Sua Família Tem Tudo para Dar Certo

MÊS DA FAMÍLIA – EU AMO MINHA FAMÍLIA
SUA FAMÍLIA TEM TUDO PRA DAR CERTO | 04/07
mensagem pregada pelo Pr. Marcelo Coelho Fernandes
Texto Bíblico: Gênesis 25.19-34
Como está a sua família? Ela é exatamente o que você planejou? Muitas vezes não respondemos de forma honesta a essas perguntas e isso não contribui para a construção. É possível a família começar bem e terminar mal. É possível começar na dependência de Deus e perder o temor de Deus no meio do caminho. É possível começar em harmonia e terminar com feridas e mágoas. É possível construir uma família dentro da vontade de Deus e destruí-lo com as próprias mãos.
Se não estivermos atentos aos sinais de destruição da nossa família, ela não vai dar certo. A verdade é que a família tem tudo para dar certo. Ela não é e nem nunca será perfeita, mas tem em Deus, que é perfeito, todas as orientações seguras para dar certo!
Isaque e Rebeca tinham tudo para dar certo! Isaque era jovem, herdeiro de uma grande fortuna e de um futuro espiritual glorioso. Era um homem que temia a Deus. Rebeca era uma jovem fiel a Deus e tinha todos os dotes desejados: era bonita, trabalhadora, prestativa, amada, decidida e recatada. Os dois tinham virtudes e muitas delas podem ser observadas por todos nós. Porém, eles cometeram erros que foram decisivos para que sua família não terminasse bem. O que tinha tudo para dar certo, deu errado!
Hoje, nós podemos aprender com os erros e os acertos de Isaque e Rebeca. A nossa família tem tudo para dar certo. Só depende de colocarmos em prática os ensinamentos da Palavra de Deus. Então, o que sua família precisa fazer para dar certo?
Sua família tem tudo para dar certo, então…
1. Jamais MENOSPREZE a importância da ORAÇÃO na família
“E era Isaque da idade de quarenta anos, quando tomou por mulher a Rebeca, filha de Betuel, arameu de Padã-Arã, irmã de Labão, arameu. E Isaque orou insistentemente ao Senhor por sua mulher, porquanto era estéril; e o Senhor ouviu as suas orações, e Rebeca sua mulher concebeu.” (Gênesis 25.20,21)
Alguns historiadores e comentaristas bíblicos afirmam que Isaque orou por, aproximadamente, 20 anos por sua mulher. Orou insistentemente, não desistiu, não fraquejou, não alimentou o sentimento de frustração, mas confiou que, no tempo certo, Deus acabaria com a esterilidade de Rebeca.
Você tem orado pela sua família? Você tem persistido em levar sua família ao trono da graça todos os dias? Você tem orado de forma insistente e perseverante pela sua família? Ou você tem esmorecido e deixado de orar?
O segredo de uma família que dá certo é a oração. Maridos devem interceder pelas suas esposas. Esposas devem interceder pelos seus maridos. Pais devem interceder pelos seus filhos. Filhos devem interceder pelos seus pais. E quando isso deve acontecer? Resposta: todos os dias, em todo o tempo! Jesus nos deixou o seguinte ensino:
“Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á.” (Mateus 7.7)
Quer ver a sua família dando certo? Ore. Não menospreze a importância da oração na família. Ore insistentemente, confie, e, no tempo de Deus, ele atenderá a sua oração além das suas expectativas.
Sua família tem tudo para dar certo, então…
2. Jamais PERMITA que a RIVALIDADE encontre LUGAR na família
“E os filhos lutavam dentro dela; então disse: Se assim é, por que sou eu assim? E foi perguntar ao Senhor. E o Senhor lhe disse: Duas nações há no teu ventre, e dois povos se dividirão das tuas entranhas, e um povo será mais forte do que o outro povo, e o maior servirá ao menor. […] E cresceram os meninos, e Esaú foi homem perito na caça, homem do campo; mas Jacó era homem simples, habitando em tendas.” (Gênesis 25.22,23,27)
A luta dos irmãos dentro do ventre da mãe era um prenúncio da rivalidade e dos inumerosos conflitos entre Esaú e Jacó, filhos de Isaque e Rebeca. Porém, a família não deve ser lugar de rivalidade e sim de amor, cooperação e ajuda mútua.
Esaú e Jacó tinham temperamentos diferentes, porém, isso não deve ser motivo para a existência de rivalidades dentro da família. Uns serão mais arrojados, impulsivos. Outros serão mais tranquilos, mas pacatos. Entender e respeitar as diferenças é de grande importância para se manter a unidade familiar.
A rivalidade entre os dois irmãos se tornou tão doentia, que Jacó roubou o direito de primogenitura de Esaú. Ele despertou um ódio mortal no coração de Esaú. Jacó pensou que era uma coisa simples demais, só que a bênção não era para ele, era para seu irmão. Ele roubou aquilo que, de direito, era do seu irmão.
Talvez sua família não tem dado certo, sabe por quê? Porque você, marido, tem roubado o direito da sua esposa de ser amada e cuidada como ela merece; porque você, esposa, tem roubado o direito do seu marido de ser o cabeça da família, o sacerdote do lar; porque vocês, pais, tem roubado o direito dos seus filhos de serem educados e ensinados nos caminhos do senhor através dos seus exemplos; porque vocês, filhos, tem roubado o direito dos seus pais de serem honrados e respeitados.
