Estudo 25 – Filemom

Estudo 25 (2021) – FILEMOM
Série: LIBERDADE EM MEIO ÀS PRISÕES
Semana de 26 de setembro a 02 de outubro
(Clique aqui e faça o download do arquivo)

“Sempre dou graças a meu Deus, lembrando-me de você nas minhas orações, porque ouço falar da sua fé no Senhor Jesus e do seu amor por todos os santos.” (Filemom 4-5)

Esse trecho trata-se de uma carta particular de Paulo a Filemom, que era dono de um escravo chamado Onésimo. Paulo apela por Onésimo, que tinha abandonado o seu senhor e que, através de Paulo, teve um encontro com Jesus Cristo e se tornou um cristão. Diante dessa saudação o apóstolo mostra que a relação entre o senhor e o escravo toma um novo direcionamento quando se trata de dois cristãos (Ler Filemom 1-3). Na saudação, Paulo inclui Áfia, Arquipo e a Igreja, e no final, traz uma prestação de contas bem como, mostra o relacionamento que acontece entre os fiéis na igreja. Vejamos a seguir três verdades poderosas presentes nesta abordagem feita pelo apóstolo Paulo na carta a Filemom que podem ser aplicadas na nossa realidade de vida hoje:

1. Decida viver em COMUNHÃO (Filemom 6). Paulo estabelece no verso 6 um motivo de oração bem estruturado que serve como base para nossa reflexão. O apóstolo constrói para nós um fundamento que nos faz refletir que, através de Cristo, somos levados a um conhecimento pleno e que por sua vez, afirma as bases da nossa fé e nos indica que precisamos produzir resultados em nossa maneira de agir e nos relacionar com os outros. O contexto para Paulo nessa carta é apresentar a Filemom uma nova proposta de conduta, demonstrando que receber Onésimo de volta (o escravo fugitivo) era o resultado de uma nova mentalidade e atitude em Cristo, cheia de fé e bondade. Que hoje, através da nossa vida, a nossa fé em Cristo produza uma nova atitude e mentalidade, e que possamos viver em plena comunhão com Deus e com nossos irmãos.

2. Escolha o AMOR em vez do JULGAMENTO (Filemom 17). A expressão “companheiro” é apresentada no dicionário Strong como “participante” ou “sócio em algo”. O apóstolo Paulo entendia que dentro da mentalidade da época não seria fácil para Filemom receber um escravo fugitivo novamente, no mínimo este escravo seria penalizado severamente ou até mesmo morto nas mãos de outro senhor. A condição do pedido de Paulo é dizer a Filemom que se ele acredita que compartilham da mesma fé, então que receba a Onésimo como se estivesse recebendo o próprio Paulo. Por vezes somos tentados a tomar decisões difíceis oferecendo amor e acolhimento a quem teoricamente nos ofereceu algum prejuízo, dano ou ofensa. O texto no verso 17 nos lembra da necessidade de entregarmos a sentença do juízo a Deus e, no lugar do julgamento, decidirmos amar e perdoar.

3. Insista em promover o BEM (Filemom 18). Paulo continua a revelar em sua carta o eixo da prática dos valores cristãos, mostrando que o bem deve conter em si uma mudança de percepção e levar a uma ação conforme essa nova percepção. No versículo 14, Paulo afirma: “Mas não quis fazer nada sem a sua permissão, para que qualquer favor que você fizer seja espontâneo, e não forçado”, dessa forma, ele apela para a bondade de Filemom, que deveria ser demonstrada espontaneamente, e não por obrigação. Tudo isso nos ensina que a fé que possuímos em Cristo precisa ser manifestada também em ações práticas. Essas obras não são geradas em obrigação, mas como resposta natural da salvação que recebemos por meio de Jesus.

• Para reflexão: A comunhão é, sem dúvidas, o desejo de Deus para o homem. Somos seres relacionais, pois fomos criados para um relacionamento. Nesse ponto a reflexão importante a se fazer é: qual a importância que a comunhão com Deus e com as pessoas possui na nossa vida? E também, qual é a qualidade que desenvolvemos nessa comunhão?

• Para oração: Em seu tempo de oração peça ao Espírito Santo para ajudá-lo a manifestar uma fé prática e que demonstre cada dia mais, em ações diárias, os efeitos da salvação que recebemos, o bem que acessamos em Cristo e o amor com que fomos envolvidos pelo Pai.

• Para aplicação: A comunhão é tratada na carta de Paulo como algo além de “associação”, envolve, como o próprio significado do termo diz, a “participação”. Por isso, seja intencional promovendo mais dedicação em sua participação quanto à comunhão com a Igreja, a Palavra e a vida de oração.

• Para indicação: A carta de Paulo a Filemom possui apenas um capítulo e indicamos a você à leitura desta carta em seus vinte e cinco versos. ESTUDE ESSA CARTA VERSICULO POR VERSICULO ESSA SEMANA.

• Próximo Estudo: Série Atualidades das Cartas de Paulo na Prisão – 2/4 | COLOSSENSES

Rolar para o topo