responderá; você gritará por socorro, e ele dirá: Aqui estou…” (Isaías 58.9)

“Antes de eles clamarem, eu responderei. Antes de terminarem de falar, já os terei ouvido.” (Isaías 65.24)

Ore em dias de aflição porque…

2. Aquele que está aflito continua CONFIANDO na BONDADE do PAI.

“… Eu, porém, confio em sua benignidade…” (v.5)

Mesmo diante do aparente silêncio de Deus, o salmista continua a confiar nEle, mesmo que a intervenção de Deus ainda não tenha acontecido, ele confiava no seu Deus. O que motivava o salmista a não esmorecer na fé era a benignidade do Senhor. O termo benignidade descreve o amor fiel de Deus. Na verdade, descreve um amor que jamais falha.

A Bíblia diz: “Bem aventurado o homem que põe a sua confiança no Senhor.” (Salmos 40.4).

Ore em dias de aflição porque…

3. Aquele que está aflito PERMANECE ADORANDO a DEUS.

“Quero cantar ao Senhor pelo bem que me tem feito.” (v.6)

Perceba que mesmo tendo começado o salmo com inquietações e queixas, após refletir, o autor termina louvando o Senhor. Esse foi o segredo do salmista. Mesmo diante dos problemas e dificuldades, mesmo diante do aparente silêncio do Senhor, Davi decide não abandonar seu louvor a Deus. Davi declara que irá cantar ao Senhor pelo bem que Ele lhe tem feito. Davi reconhece que mesmo nos dias de aflição, aquela situação poderia ser favorável se o Senhor estivesse no controle dela. Faça como Paulo e Silas na prisão. O que eles fizeram pastor? Veja: “E, perto da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, e os outros presos os escutavam. E de repente sobreveio um tão grande terremoto, que os alicerces do cárcere se moveram, e logo se abriram todas as portas, e foram soltas as prisões de todos.” (Atos 16.25,26).

Conclusão:

Os dias são difíceis? Os ventos são contrários? As lutas são grandes demais? Seus dias têm sido marcados por intensa aflição? A única sugestão que tenho para você é esta: ORE. A Bíblia diz:

“Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor o livra de todas.” (Salmos 34.19)

Ore em dias de aflição porque…
1. Aquele que está aflito NUNCA PARA de CLAMAR.
2. Aquele que está aflito continua CONFIANDO na BONDADE do PAI.
3. Aquele que está aflito PERMANECE ADORANDO a DEUS.

Rolar para o topo