Semana de Oração pela Cidade – UM POVO ENSINÁVEL

SEMANA DE ORAÇÃO PELA CIDADE
UM POVO ENSINÁVEL
mensagem pregada pela Pra. Tatiana Ramos
Texto Bíblico: Deuteronômio 11.18-21
Vivemos um tempo onde, para a sociedade contemporânea, Deus está morto e tudo o que envolve Deus e a sua Palavra não tem nenhum valor. O homem está no centro e o que importa é seu prazer, seus desejos e suas vontades, e tudo o que é contrário a isso é rejeitado. Com essa visão, a educação e a cultura de nossa cidade são afetadas. A escola, que é o ambiente formal onde nossas crianças e jovens passam o tempo, virou um instrumento de persuasão para que Deus não se faça presente na intelectualidade.
Hoje a frase “não se pode misturar religião com o estado” penetrou em todas as áreas ao ponto de que Deus, que sempre teve acima das religiões, se resumiu a um Deus de um grupo. Como o homem sempre necessita adorar algo, o fato de tirar Deus da rotina das escolas não retirou os “deuses” da escola e que se manifestam na cultura local. Cultura é a manifestação das crenças e valores de um povo. Não podemos orar, ler a Palavra e nem falar de Deus, mas podemos levar para a estrutura curricular toda cultura que está envolvida com outras práticas de Fé, com a desculpa de que é cultural.
Esse é o cenário que todos os dias nossos filhos têm contato. A educação deixou de ser um ambiente de desenvolvimento cognitivo para ser um palco de ensinamento de valores ideológicos, onde a família não está no centro e, sim, o Estado. Cada vez mais o Estado enfraquece a influência da família no ensinamento, na educação das crianças. Seja o tempo que a criança fica na escola, seja nos ensinamentos que distorcem toda uma transmissão milenar, para seus próprios interesses.
Nessa noite queria refletir com os irmãos que o problema da educação da cidade é mais do que falta de escolas, de merendas escolares e de investimento nessa área. Nós que somos do Reino de Deus, que somos instruídos em toda verdade, que entendemos que toda sabedoria e inteligência refletem a imagem do nosso criador é que precisamos abalar as estruturas educacionais de nossa cidade. Para isso precisamos de pessoas ensináveis.
Pessoas ensináveis…
1. Buscam a SABEDORIA em Deus
“É o Senhor quem dá sabedoria; a sabedoria e o entendimento vêm dele.” (Provérbios 2.6)
Pessoas ensináveis…
2. Aprendem com os seus PAIS
“Meu filho, escute o que o seu pai ensina e preste atenção no que sua mãe diz.” (Provérbios 1.8)
Pessoas ensináveis…
3. Aceitam CORREÇÕES
“Escutem quando eu os corrijo. Eu darei bons conselhos e repartirei a minha sabedoria com vocês.” (Provérbios 1.23)
Pessoas ensináveis…
4. Andam com SÁBIOS
“Escute os sábios e procure entender o que eles ensinam.” (Provérbios 2.2)
Conclusão:
Diante desse caos, precisamos crer que nossos filhos precisam ser como Daniel no meio desse cativeiro (Daniel 1.20).
Nessa noite quero profetizar que vamos mudar essa realidade e nossos filhos serão aqueles que trarão respostas à sociedade dez vezes mais do que os intelectuais de nossa sociedade ateia. Nossos filhos serão ensináveis porque buscarão a Deus, ouvirão seus pais, aceitarão correções e ouvirão os sábios e serão como Daniel e seus amigos que, diante de tantos jovens, não se corromperam, mas sinalizaram o Reino e o Deus a quem adoravam.

 

Rolar para o topo