Estudo 08 – Amando Uns aos Outros na Família

Estudo 08 (2021) – Amando Uns aos Outros na Família
Semana de 25 de abril a 01 de maio
(Clique aqui e faça o download do arquivo)

“Um novo mandamento lhes dou: Amem-se uns aos outros. Como eu os amei, vocês devem amar-se uns aos outros.” (João 13.34)

Sei que não é fácil cumprir esse mandamento de Jesus. A convivência com pessoas na família, seja biológica ou da fé, não é fácil. Somos pessoas tão diferentes, imperfeitas, mas o ambiente da família/igreja é perfeito para nos desenvolver, aprendendo a amar como nosso Mestre. Jesus nos deu o exemplo e nos enviou o poderoso Espírito Santo para que fizéssemos o mesmo. Pessoas que vivem uma vida empoderada amam umas às outras como Jesus amou. Amam com o amor Ágape, que não espera nada em troca, um amor que tudo suporta, um amor que não se ofende, mas que permite intimidade, o estabelecimento de vínculos, mesmo quando há discordância. Um amor que rompe as barreiras do gostar e por isso pode ser derramado sobre aqueles que nos feriram, que não gostam de nós, e até mesmo aqueles que são nossos inimigos.

Para amar uns aos outros vivendo bem em família…

1. Escolha NUNCA SE OFENDER (Lucas 23.34a). Jesus, na cruz, depois de ter sido humilhado, injustiçado, ferido, ainda assim preferiu escolher não se ofender e intercedeu para que fossemos perdoados. Em toda sua vida, ele preferiu sempre escolher amar e honrar as pessoas, nos dando o exemplo do que é viver uma vida plena e abundante. Você tem o poder de escolher o amor, o perdão, a honra ao invés da retaliação, da vingança, do troco, da ira, do desprezo. Quando você ama, você alinha seu coração ao coração de Deus e encontra o melhor tesouro dentro do outro.

2. Escolha amar em TODAS AS CIRCUNSTÂNCIAS (Filipenses 4.12b,13). Você foi feito e empoderado por Deus para amar em qualquer circunstância. Estar ferido, com dores, cansado, triste, não é desculpa para um filho de Deus ofender a si mesmo ou aos outros. Você é alguém muito especial para Deus, e quem está a sua frente também. Por isso abasteça-se do amor na presença de Deus, no seu secreto, lembrando sempre que é filho, filha, e assim passará as difíceis situações amando sem parar.

3. Escolha VIVER EM UNIÃO (Salmo 133.1). O que é mais importante: viver bem com as pessoas ao seu lado, ou ter razão? Conviver não é fácil. Somente pessoas empoderadas em amor escolhem o relacionamento, ao invés de sua vontade e sua própria razão. Cada pessoa da família precisa ter a convicção de que não podemos desistir uns dos outros. Precisamos com respeito e honra, investir agindo em amor, gerando assim relacionamentos saudáveis, de intimidade e união.

CONCLUSÃO: Escolha viver como alguém que é poderoso ou poderosa. Não permita que outros ou as circunstâncias definam como você irá viver em família. Amar é uma atitude, uma ação, e não um sentimento. Por isso, empoderado(a) pelo Espírito Santo, você pode escolher amar incondicionalmente e sem medidas.

• Para reflexão: “O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca perece.” (1ª Coríntios 13.4-8)

• Para oração: Oremos pelas famílias que vivem debaixo de discórdia, violência, falta de respeito e falta de amor.

• Para aplicação: Decida amar hoje, alguém que seja difícil em sua vida. Escolha uma forma de expressar seu amor. Lembre-se das linguagens de amor (Toque, Palavra de Afirmação, Presente, Tempo de Qualidade e Serviço), e escolha uma forma do outro se sentir amado.

• Para indicação: Leia o livro “MANTENHA SEU AMOR ACESO” Danny Silk. É um ótimo guia para aquele que deseja viver uma vida com relacionamentos poderosos e em harmonia.

Rolar para o topo