Resistir para não Desistir (20/09/2015 – noite)

RESISTIR PARA NÃO DESISTIR!
mensagem pregada pelo Pr. Vicente Bomfim
“Da mesma forma, jovens, sujeitem-se aos mais velhos. Sejam todos humildes uns para com os outros, porque Deus se opõe aos orgulhosos, mas concede graça aos humildes. Portanto, humilhem-se debaixo da poderosa mão de Deus, para que ele os exalte no tempo devido. Lancem sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês. Estejam alertas e vigiem. O Diabo, o inimigo de vocês, anda ao redor como leão, rugindo e procurando a quem possa devorar. Resistam-lhe, permanecendo firmes na fé, sabendo que os irmãos que vocês têm em todo o mundo estão passando pelos mesmos sofrimentos. O Deus de toda a graça, que os chamou para a sua glória eterna em Cristo Jesus, depois de terem sofrido durante um pouco de tempo, os restaurará, os confirmará, lhes dará forças e os porá sobre firmes alicerces. A ele seja o poder para todo o sempre. Amém.” (1ª Pedro 5.5-11)
Vivemos em um tempo onde sofremos muitos embates por causa das escolhas que fizemos no passado, ou até mesmo por causa das escolhas que fazemos no presente. São tantas frustrações e desilusões que às vezes temos até vontade de desistir. Vivemos tantas adversidades que o desejo de nossa alma é chutar o pau da barraca, como diz o provérbio popular; ou seja, o desejo de nossa alma é desistir!
Passamos por todos os tipos de sofrimentos e de desilusões com as pessoas em nossos relacionamentos pessoais e interpessoais. Sofremos pela falta de um emprego! Sofremos por falta de um amor verdadeiro! Sofremos porque perdemos um amor verdadeiro! Sofremos por causa de um filho que perdemos para o mundo! Sofremos por causa dos traumas do passado de um abuso sexual, ou até mesmo porque abusamos sexualmente de alguém e não conseguimos nos perdoar! Sofremos por um casamento falido! Na verdade sofremos por tantas coisas que passaríamos bastante tempo enumerando-as aqui!
Mas o texto que é alvo de nossa reflexão diz que não sofremos sozinhos, que existem muitas pessoas passando pelos mesmos sofrimentos que nós. O texto explica que o sofrer é um amadurecimento de Deus para nossa vida, e que, após esse sofrimento aparente, o resultado é a restauração da nossa vida!
Uma coisa que preciso chamar a sua atenção é sobre quem escreveu este texto, pois ele tem toda a bagagem para fazê-lo. Ele foi moldado no sofrimento! Alguns comentaristas, discorrendo sobre Pedro, dizem o seguinte: o Espírito Santo moldou nele prontidão para abraçar o sofrimento em vez do prestígio. Pedro era um homem que tinha tudo para se exaltar, mas, preferiu escrever sobre as dores e sofrimentos, para não deixar apagar a esperança da glória do porvir!
Podemos entender o que é resistir de acordo com a perspectiva bíblica. Não se esqueça: resistir faz parte do processo de rendição completa a Deus. Por isso, hoje, eu lhes convido a observar atentamente as lições deste texto para que sejamos capazes de resistir e não desistir!
Para resistir e não desistir…
1. SUBMETA-SE à PODEROSA mão de Deus
“Da mesma forma, jovens, sujeitem-se aos mais velhos. Sejam todos humildes uns para com os outros, porque ‘Deus se opõe aos orgulhosos, mas concede graça aos humildes’. Portanto, humilhem-se debaixo da poderosa mão de Deus, para que ele os exalte no tempo devido. Lancem sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês.” (1ª Pedro 5.5-7)
Aquele que resiste deve entender que há um Deus soberano que cuida de todos os detalhes da sua vida. A única coisa que ele precisa fazer é submeter-se à poderosa mão de Deus. Não existe poder para resistir às astutas ciladas do Diabo fora da cobertura da mão de Deus. É debaixo dela que encontramos toda a armadura necessária para resistir.
Resistir é levantar pela manhã, ainda que sofrendo dores físicas, espirituais ou até mesmo emocionais, e exclamar, dizendo: está doendo Deus, mas eu confio em Ti! Na verdade, resistir é confiar em Deus diante da adversidade, é dizer para Deus: Eu confio em Ti! Paulo, escrevendo ao jovem pastor Timóteo, disse o seguinte:
“Por que sei em quem tem crido, e estou bem certo de que ele é poderoso…” (1ª Timóteo 1.12)
Para resistir e não desistir…
2. Suporte as AFLIÇÕES
