Tenham Bom Ânimo (26/07/2015 – manhã)

TENHAM BOM ÂNIMO
mensagem pregada pela Pra. Tatiana Ramos
Texto Bíblico: João 16.33
Ao meditar nessa expressão “Tenha bom ânimo” dois pensamentos me vieram à mente. Um, foi o pensamento que produziu alívio, uma expressão de coragem, mas ao mesmo tempo outro pensamento aparece diante das aflições diárias, individuais ou coletivas, e nos faz perguntar como isso é possível.
Como ter bom ânimo, ao ver crianças sendo violadas em todos os aspectos, adolescentes sendo expostos e se envolvendo em relacionamentos instáveis e que usam o corpo do outro por puro prazer; jovens sendo destruídos pelas drogas, pela falta de esperança, homens apáticos e muitos sem empregos, mulheres atarefadas, angustiadas e desprezadas, idosos esquecidos e maltratados, lares destruídos por egoísmo, pornografia, individualismo, adultério, violências de todos os tipos em todas as camadas sociais, gente vivendo sem dignidade, homes corruptos gananciosos liderando instituições, pessoas morrendo em hospitais por falta de recursos e de gerência, ser humano privado de se desenvolver intelectualmente por falta de investimento, homens bombas explodindo por todo canto do planeta, pestes de toda sorte, desastres naturais, pobrezas e muitas outras aflições que conhecemos de perto? Como ter bom ânimo?
O segredo está em quem nos falou essa expressão ousada e encorajadora. Essa expressão foi nos dada por nosso senhor Jesus, que conheceu nossas aflições e as venceu por nós na cruz.
Suas últimas palavras antes da cruz foram que seus discípulos tivessem consciência de que viveriam dias de opressão, sofrimentos; alguns causados pela vida contaminada pelo pecado e outros por amor a Ele. Mas Ele nos diz: não temas, não desistam, perseverem, tenham bom ânimo.
A expressão de Jesus: “Tenham bom ânimo” será real em nossas vidas…
1. Quando nos FORTALECERMOS no amor de Deus por nós
Essa expressão fecha um conjunto de ensinamentos que Jesus gostaria que ficasse latente na mente de seus discípulos. Inicia-se em João 13.31 e termina com a oração Dele por seus discípulos de todos os tempos até a sua volta, após declarar essa frase de coragem. Ele enfrenta a morte em nosso lugar, nos dando prova de amor de Deus por nós, Jesus na cruz.
Jesus quis deixar bem claro que essa expressão não é uma utopia, é a realidade vivida por Ele na cruz, que compartilhou conosco, para que nós, baseados Nele e no amor de Deus demonstrado por sua existência, todos seus filhos, tenhamos amor e ânimo para viver também.
Romanos 5.8 relata o amor de Deus pela humanidade, que agiu em amor, mesmo quando não era querido. Romanos 8.31-39, nos faz refletir que nossas aflições, problemas, frustrações, decepções, opressões, medos, angústias, perseguições, enfim, nada pode nos separar do amor Deus, nada pode nos tirar da condição de filhos de Deus, nada pode nos deixar sem o amor do Pai!
Saber disso nos fortalece e nos anima a caminhar, a viver, porque no final de tudo, o amor de Deus nos sustentará. O amor de Deus vai além das circunstâncias e além do nosso merecimento. Na hora da opressão, do sofrimento, da aflição, nos falta tudo, mas não permita que o diabo te envenene sobre a falta do amor de Deus por nós. Muitos falharam, nos magoaram, roubaram nossos sonhos e alegrias, mas o amor de Deus nos fortalece e nos leva à vitória.
A prova do amor de Deus foi a entrega do seu filho único, para que vencêssemos o mundo opressor e sofrido e experimentássemos a vida planejada em amor antes da criação do mundo. Não podemos esmorecer, mas nos fortalecer. Precisamos declarar que não serão homens violentos, que não haverá divórcios, traições, abusos, desempregos, demônios, injustiças capazes de nos tirar o ânimo.
Na hora da aflição, muitos, ou até mesmos nós, perguntam: Onde está Deus? E responderemos confiante: Nosso Deus está ao nosso lado, nos lembrando do seu amor por nós e que não serão as circunstâncias passadas que nos farão separar Dele, porque se Deus é amor, ter o amor Dele é tê-lo em essência. Você pode dizer para você mesmo agora em voz alta: tenho bom ânimo! Deus me ama!
A expressão de Jesus: “Tenham bom ânimo” será real em nossas vidas…
2. Quando tivermos ESPERANÇA nas promessas Dele
Podemos ver, nesse último discurso de Jesus, as suas promessas. Promessa significa um compromisso que uma pessoa assume com a outra através de sua palavra. A promessa de Jesus relatada em suas últimas palavras, não ficou restrita aos seus discípulos, mas a todos que decidiram negar-se, tomar sua cruz e tê-lo como Mestre. Se formos um deles, podemos viver com bom ânimo, porque as promessas dele produzem esse efeito em nós.