Nunca permita que a rivalidade encontre lugar em sua família. Caso contrário, sua família não dará certo, e o seu fim pode ser mais trágico do que você imagina.
Sua família tem tudo para dar certo, então…
3. Jamais ACEITE que EXISTA PARCIALIDADE dos pais na família
“E amava Isaque a Esaú, porque a caça era de seu gosto, mas Rebeca amava a Jacó.” (Gênesis 25.28)
A parcialidade de Isaque e Rebeca em relação aos seus filhos trouxe consequências duras demais para sua família. O que começou no ventre estendeu-se por muitas outras gerações. Jacó reproduziu o comportamento dos seus pais. Ele amou mais a José do que os outros filhos e, por isso, trouxe muitas dores para sua família e para si mesmo!
Infelizmente, há pais que aceitam a existência da parcialidade dentro da sua família. Há pais que demonstram com clareza que amam mais a um filho do que o outro. Há pais que elogiam um filho e maldizem os outros. Há pais que abraçam um filho e desprezam os outros. Isso é parcialidade, e traz dores insuportáveis à família.
Assim como Deus não tem filhos prediletos, nós também não podemos ter. Todos precisam ser amados e cuidados da mesma forma. Com certeza, os filhos são diferentes uns dos outros, mas precisam do mesmo amor, do mesmo cuidado, da mesma atenção e do mesmo carinho.
Sua família tem tudo para dar certo. Basta que você não aceite, de forma alguma, a parcialidade dos pais em relação aos seus filhos. Esse princípio é fundamental para a construção das próximas gerações.
Sua família tem tudo para dar certo, então…
4. Jamais DESPREZE as COISAS ESPIRITUAIS na família
“E Jacó cozera um guisado; e veio Esaú do campo, e estava ele cansado; E disse Esaú a Jacó: Deixa-me, peço-te, comer desse guisado vermelho, porque estou cansado. Por isso se chamou Edom. Então disse Jacó: Vende-me hoje a tua primogenitura. E disse Esaú: Eis que estou a ponto de morrer; para que me servirá a primogenitura? Então disse Jacó: Jura-me hoje. E jurou-lhe e vendeu a sua primogenitura a Jacó. E Jacó deu pão a Esaú e o guisado de lentilhas; e ele comeu, e bebeu, e levantou-se, e saiu. Assim desprezou Esaú a sua primogenitura.” (Gênesis 25.29-34)
O direito de primogenitura era um grande privilégio. O primogênito recebia a bênção paterna que era praticamente uma palavra profética sobre a vida de quem a recebia. Simbolizava a bênção espiritual. Esaú desprezou o seu direito de primogenitura por um prato de lentilhas. Desprezou a bênção do Senhor pela mentira de Satanás. Trocou o melhor de Deus pelo pior do mundo.
Quantas pessoas e quantas famílias têm desprezado as coisas espirituais. Estão trocando seu direito de primogenitura, a bênção de Deus, por um prato de lentilhas. Há muitos lares que estão trocando as coisas espirituais, celestiais e eternas por coisas materiais, terrenas e passageiras. Assim como Esaú, um dia também irão se arrepender, mas será tarde demais! O escritor da carta aos Hebreus revela essa verdade:
“E ninguém seja devasso, ou profano, como Esaú, que por uma refeição vendeu o seu direito de primogenitura. Porque bem sabeis que, querendo ele ainda depois herdar a bênção, foi rejeitado, porque não achou lugar de arrependimento, ainda que com lágrimas o buscou.” (Hebreus 12.16-17)
Para a família dar certo, não podemos desprezar as coisas espirituais! O que Deus tem para nós é muito melhor do que aquilo que o mundo ofecere!
Conclusão:
Infelizmente, a família de Isaque e Rebeca não deu certo como eles planejaram! Todos os membros dessa família sofreram as inevitáveis consequências dos seus erros.
Isaque, seu nome significa RISO, mas nunca mais Isaque teve motivo para rir. Em certo sentido ele perdeu os seus dois filhos num único dia. Um saiu de casa fugido. O outro saiu para vingar-se dos pais, punindo-se a si mesmo.
Esaú perdeu o respeito pela mãe. Ficou revoltado. Amargo. Desgostou-se com o seu lar. Passou a alimentar um ódio assassino por Jacó. Rebeca armou uma guerra dentro da sua própria casa. Seus filhos eram inimigos mortais.
Jacó precisou fugir de casa. Saiu como mentiroso, traidor, embusteiro. Saiu com a consciência culpada, deixando um pai enganado, um irmão traído e uma mãe protetora fracassada.
Rebeca prometeu a Jacó: “Retira-te para a casa de Labão e fica com ele alguns dias… e te farei regressar de lá” (27:42-45). Vinte anos se passaram e Jacó não voltou. Rebeca nunca mais vê o seu filho. Morre sem cumprir a promessa. Viveu amargamente a sua velhice ao ver o seu lar desmoronado pelas suas próprias mãos. Rebeca ainda foi incapaz de prever todo o alcance dos seus atos. O ódio despertado no coração de Esaú continuou por gerações futuras.
Qual é a história que você quer escrever a respeito da sua família? Hoje, você tem todas as ferramentas necessárias para fazer a sua família dar certo. Sim, ela tem tudo para dar certo.
Sua família tem tudo para dar certo, então…
1. Jamais MENOSPREZE a importância da ORAÇÃO na família
2. Jamais PERMITA que a RIVALIDADE encontre LUGAR na família
3. Jamais ACEITE que EXISTA PARCIALIDADE dos pais na família
4. Jamais DESPREZE as COISAS ESPIRITUAIS na família

 

Rolar para o topo