Por que Estamos em Crise

POR QUE ESTAMOS EM CRISE?
mensagem pregada pelo Pr. Marcelo Coelho Fernades
“Mas, se vocês se afastarem de mim e abandonarem os decretos e os mandamentos que lhes dei, e prestarem culto a outros deuses e adorá-los, arrancarei Israel da minha terra, que lhes dei, e lançarei para longe da minha presença este templo que consagrei ao meu nome. Farei que ele se torne motivo de zombaria entre todos os povos. E embora agora este templo seja imponente, todos os que passarem por ele ficarão espantados e perguntarão: Por que o Senhor fez uma coisa dessas a esta terra e a este templo? E a resposta será: Porque abandonaram o Senhor, o Deus dos seus antepassados, que os tirou do Egito, e se apegaram a outros deuses, adorando-os e prestando-lhes culto; por isso ele trouxe sobre eles toda esta desgraça.” (2º Crônicas 7.19-22)
Deus está falando com Salomão, rei de Israel, após a inauguração do Templo e alertando contra alguns perigos que poderiam trazer desgraça à nação de Israel, fazendo-a viver um tempo de crise. Às vezes nos perguntamos por que estamos em crise. A resposta pode estar no fato de não ficarmos atentos aos mesmos perigos alertados por Deus à nação de Isarel.
De acordo com o texto que lemos, quais são os perigos que indicam perfeitamente o motivo da crise que estamos vivendo? Enfim, por que estamos vivendo em crise?
Estamos vivendo em crise…
1. Porque nos AFASTAMOS do Senhor
“… se vocês se afastarem de mim…” (v.19)
Todos que se dizem cristãos provavelmente um dia tiveram um encontro com Deus e experimentaram o primeiro amor. Mas, com o passar do tempo, enfrentaram situações que sorrateiramente os enlaçaram e acabaram se afastando de Deus. Alguns são membros ativos da igreja, talvez envolvidos em ministérios, mas, fazendo uma séria análise de sua vida espiritual, constatarão que estão completamente afastados de Deus.
São várias as situações que indicam este afastamento: falta de convicção do pecado, quebrantamento, arrependimento, confissão e restituição; indiferença para com a Palavra de Deus, negligência à oração, falta de apetite espiritual, falta de frutos, apatia, displicência, comodismo e outros.
Se você consegue encontrar algumas dessas situações em sua vida, talvez seja um sinal de um afastamento de Deus, ainda que você não esteja afastado da sua igreja. Se os que se dizem cristãos estão nesta situação, o que dizer do povo em geral? Nossa nação está muito longe de Deus. Estamos debaixo de um governo que está dizendo a Deus que não quer saber de suas opiniões, nem desejam sua interferência nas decisões, principalmente na sua legislação. Por isso estamos vivendo o caos moral, político, social e espiritual.
Faça uma análise séria de sua vida e veja se a sua crise não decorre do afastamento de Deus. Ainda há tempo de você se arrepender e voltar para os braços de quem você nunca deveria ter saído.
Estamos vivendo em crise…
2. Porque ABANDONAMOS a PALAVRA de Deus
“… e abandonarem os decretos e os mandamentos que lhes dei…” (v.19)
Muitos pensam que nossas igrejas são bíblicas pelo fato de, a cada domingo, o pastor abrir um texto e pregar.
Alguns pensam que são cristãos pelo fato de crerem que a Bíblia é a Palavra de Deus. Estas situações são perigosas, porque elas nos levam a crer que não estamos abandonando a Palavra de Deus e que tudo está bem na nossa vida espiritual. Porém, se investigarmos com atenção, poderemos perceber que temos abandonado a Palavra de Deus. Abandonar significa não prestar atenção, não crer, não obedecer e agir por sua própria conta sem levar em consideração o que a Bíblia diz.
Quando colocamos nossas circunstâncias, desejos pessoais, vantagens pessoais, algum lucro, algum prazer acima da Palavra de Deus, estamos abandonando-a. Quando alguém mente, seja qual foi à circunstância, está abandonando a Palavra de Deus. Quando alguém suborna, engana, briga, guarda raiva no coração, comete imoralidade e tantos outros pecados, está abandonando a Palavra de Deus.
A nossa nação, além de se afastar de Deus, não dá mais valor à Palavra. Antigamente nos tribunais o depoente colocava a mão sobre uma Bíblia e afirmava: “Juro dizer a verdade, toda verdade, nada mais que a verdade”. Hoje os defensores orientam o réu a negar tudo e ficar calado. Se você fizer uma avaliação verdadeira sobre sua vida hoje, não encontrará resquícios de uma vida que abandonou a Palavra de Deus? Talvez a crise que você esteja vivendo seja a consequência de ter abandonado a Palavra de Deus!
Estamos vivendo em crise…
3. Porque Deus NÃO É mais a nossa PRIORIDADE
“… e prestarem culto a outros deuses e adorá-los…” (v.19)
A Bíblia é muito clara quando afirma que há um só Deus, criador e sustentador de todas as coisas, e que Ele não divide a sua glória com nada e nem com ninguém:
“Eu sou o Senhor; este é o meu nome! Não darei a outro a minha glória nem a imagens o meu louvor.” (Isaías 42.8)
Infelizmente, nós criamos os nossos próprios ídolos e deixamos de ter o Senhor como prioridade em nossas vidas. Idolatria é tudo aquilo que colocamos em primeiro lugar a não ser Deus.

“Quando Deus é o segundo em minha vida, aquilo que está em primeiro já se tornou o meu deus.”

Nosso Deus exige o primeiro lugar. Ele é o único digno de glória e adoração. Portanto, é importante você reconhecer quais são os ídolos que estão à frente de Deus em sua vida. Será que seus ídolos são seus bens materiais? Sua casa? Sua profissão? Família? Dinheiro? Note bem que tudo aquilo que ocupa o lugar de Deus em minha vida é um ídolo que deve ser removido.
Sua crise pode estar associada ao fato de que Deus não seja mais a prioridade da sua vida. Seus bens, seu trabalho, sua família, seu dinheiro ou qualquer outra coisa, está no lugar que deveria ser de Deus. Deus precisa voltar a reinar no trono do seu viver.
Conclusão:
O texto que lemos mostra os três perigos que podem nos levar a viver em crise. Porém, nosso Deus é rico em misericórdia e perdão. Se voltarmos a Ele, Ele se voltará a nós e enviará lá do alto o seu poder para transformar nossas vidas e, consequentemente, nossa nação. Sendo assim, peça a Deus para lhe mostrar se você tem se afastado dele e tome a decisão de voltar para os seus braços. Peça ao Espírito Santo que lhe ajude a ler, estudar, memorizar e, principalmente, viver a Palavra de Deus. Examine suas prioridades e veja se existe algo no lugar de Deus. Se houver, arrependa-se e entregue a prioridade da sua vida a Jesus. A Bíblia nos faz a seguinte promessa:
“Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra.” (2º Crônicas 7.14)

 

Rolar para o topo