Estudo 18 – Vivendo em Verdade

Estudo 18 (2021) – Vivendo em Verdade
Série: O QUE JESUS ESPERA DOS SEUS SEGUIDORES
Semana de 11 a 17 de julho
(Clique aqui e faça o download do arquivo)

“Vocês também ouviram o que foi dito aos seus antepassados: ‘Não jure falsamente, mas cumpra os juramentos que você fez diante do Senhor’. Mas eu lhes digo: Não jurem de forma alguma: nem pelo céu, porque é o trono de Deus; nem pela terra, porque é o estrado de seus pés; nem por Jerusalém, porque é a cidade do grande Rei. E não jure pela sua cabeça, pois você não pode tornar branco ou preto nem um fio de cabelo.”  (Mateus 5.33-36)

“Jesus ensina a que a verdade é preciosa. Todos nós concordamos com isso, principalmente quando alguém nos diz uma mentira.” (John Piper)

A verdade é muito valiosa e importante. Quem vive em verdade não precisa se esconder e muito menos conviver com a constante insegurança de um dia ser “desmascarado”. Escolher a verdade para si é como trilhar um caminho em direção à autenticidade, enquanto viver na mentira o leva para becos de escuridão. Dizer ou viver na verdade nem sempre será algo fácil, mas sempre será a melhor decisão. Você tem vivido com mentiras em alguma área de sua vida? Se a mentira sempre nos leva a sentimentos e sensações tão ruins, por que ainda por vezes usamos este artifício?

Você deve viver sempre em verdade, pois…

1. A FALSIDADE ofende a Deus (Marcos 10.19). O Senhor ama a verdade. Ele nos fala da verdade em Sua Palavra diversas vezes, e alerta que o pai da mentira é o diabo. A falsidade é uma maneira de mentir, aparentar uma coisa e ser outra, dizer uma coisa e fazer outra, tratar uma pessoa de um modo na frente dela e agir de outro quando ela não está presente. Tudo isso é falsidade, maneiras de mentir. Isso ofende a Deus, que é todo verdade e pela verdade, Nele não há engano nenhum. Desse modo, precisamos fugir totalmente da falsidade – ela não deve ter lugar em nossa vida.

2. O seu alvo é ser mais PARECIDO com Jesus. “Eu sou […] a verdade.” (João 14.6). O alvo que deve nos guiar em todos os momentos é nos tornar a cada instante mais parecidos com Jesus. Ser semelhante a Jesus é escolher sempre o caminho da verdade, para que assim, possamos agradar ao Pai. A mentira nos deforma e nos impede de viver a verdade. “O próprio Jesus – em tudo o que é, faz e diz – exemplifica o que é real, verdadeiro e belo. Quando ele fala, não há engano nem falsidade” (John Piper).

3. Suas palavras refletem seu CARÁTER (Mateus 5.34a). Segundo, John Piper: “Jesus está ordenando duas coisas: primeiro, que não usemos subterfúgios verbais para não ter de cumprir uma promessa; segundo, que sejamos sinceros a ponto de não haver necessidade de juramento”. O desejo de Jesus é que vivamos na sinceridade e verdade em todo o tempo. Integridade e caráter devem ser armas poderosas de um cristão genuíno, se prometemos algo devemos cumprir, se erramos em algo devemos assumir as consequências. Nossas palavras vão ser provas de nossa responsabilidade para com Deus. O que falamos, então, será sempre levado a sério, sem que seja necessário termos que dar provas de que estamos dizendo a verdade.

CONCLUSÃO: Você está pronto para viver na verdade em todo tempo? O convite de Deus é para que nos posicionemos como filhos e assim possamos ser o mais sinceros e verdadeiros possível, ainda que, isso nos leve a uma aparente e momentânea perda. Afinal, com Jesus podemos até perder, mas jamais seremos eternamente derrotados. Haverá honra em vivermos sempre a verdade. Deus está interessado em que seus filhos vivam a verdade. “A verdade é muito preciosa, mais do que podemos imaginar, e Deus está por trás de cada molécula do Universo e se preocupa em que seus filhos falem a verdade” (John Piper).

• Para reflexão: Você concorda com a afirmação de que, sem a verdade, a vida em comunidade é impossível?

• Para oração: Oremos para sermos verdadeiros em todas as áreas da nossa vida.

• Para aplicação: Que nossa forma de viver gere confiança em nosso relacionamento com os outros. Que sejamos sinceros e verdadeiros em nossos relacionamentos.

• Para indicação: Leitura do livro “O QUE JESUS ESPERA DE SEUS SEGUIDORES”, de John Piper, Ed. Vida.

Rolar para o topo