Vencendo a Incredulidade no Deserto

DESERTO – UM LUGAR PARA OUVIR DEUS | 07/08
VENCENDO A INCREDULIDADE NO DESERTO
mensagem pregada pelo Pr. Marcelo Coelho Fernandes
“E infamaram a terra que tinham espiado, dizendo aos filhos de Israel: A terra, pela qual passamos a espiá-la, é terra que consome os seus moradores; e todo o povo que vimos nela são homens de grande estatura. Também vimos ali gigantes, filhos de Anaque, descendentes dos gigantes; e éramos aos nossos olhos como gafanhotos, e assim também éramos aos seus olhos.” (Números 13.32,33)
“Então toda a congregação levantou a sua voz; e o povo chorou naquela noite. E todos os filhos de Israel murmuraram contra Moisés e contra Arão; e toda a congregação lhes disse: quem dera tivéssemos morrido na terra do Egito! ou, mesmo neste deserto!” (Números 14.1,2)
O que é a incredulidade? A Bíblia diz que o “justo viverá pela fé” e anda ou marcha por fé. Sem fé é impossível agradar a Deus e ser abençoado por Ele. Conclui-se, portanto, que a falta de fé ou a incredulidade mata, paralisa, desagrada e impede o recebimento de bênçãos. O povo de Israel estava no limiar da terra prometida. Moisés faz a seguinte narração:
“Então partimos de Horebe, e caminhamos por todo aquele grande e tremendo deserto que vistes, pelo caminho das montanhas dos amorreus, como o Senhor nosso Deus nos ordenara; e chegamos a Cades-Barneia. Então eu vos disse: Chegados sois às montanhas dos amorreus, que o Senhor nosso Deus nos dá. Eis aqui o Senhor teu Deus tem posto esta terra diante de ti; sobe, toma posse dela, como te falou o Senhor Deus de teus pais; não temas, e não te assustes. Então todos vós chegastes a mim, e dissestes: Mandemos homens adiante de nós, para que nos espiem a terra e, de volta, nos ensinem o caminho pelo qual devemos subir, e as cidades a que devemos ir. Isto me pareceu bem; de modo que de vós tomei doze homens, de cada tribo um homem. E foram-se, e subiram à montanha, e chegaram até ao vale de Escol, e o espiaram. E tomaram do fruto da terra nas suas mãos, e no-lo trouxeram e nos informaram, dizendo: Boa é a terra que nos dá o Senhor nosso Deus. Porém vós não quisestes subir; mas fostes rebeldes ao mandado do Senhor nosso Deus.” (Deuteronômio 1.19-26)
A incredulidade é marcada por duas características fundamentais:
 A DUREZA de coração
 REBELDIA
“… Até quando me provocará este povo? e até quando não crerá em mim, apesar de todos os sinais que fiz no meio dele?” (Números 14.11)
A incredulidade pode ser manifestar de várias maneiras. A experiência de incredulidade do povo de Israel se manifestou, basicamente, de duas maneiras:
1. MEDO
“Eis aqui o Senhor teu Deus tem posto esta terra diante de ti; sobe, toma posse dela, como te falou o Senhor Deus de teus pais; não temas, e não te assustes.” (Deuteronômio 1.21)
Quais são as consequências do medo?
 O medo IGNORA os planos de Deus
“Então partimos de Horebe, e caminhamos por todo aquele grande e tremendo deserto que vistes, pelo caminho das montanhas dos amorreus, como o Senhor nosso Deus nos ordenara; e chegamos a Cades-Barneia. Então eu vos disse: Chegados sois às montanhas dos amorreus, que o Senhor nosso Deus nos dá. Eis aqui o Senhor teu Deus tem posto esta terra diante de ti; sobe, toma posse dela, como te falou o Senhor Deus de teus pais; não temas, e não te assustes.” (Deuteronômio 1.19-21)
 O medo DISTORCE os propósitos de Deus
“E murmurastes nas vossas tendas, e dissestes: Porquanto o Senhor nos odeia, nos tirou da terra do Egito para nos entregar nas mãos dos amorreus, para destruir-nos. Para onde subiremos? Nossos irmãos fizeram com que se derretesse o nosso coração, dizendo: Maior e mais alto é este povo do que nós, as cidades são grandes e fortificadas até aos céus; e também vimos ali filhos dos gigantes.” (Deuteronômio 1.27,28)