Temos todos os motivos para vivermos sem esperança, mas as promessas de Cristo nos fazem viver esperançosos de dias melhores. As promessas de Jesus nesse texto foram: vou voltar para buscá-los (João 14.2-3); meus discípulos farão coisas maiores do que eu (João 14.12); meus discípulos pedirão em meu nome e receberão (João 14.14); não nos deixará órfãos (João 14.27); nos dará o Espírito Santo (João 16.13).
Conta-se que um homem esticou um cabo de aço sobre as Cataratas do Niágara, que ficam na divisa entre o Canadá e os Estados Unidos. Em seguida, atravessou, andando sobre o cabo de aço. Foi e voltou. A multidão, extasiada, aplaudiu.
Aproximando-se de uma senhora que estava no meio do povo, aquele homem perguntou:
– A senhora acredita que eu consigo atravessar novamente?
– É claro! – respondeu a mulher.
– A senhora acredita que eu consigo atravessar levando um carrinho de mão?
– Sim, eu acredito.
– A senhora acredita que eu consigo atravessar levando um carrinho de mão com uma pessoa dentro?
– Tenho certeza que sim!
– Então, disse o homem, a senhora poderia, por favor, ajudar-me neste número, entrando no carrinho?
– De jeito nenhum!
Ela acreditava, mas não confiava.
Todas essas promessas acontecerão em nossa vida e a certeza dessa realidade precisa produzir paz e bom ânimo. Saber que somos agentes de Deus na terra, ampliando e fortalecendo o Reino de Deus, saber que em nome de Jesus, a quem amamos e por quem vivemos, podemos pedir e Ele realizará; saber que não nos deixou, não nos abandonou; saber que teremos paz em meio ao mundo que jaz no maligno; saber que temos o espírito dele nos consolando, ensinando para viver para Ele, dá-nos esperança de que é possível viver e viver com bom ânimo.
Há um hino no Cantor cristão que o autor retrata diversas aflições, mas que a certeza das promessas de Jesus fazem-no viver feliz e com bom ânimo.
A expressão de Jesus: “Tenham bom ânimo” será real em nossas vidas…
3. Quando focarmos na ETERNIDADE
Romanos 8.18 nos ajuda a ver a vida além dos acontecimentos cotidianos e terrenos. Esse texto nos lembra que, por mais terrível seja nossa dor, ela passará. Tenho um lema com uma amiga querida: se não passar aqui, passará na eternidade. Se estivermos com Jesus só por causa dessa vida, só por causa das soluções dos problemas terrenos, ainda não desfrutamos da vida eterna que Ele nos deu.
Jesus veio para nos dá a vida que perdemos e não nos dar uma melhor vida que não queremos largar, com conceitos mundanos. A vida que Jesus nos dá, modifica na perspectiva terrena, mas nos leva a desejar a eterna. Não será aqui que viveremos sem choro, sem dor, sem perda, mas na concretização do Reino eternamente. Tenha bom ânimo, porque a opressão, a dor, a perda um dia acabarão, mesmo que tenhamos que viver com ela nesse período em que estamos aqui na terra.
Conta-se que, certa vez, uma Sociedade Missionária Africana, escreveu para David Livingstone, perguntando: “Você encontrou boas estradas para o lugar onde está?” Em caso afirmativo, enviaremos outros missionários para estarem ao seu lado. Livingstone respondeu: “Se vocês tiverem homens que só virão se houver uma boa estrada, então eu não os quero”.
Muitas vezes pensamos que a estrada da vida com Deus é toda plana, sem problemas, sem dificuldades, sem lutas e sem aborrecimentos. Achamos que só encontraremos flores, gramados verdes, alegria e paz. Mas, o que o Senhor Jesus nos disse foi: “No mundo tereis aflições”. Ele não nos prometeu vida fácil e tranquila, mas, prometeu estar ao nosso lado e nos garantiu que sempre seremos vitoriosos.
Se focarmos em Jesus somente para o aqui e o agora, desanimaremos. Para hoje, Jesus não nos enganou. Para o tempo de hoje passaremos por aflições. Hoje ainda é tempo de choro, de perdas, de decepções, mas ao olharmos para eternidade sabemos que ainda não chegou o fim. Na verdade com Jesus não há fim, só eterna vida.
O céu não é somente o nosso destino. Precisa ser, também, a nossa motivação. A esperança do céu nos dá a força e a coragem que necessitamos para aguentar e vencer. Você pode dizer agora: Tenho bom Ânimo, por causa da eternidade esperada.
Conclusão:
O mundo que vivemos nos contamina ao desânimo de viver, mas hoje Deus quer que saiamos da sua casa com bom ânimo, por causa do seu amor, por causa das suas promessas e por causa da eternidade preparada. Não é à toa que essa expressão “Tenha bom ânimo” aparece nas escrituras 550 vezes, porque há muitas coisas para nos desanimar, mas tenhamos ânimo para começar! Ânimo para continuar! Ânimo para recomeçar!
Mostremos nosso bom ânimo sonhando os sonhos de Deus. Levantemos todos os dias por sua graça, firmes nas promessas, ansiosos pela eternidade, celebrando a vida porque Jesus já viveu nossas aflições na cruz e nos proporciona ressurreição diária até o dia que viveremos eternamente, livres de todas as aflições.

 

Rolar para o topo