Preparando-se para um Ano de Restituição – Parte 2 (21/12/2014 – manhã)

PREPARANDO-SE PARA UM ANO DE RESTITUIÇÃO (PARTE 2)
mensagem pregada pelo Pr. Acyr Júnior
“Agora, porém, declara o Senhor, voltem-se para mim de todo o coração, com jejum, lamento e pranto. Rasguem o coração, e não as vestes. Voltem-se para o Senhor, o seu Deus, pois Ele é misericordioso e compassivo, muito paciente e cheio de amor; arrepende-se, e não envia a desgraça.” (Joel 2.12-13)
Hoje quero continuar falando sobre a necessidade da restituição da nossa vida e recordar algumas coisas muito importantes com vocês a respeito da primeira parte dessa mensagem. A verdade é que a nossa vida está se acostumando com o pecado. E o pecado atrai a ira santa de Deus. O pecado provoca o juízo de Deus.
O profeta Joel está tocando a trombeta do juízo de Deus no capítulo 2. Os gafanhotos, a seca, a fome e os exércitos invasores estão assolando Israel. Essa trombeta fala do juízo de Deus. O profeta Joel entende que a crise é resultado do pecado do povo e do juízo de Deus contra o pecado. A volta para os braços de Deus começa com a consciência da crise que nos cerca. A restituição da nossa vida passa pela consciência dessa crise. Estamos como Ziclague, feridos e saqueados pelo inimigo. Estamos como Sansão, um gigante que ficou sem visão e sem forças. Precisamos admitir: estamos em crise! A restituição acontece como resultado de uma volta para Deus, de onde nunca deveríamos ter saído.
Sendo assim, de acordo com o texto que lemos, como é o processo dessa volta para Deus? Na mensagem anterior, aprendemos que…
A restituição da nossa vida acontece…

  • Quando há uma volta URGENTE para Deus
  • Quando há uma volta para uma RELAÇÃO PESSOAL com Deus
  • Quando há uma volta com SINCERIDADE para Deus

Olhando para o mesmo texto bíblico, gostaria de aplicar mais três lições preciosas sobre como acontece a restituição da nossa vida.
A restituição da nossa vida acontece…
1. Quando há uma volta com DILIGÊNCIA a Deus
“… com jejum…” (v. 12)
Qual foi a última vez que você jejuou para buscar a Deus? Jejum não é greve de fome, não é regime para emagrecer. O jejum é instrumento de mudança. Ele muda a nós, não a Deus.  Devemos jejuar para Deus. Devemos jejuar para nos humilharmos diante do Senhor. Devemos jejuar para reconhecermos a falência dos nossos recursos. Devemos jejuar para buscarmos o socorro de Deus. O povo de Deus sempre jejuou. Quem jejua tem pressa. Quem jejua está ansioso por ver a intervenção de Deus.
Josafá convocou a nação de Judá para jejuar e Deus libertou o seu povo das mãos do adversário. Nínive jejuou e Deus lhe concedeu libertação. Ester jejuou com o seu povo e Deus poupou a nação de um holocausto.
Em 1756 o rei da Inglaterra convocou um dia solene de oração e jejum por causa de uma ameaça por parte dos franceses. João Wesley comentou que as igrejas ficaram lotadas. A humilhação foi transformada em regozijo nacional porque a ameaça da invasão foi impedida.
Um conhecido pastor visitou, em 1997, a maior Igreja Metodista do mundo com 87 mil membros. O pastor fundador da igreja nos disse que os dois momentos mais significativos da igreja, foi quando ele se dedicou intensamente ao jejum.
Quem jejua tem mais pressa em acertar a sua vida com Deus do que saciar as necessidades do corpo. Hoje os crentes têm pressa para correr atrás de seus próprios interesses. Precisamos de restituição. Porém, essa restituição só pode acontecer se decidirmos voltar para o Senhor com diligência, com cuidado, com aplicação, com dedicação.
A restituição da nossa vida acontece…
2. Quando há uma volta com QUEBRANTAMENTO para Deus
“…lamento e pranto…” (v. 12)
O povo de Deus anda com os olhos enxutos demais. Muitas vezes desperdiçamos nossas lágrimas, chorando por motivos fúteis. Outras vezes queremos remover o elemento emocional do culto. É por isso que estamos secos. Não choramos porque estamos endurecidos.
Temos chorado como Jacó no vau de Jaboque buscando uma restauração em sua vida? Temos chorado como Davi chorou ao ver sua família saqueada pelo inimigo? Temos chorado como Neemias chorou ao saber da desonra que estava sobre o povo de Deus? Temos chorado como Jeremias chorou ao ver os jovens da sua nação desolados, vencidos pelo inimigo, e as crianças jogadas na rua como lixo? Temos chorado como Pedro por causa do nosso próprio pecado de negar o Senhor? Temos chorado como Jesus ao ver a impenitência da nossa igreja e da nossa cidade? Conhecemos o que é chorar numa volta para Deus? Nosso coração tem se derretido de saudades do Senhor?
O quebrantamento passa pelo choro de tristeza por causa dos pecados que cometemos contra o Senhor. Vale lembrar que a Bíblia diz que Deus não despreza um coração quebrantado e contrito.
A restituição da nossa vida acontece…
3. Quando há uma volta com TRANSPARÊNCIA para Deus
“Rasguem o coração, e não as vestes….” (v. 13)
Nessa volta para Deus não adianta fingir. O Senhor não aceita encenação. Ele não se impressiona com os nossos gestos, nossas palavras bonitas, nossas emoções sem quebrantamento. Diante de Deus as máscaras caem. Ele vê o coração. Para Deus não é suficiente apenas estar na igreja, ter um culto animado. É preciso ter um coração rasgado, quebrado, arrependido e transformado. Isso é transparência!!!
Como é triste ver pessoas que passam a vida toda na igreja e nunca foram quebrantadas. Passam a vida toda representando um papel de santidade, mas são impuros. São pessoas que fazem alarde da sinceridade, da honestidade, mas interiormente são hipócritas. São advogados da fidelidade, mas no íntimo são infiéis.
A restituição requer de nós uma vida totalmente transparente! Uma vida que represente exatamente aquilo que somos! Seja leal, honesto, verdadeiro, transparente. Somente assim é possível devolver a vida a Deus!
Conclusão:
Não é nós que queremos restituição, é Deus quem quer a nossa vida restituída a Ele. Restituição é recolocar a coisa na mão do verdadeiro proprietário. A nossa vida pertence a Deus, logo, tudo o que somos e tudo o que temos também pertencem a Ele. Só nos resta uma opção: recolocar tudo nas mãos do nosso verdadeiro proprietário! Então, como isso é possível?
A restituição da nossa vida acontece…
1. Quando há uma volta URGENTE para Deus
2. Quando há uma volta para uma RELAÇÃO PESSOAL com Deus
3. Quando há uma volta com SINCERIDADE para Deus
4. Quando há uma volta com DILIGÊNCIA a Deus
5. Quando há uma volta com QUEBRANTAMENTO para Deus
6. Quando há uma volta com TRANSPARÊNCIA para Deus

Rolar para o topo