Simplesmente a Igreja que Queremos Ser (18/05/2014 – manhã)

SIMPLESMENTE, A IGREJA QUE QUEREMOS SER
mensagem pregada pelo Pr. Acyr Júnior
Texto Bíblico: Atos 2:37-47
A Igreja de Jerusalém conjugava doutrina e vida, credo e conduta, palavra e poder, qualidade e quantidade. Era uma igreja equilibrada em todos os seus propósitos: proclamava o Evangelho, adorava, cuidava, discipulava e servia.
A igreja que queremos ser precisa, também, ser uma igreja que mantenha o equilíbrio em todos os propósitos para o qual ela foi criada. Então, que marcas essa igreja precisa ter?
A Igreja que Queremos Ser…
1. Entende o valor do DISCIPULADO
“Desse modo, os que acolheram a sua palavra foram batizados e naquele dia juntaram-se a eles quase três mil pessoas. E eles perseveravam no ensino dos apóstolos…” (Atos 2:41-42a)
Os quase três mil que se converteram precisavam estar em grupos menores, para que pudessem aprender a Palavra de Deus, orar e amadurecer na fé. A Igreja de Jerusalém entendeu que precisava discipular aqueles novos irmãos em Cristo, entendeu que precisava ser um canal de transmissão de vida de Cristo através dela. A missão que Jesus deixou para sua igreja é esta: vão e continuem fazendo discípulos de todas as nações!
A Igreja que Queremos Ser…
2. Pratica a ADORAÇÃO como sendo a própria vida
“E eles perseveravam no ensino dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações. Em cada um havia temor, e muitos sinais e feitos extraordinários eram realizados pelos apóstolos.” (Atos 2:42-43)
O ensino, a comunhão, o partir do pão, as orações era a vida da igreja de Jerusalém. Não era simplesmente um estilo de vida, mas era a própria vida. Deus não procura adoradores que cantam, que aplaudem, que vibram, que choram, que levantam suas mãos. Ele procura por adoradores que o adorem em Espírito e em Verdade, e isto não tem a ver com aquilo que enxergamos, mas tem a ver com aquilo que só Deus é capaz de enxergar.
A Igreja que Queremos Ser…
3. Tem prazer em SERVIR
“Todos os que criam estavam unidos e tinham tudo em comum. Vendiam suas propriedades e bens, e os repartiam com todos, segundo a necessidade de cada um.” (Atos 2:44-45)
Os irmãos da Igreja de Jerusalém tinham alegria de estar juntos, partilhavam seus bens, apreciavam estar no templo e também nos lares. Havia um só coração e uma só alma. Essas atitudes revelam o prazer que havia no coração daqueles irmãos em servir à sua igreja. A motivação para o serviço era o amor a Deus e às pessoas.
 A Igreja que Queremos Ser…
4. Não se cansa de PROCLAMAR o Evangelho
“Pedro então lhes respondeu: arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para o perdão de vossos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo. Porque a promessa é para vós, para vossos filhos e para todos os que estão longe, a quantos o Senhor nosso Deus chamar. E os aconselhava e exortava com muitas outras palavras, dizendo: salvai-vos desta geração perversa. Desse modo, os que acolheram a sua palavra foram batizados; e naquele dia juntaram-se a eles quase três mil pessoas.” (Atos 2:38-41)
Pedro havia entendido sua missão de vida: não se cansar de proclamar as Boas Novas de salvação. Logo após a descida do Espírito Santo, ele começou a pregar e quase três mil pessoas entregaram suas vidas para Jesus. Após esse episódio, a Igreja de Jerusalém começou a discipular, a cuidar, a servir e a tratar da vida daquelas pessoas. E o que acontecia todos os dias naquela igreja?
“… E o Senhor lhes acrescentava a cada dia os que iam sendo salvos.” (Atos 2:47)
A Igreja que Queremos Ser…
5. Desfruta de uma viva e doce COMUNHÃO
“Todos os que criam estavam unidos e tinham tudo em comum. Vendiam suas propriedades e bens, e os repartiam com todos, segundo a necessidade de cada um. E perseverando de comum acordo todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam com alegria e simplicidade de coração, louvando a Deus e contando com o favor de todo o povo.” (Atos 2:44-47a)
Valia a pena ser membro de uma igreja como essa, que desfrutava de uma viva e doce comunhão. Creio que haviam muitos problemas entre eles, mas nada que pudesse apagar o brilho daquele ambiente de amor. Tudo o que você espera receber, doe. Você espera ser abraçado, abrace! Você espera ser reconhecido, reconheça! Você espera ser tratado dignamente, trate dignamente! Você espera amor, ame!
O crente, o discípulo, o servo que eu quero ser, precisa…

  1. Entender o valor do DISCIPULADO
  2. Praticar a ADORAÇÃO como sendo a própria vida
  3. Ter prazer em SERVIR
  4. Não se cansar de PROCLAMAR o Evangelho
  5. Desfrutar de uma viva e doce COMUNHÃO

 

Rolar para o topo