 O medo SE RECUSA a crer nas promessas de Deus
“Então eu vos disse: Não vos espanteis, nem os temais. O Senhor vosso Deus que vai adiante de vós, ele pelejará por vós, conforme a tudo o que fez convosco, diante de vossos olhos, no Egito; como também no deserto, onde vistes que o Senhor vosso Deus nele vos levou, como um homem leva seu filho, por todo o caminho que andastes, até chegardes a este lugar. Mas nem por isso crestes no Senhor vosso Deus. Que foi adiante de vós por todo o caminho, para vos achar o lugar onde vós deveríeis acampar; de noite no fogo, para vos mostrar o caminho por onde havíeis de andar, e de dia na nuvem.” (Deuteronômio 1.29-33)
 O medo DESOBEDECE aos princípios de Deus
“Porém vós não quisestes subir; mas fostes rebeldes ao mandado do Senhor nosso Deus.” (Deuteronômio 1.26)
2. DESVALORIZAÇÃO
A Palavra de Deus disse que a terra era boa. Os espias constataram isso, mas, ao prestarem relatório, os dez espias desvalorizaram a terra:
“E infamaram a terra que tinham espiado, dizendo aos filhos de Israel: A terra, pela qual passamos a espiá-la, é terra que consome os seus moradores; e todo o povo que vimos nela são homens de grande estatura.” (Números 13.32)
Como é possível vencer a incredulidade no deserto da vida?
Para vencer a incredulidade no deserto…
1. Troque o DESESPERO pela ESPERANÇA
“Então toda a congregação levantou a sua voz; e o povo chorou naquela noite.” (Números 14.1)
Para vencer a incredulidade no deserto…
2. Troque a MURMURAÇÃO pelo CLAMOR
“E todos os filhos de Israel murmuraram contra Moisés e contra Arão; e toda a congregação lhes disse: Quem dera tivéssemos morrido na terra do Egito! ou, mesmo neste deserto! E por que o Senhor nos traz a esta terra, para cairmos à espada, e para que nossas mulheres e nossas crianças sejam por presa? Não nos seria melhor voltarmos ao Egito?” (Números 14.2,3)
Para vencer a incredulidade no deserto…
3. Troque a APOSTASIA pela SEGURANÇA
“E diziam uns aos outros: Constituamos um líder, e voltemos ao Egito.” (Números 14.4)
4. Troque a VIOLÊNCIA pela PAZ
“Mas toda a congregação disse que os apedrejassem; porém a glória do Senhor apareceu na tenda da congregação a todos os filhos de Israel.” (Números 14.10)
5. Troque a ORGULHO pela DEPENDÊNCIA
“Mas Moisés disse: Por que transgredis o mandado do Senhor? Pois isso não prosperará. Não subais, pois o Senhor não estará no meio de vós, para que não sejais feridos diante dos vossos inimigos. Porque os amalequitas e os cananeus estão ali diante da vossa face, e caireis à espada; pois, porquanto vos desviastes do Senhor, o Senhor não estará convosco. Contudo, temerariamente, tentaram subir ao cume do monte; mas a arca da aliança do Senhor e Moisés não se apartaram do meio do arraial. Então desceram os amalequitas e os cananeus, que habitavam na montanha, e os feriram, derrotando-os até Hormá.” (Números 14.41-45)
Conclusão:
No deserto da vida somos tentados a duvidar de Deus. Entretanto, precisamos compreender que, muitas vezes, Deus nos leva ao deserto para provar a nossa fé, para ver se realmente cremos ou não nele. O mesmo Deus que nos leva ao deserto também nos oferece todas as ferramentas necessárias para atravessá-lo e chegar à terra prometida. Se alguma semente de incredulidade foi plantada no seu coração, quero desafiá-lo a vencê-la hoje, em nome de Jesus.
Para vencer a incredulidade no deserto…
1. Troque o DESESPERO pela ESPERANÇA
2. Troque a MURMURAÇÃO pelo CLAMOR
3. Troque a APOSTASIA pela SEGURANÇA
4. Troque a VIOLÊNCIA pela PAZ
5. Troque a ORGULHO pela DEPENDÊNCIA

 

Rolar para o topo