Aprendendo a Orar como Jesus (12/11/2015 – quinta)

APRENDENDO A ORAR COMO JESUS
mensagem pregada pelo Pr. Marcelo Coelho Fernandes
“Um dia Jesus estava orando num certo lugar. Quando acabou de orar, um dos seus discípulos pediu: Senhor, nos ensina a orar, como João ensinou os discípulos deles.” (Lucas 11.1, NTLH)
Os primeiros seguidores de Jesus observaram seus hábitos de oração. Eles o viram frequentemente procurando um lugar deserto para falar com seu Pai. Foi vendo essa intensa vida de oração que os discípulos sentiram a necessidade de aprender a orar. O exemplo da vida de oração de Jesus incentivou seus seguidores a desejar também ter uma vida de oração semelhante à dele. Através do exemplo de sua vida, ele está ainda nos ensinando a orar. A vida de oração de Jesus é uma verdadeira inspiração para nós. Existem muitos exemplos de oração na Bíblia, mas Jesus é o maior deles. Existe um ditado bem conhecido no mundo dos negócios que diz:

“Se você quer saber alguma coisa, pergunte a um especialista”

Jesus é o especialista número um sobre oração. Na vida de Jesus, a oração era uma prioridade; e Ele mesmo nos ensina sobre o assunto. O que aprender com Jesus sobre oração?
Com Jesus aprendemos…
1. Que a ORAÇÃO deve se TORNAR um HÁBITO.
A maioria dos filhos de Deus só lembra que precisa orar, quando as coisas não vão bem ou quando elas fogem do controle. Jesus, porém, era diferente. Muitas vezes Ele parava tudo o que estava fazendo e se retirava para orar.
“Depois de mandar o povo embora, Jesus subiu um monte a fim de orar sozinho. Quando chegou a noite, ele estava ali, sozinho.” (Mateus 14.23, NTLH)
“De manhã bem cedo, quando ainda estava escuro, Jesus se levantou, saiu da cidade, foi para um lugar deserto e ficou ali orando.” (Marcos 1.35, NTLH)
“Porém Jesus ia para lugares desertos e orava.” (Lucas 5.16, NTLH)
Jesus tinha uma rotina de oração e não a abandonava por nada. Com essa atitude Ele estava ensinando que nenhuma atividade pode tomar o tempo precioso que precisamos desenvolver com Deus em oração. Precisamos aprender a dedicar um tempo do dia para estar com Deus. Ele deseja um relacionamento pessoal e íntimo com cada um de nós, porém, é impossível desenvolver esse relacionamento sem investir tempo nele. Alguém disse:

O pequeno VALOR que damos à nossa VIDA de oração torna-se EVIDENTE pelo tempo que DEDICAMOS a ela.

Com Jesus aprendemos…
2. Que precisamos ORAR quando as COISAS não vão MUITO BEM.
Jesus passou por muitos momentos difíceis enquanto esteve aqui na Terra e a Bíblia mostra que em todos eles, Ele orou – inclusive quando se aproximava o momento de Sua morte:
“Pela segunda vez Jesus foi e orou, dizendo: – Meu Pai, se este cálice de sofrimento não pode ser afastado de mim sem que eu o beba, então que seja feita a sua vontade.” (Mateus 26.42, NTLH)
Com essa atitude, Jesus nos ensina que devemos depender de Deus em toda situação, até naquelas em que não vemos uma saída. Algumas pessoas abandonam ao Senhor quando as coisas pioram, e outras tentam resolver à sua maneira. No entanto, se as coisas não estão indo bem para você busque a Deus em oração. Quando você age desta forma, esta demonstrando total dependência de Deus. Jesus, nunca duvidou do amor e cuidado do Pai em dias difíceis, por isso sempre pedia a direção de Deus para os momentos mais complicados que enfrentava.
Com Jesus aprendemos…
3. Que a VONTADE de Deus precisa estar ACIMA da nossa VONTADE.
Jesus sempre colocou a vontade do Pai acima da dele. Para mim, esse é um dos maiores ensinamentos que Jesus nos deixou. Muitos líderes têm ensinado as pessoas a exigirem coisas a Deus em suas orações. Eles dão ordens ao Senhor achando que Ele é obrigado a cumpri-las. Mas Jesus fez exatamente o contrário. Ele foi submisso ao Pai em oração, expôs a sua angústia, creu no Seu poder, mas se submeteu à Sua vontade, ainda que essa vontade significasse a Sua morte na cruz.
“Então se afastou a uma distância de mais ou menos trinta metros. Ajoelhou-se e começou a orar dizendo: – Pai, se queres, afasta de mim este cálice de sofrimento! Porém que não seja feito o que eu quero, mas o que tu queres.” (Lucas 22.41-42, NTLH)
Jesus confiava plenamente na vontade de Deus. Com Ele, aprendemos que a maneira correta de finalizar nossas orações é sempre dizendo a Deus que confiamos em Sua vontade. Há uma frase que diz:

Nada está fora do ALCANCE da oração, EXCETO o que esta FORA da vontade de Deus.

Orar é alinhar a nossa vontade a vontade de Deus.
Com Jesus aprendemos…
4. A ORAR antes de tomar DECISÕES IMPORTANTES
Jesus dependia do Pai e não tomava nenhuma decisão sem antes buscar a sua direção pela oração. Durante o seu ministério, Jesus teve que tomar grandes decisões. Se Ele tomasse alguma decisão errada, os resultados poderiam impactar toda a humanidade. Por isso, Ele estava sempre orando! Certa vez, antes de escolher os doze homens que seriam seus discípulos, Jesus orou a noite toda:
“Num daqueles dias, Jesus saiu para o monte a fim de orar, e passou a noite orando a Deus. Ao amanhecer, chamou seus discípulos e escolheu doze deles, a quem também designou como apóstolos.” (Lucas 6.12,13)
Com isso, aprendemos que, antes de tomarmos qualquer decisão, devemos colocá-la diante do Senhor em oração. Quais decisões importantes você precisa tomar?
Conclusão:
Com Jesus aprendemos…
1. Que a ORAÇÃO deve se TORNAR um HÁBITO.
2. Que precisamos ORAR quando as COISAS não vão MUITO BEM.
3. Que a VONTADE de Deus precisa estar ACIMA da nossa VONTADE.
4. A ORAR antes de tomar DECISÕES IMPORTANTES

 

Rolar para o topo