PATERNIDADE – Conhecendo o Coração do Pai

SÉRIE “PATERNIDADE” | 01/05
CONHECENDO O CORAÇÃO DO PAI
mensagem pregada pelo Pr. Acyr Júnior
Podemos viver a compreensão da revelação da nossa história, e de tudo que o Pai disponibiliza para nós. Sendo assim, a primeira mensagem desta série vai revelar a todos nós como é o coração do Pai. A Bíblia diz o seguinte:
“E, porque vocês são filhos, Deus enviou o Espírito de seu Filho ao coração de vocês, e ele clama: ‘Aba, Pai’…” (Gálatas 4.6)
A palavra de origem aramaica “Aba” “Pai”, mas traz um sentido de intimidade, usada geralmente quando um filho tem um relacionamento verdadeiro e puro com seu pai. Seria como “paizinho” ou “papai”. ‘Aba” é uma expressão para chamar carinhosamente pelo Pai, demonstrando intimidade, afeto e liberdade!
Deus é Pai, ele quer se relacionar com você dessa forma! A Bíblia diz:
“Assim, você já não é mais escravo, mas filho; e, por ser filho (livre), Deus também o tornou herdeiro.” (Gálatas 4.7)
Hoje, Deus está lhe chamando para experimentar o Seu coração.
“… Um homem tinha dois filhos. O mais novo disse ao seu pai: Pai, quero a minha parte da herança. Assim, ele repartiu sua propriedade entre eles. Não muito tempo depois, o filho mais novo reuniu tudo o que tinha, e foi para uma região distante; e lá desperdiçou os seus bens vivendo irresponsavelmente. Depois de ter gasto tudo, houve uma grande fome em toda aquela região, e ele começou a passar necessidade. Por isso foi empregar-se com um dos cidadãos daquela região, que o mandou para o seu campo a fim de cuidar de porcos. Ele desejava encher o estômago com as vagens de alfarrobeira que os porcos comiam, mas ninguém lhe dava nada. Caindo em si, ele disse: Quantos empregados de meu pai têm comida de sobra, e eu aqui, morrendo de fome! Eu me porei a caminho e voltarei para meu pai, e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e contra ti. Não sou mais digno de ser chamado teu filho; trata-me como um dos teus empregados. A seguir, levantou-se e foi para seu pai. Estando ainda longe, seu pai o viu e, cheio de compaixão, correu para seu filho, e o abraçou e beijou. O filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e contra ti. Não sou mais digno de ser chamado teu filho. Mas o pai disse aos seus servos: Depressa! Tragam a melhor roupa e vistam nele. Coloquem um anel em seu dedo e calçados em seus pés. Tragam o novilho gordo e matem-no. Vamos fazer uma festa e comemorar. Pois este meu filho estava morto e voltou à vida; estava perdido e foi achado. E começaram a festejar.” (Lucas 15.11-24)
Para experimentar o coração do Pai…
1. Assuma a sua IDENTIDADE de filho de Deus
“… Um homem tinha dois filhos. O mais novo disse ao seu pai: PAI…” (Lucas 15.11,12)
A maioria dos problemas emocionais que vivemos vem da orfandade. Ela traz a sensação de não pertencimento, afastamento, isolamento. Eela muda a maneira como vemos a nós mesmos, trazendo distorção e nos afastando da verdade. Porém, em Deus você não é rejeitado. Preste atenção no que diz a Palavra de Deus:
“Pois vocês não receberam um espírito que os escravize para novamente temerem, mas receberam o Espírito que os adota como filhos, por meio do qual clamamos: ‘Aba, Pai’. O próprio Espírito testemunha ao nosso espírito que somos filhos de Deus.” (Romanos 8.15,16)
Para experimentar o coração do Pai…
2. Admita os seus ERROS
“Caindo em si, ele disse: Quantos empregados de meu pai têm comida de sobra, e eu aqui, morrendo de fome! Eu me porei a caminho e voltarei para meu pai, e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e contra ti. Não sou mais digno de ser chamado teu filho; trata-me como um dos teus empregados.” (Lucas 15.17-19)
Assuma as suas fragilidades e dependa de Deus, momento a momento, para que você seja capaz de conseguir superá-las. A Bíblia diz:
“O Senhor está perto dos que têm o coração quebrantado e salva os de espírito abatido.” (Salmo 34.18)
Deus sempre estará de braços abertos para recebê-lo, independente do momento. Quando você erra, Deus só espera uma única atitude: arrependimento sincero e intenso.
Para experimentar o coração do Pai…
3. Rejeite toda a ORFANDADE
“A seguir, levantou-se e foi para seu pai. Estando ainda longe, seu pai o viu e, cheio de compaixão, correu para seu filho, e o abraçou e beijou. O filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e contra ti. Não sou mais digno de ser chamado teu filho. Mas o pai disse…” (Lucas 15.20-22)
O filho mais novo decidiu abrir mão da questão mais importante, o de ser filho. Quando começou a falar, parece que o Pai literalmente colocou a mão em sua boca e não permitiu o filho afirmar “trate-me como um dos seus escravos”, mas o recebeu prontamente.

“O órfão olha para o que falta, mas o filho sabe que há abundância na casa do pai.”

Para experimentar o coração do Pai…
4. Desfrute da ALEGRIA do Seu lar
“Tragam o novilho gordo e matem-no. Vamos fazer uma festa e comemorar.” (Lucas 15.23)
O filho perdido, pródigo, órfão, voltou para casa e para os braços do seu Pai. E o pai não perdeu tempo, mandou fazer uma festa, porque na casa do pai há abundância de alegria. Jesus, certa vez, disse aos seus discípulos:
“Mas agora vou para ti, e digo isto no mundo, para que tenham a minha alegria completa em si mesmos.” (João 17.13)
Conclusão:
O apóstolo Paulo, escrevendo aos romanos, disse o seguinte:
“Se somos filhos, então somos herdeiros; herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo…” (Romanos 8.17)
A sua herança por direito inclui dois aspectos: a herança da vida de Jesus e a herança das promessas de Deus. Preste bastante atenção no final desta parábola do filho pródigo:
“O filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e contra ti. Não sou mais digno de ser chamado teu filho. Mas o pai disse aos seus servos: Depressa! Tragam a melhor roupa e vistam nele. Coloquem um anel em seu dedo e calçados em seus pés. Tragam o novilho gordo e matem-no. Vamos fazer uma festa e comemorar. Pois este meu filho estava morto e voltou à vida; estava perdido e foi achado. E começaram a festejar.” (Lucas 15.21-24)
Deus, o Pai, deseja que você receba hoje o anel, que representa a herança, as sandálias, que representam sua liberdade como filho, e as roupas novas, que simbolizam a transformação da sua vida. Entenda uma coisa:
“Uma palavra do Pai muda tudo!”
Experimente o coração de Deus, o Pai hoje. Então…
1. Assuma a sua IDENTIDADE de filho de Deus
2. Admita os seus ERROS
3. Rejeite toda a ORFANDADE
4. Desfrute da ALEGRIA do Seu lar

Rolar para o topo