“Estejam alertas e vigiem. O Diabo, o inimigo de vocês, anda ao redor como leão, rugindo e procurando a quem possa devorar. Resistam-lhe, permanecendo firmes na fé, sabendo que os irmãos que vocês têm em todo o mundo estão passando pelos mesmos sofrimentos.” (1ª Pedro 5.8-9)
Aquele que resiste e que já se submeteu à poderosa mão de Deus aprende a suportar as aflições desta vida. Jesus foi o maior exemplo de alguém que resistiu e aprendeu a suportar as aflições deste mundo. Ele disse:
“… Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo.” (João 16.33)
Deus não desperdiça as aflições que são suportadas pelos seus filhos aqui neste mundo. O próprio apóstolo Pedro, no início desta carta, vai dizer a respeito do valor que existe em suportar as aflições deste mundo:
“Nisso, vocês exultam, ainda que agora, por um pouco de tempo, devam ser entristecidos por todo tipo de provação. Assim acontece para que fique comprovado que a fé que vocês têm, é muito mais valiosa do que o ouro que perece, mesmo que refinado pelo fogo, é genuína e resultará em louvor, glória e honra, quando Jesus Cristo for revelado.” (1ª Pedro 1.6-7)
Sofrer, muito embora não seja algo agradável, nos ensina que a recompensa virá, não de uma pessoa qualquer, mas, sim, de um Deus que se importa conosco: Jesus Cristo!
Para resistir e não desistir…
3. Lute com armas ESPIRITUAIS e não carnais
“O Deus de toda a graça, que os chamou para a sua glória eterna em Cristo Jesus, depois de terem sofrido durante um pouco de tempo, os restaurará, os confirmará, lhes dará forças e os porá sobre firmes alicerces.” (1ª Pedro 5.10)
Quando o assunto é resistir, com que armas você tem entrado nessa batalha? O que é que tem revestido a sua vida para que você seja capaz de resistir ao Diabo e a esse mundo mau? Não podemos resistir sem que entremos nessa luta, munidos das armas espirituais. O apóstolo Paulo escreve o seguinte:
“Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis. Estai, pois, firmes, cingindo-vos com a verdade e vestindo-vos da couraça da justiça. Calçai os pés com a preparação do evangelho da paz; embraçando sempre o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno. Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; com toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito e para isto vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos” (Efésios 6.13-18)
“Porque, embora andando na carne, não militamos segundo a carne. Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofismas e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo.” (2ª Coríntios 10.3-5)
Para resistir e não desistir…
4. Aprenda que a GLÓRIA é do Senhor
“A ele seja o poder para todo o sempre. Amém.” (1ª Pedro 5.11)
Quando você resiste, você entende que quem o preparou para resistir foi o Senhor. A glória não é sua, o louvor não é seu, os aplausos não são para a sua pessoa. Você só foi capaz de resistir por causa do Senhor. A glória pertence ao Senhor. Por você mesmo, você nunca seria capaz de resistir. Por sua própria vontade, também não. Deus é o doador de tudo o que você necessita para resistir. Ele é o especialista em aperfeiçoar seu poder na fraqueza do ser humano. O apóstolo Paulo disse:
“Mas ele [Deus] me disse: minha graça é suficiente para você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza.” (2ª Coríntios 12-9)
Quando você for capaz de resistir, lembre-se que foi o poder do Senhor aperfeiçoado na sua fraqueza. A glória dessa resistência não pertence a você, pertence ao Senhor. Portanto, o que você deve fazer para render a glória ao Senhor? Entregue sua vida para Jesus Cristo, como sinal de uma completa rendição.
Conclusão:
A rendição exige reavaliação da vida, rompimento com o pecado e com tudo o que nos afasta de Deus, recepção de tudo o que Deus tem para minha vida, regozijo por aquilo que Deus é e faz. Mas, também, a rendição exige RESISTÊNCIA. Nós precisamos nos manter firmes e constantes diante das investidas do inimigo e das lutas que enfrentamos na vida.
Se você está sofrendo sozinho, eu convidá-lo a dividir esse sofrimento com Deus através de Jesus Cristo. O resultado dessa rendição, dessa entrega, é garantia de vida eterna, em um lugar onde não haverá mais dor, nem pranto, nem lágrimas, nem sofrimento.
Para resiste e não desistir…
1. SUBMETA-SE à PODEROSA mão de Deus
2. Suporte as AFLIÇÕES
3. Lute com armas ESPIRITUAIS e não carnais
4. Aprenda que a GLÓRIA é do Senhor

 

Rolar para o topo