As Experiências do Discipulado

SÉRIE “VIDA NA VIDA” | 06/06
AS EXPERIÊNCIAS DO DISCIPULADO

mensagem pregada pelo Pr. Marcelo Coelho Fernandes

“Por volta da meia-noite, Paulo e Silas estavam orando e cantando hinos a Deus; os outros presos os ouviam. De repente, houve um terremoto tão violento que os alicerces da prisão foram abalados. Imediatamente todas as portas se abriram, e as correntes de todos se soltaram. O carcereiro acordou e, vendo abertas as portas da prisão, desembainhou sua espada para se matar, porque pensava que os presos tivessem fugido. Mas Paulo gritou: Não faça isso! Estamos todos aqui! O carcereiro pediu luz, entrou correndo e, trêmulo, prostrou-se diante de Paulo e Silas. Então levou-os para fora e perguntou: Senhores, que devo fazer para ser salvo? Eles responderam: Creia no Senhor Jesus, e serão salvos, você e os de sua casa. E pregaram a palavra de Deus, a ele e a todos os de sua casa. Naquela mesma hora da noite o carcereiro lavou as feridas deles; em seguida, ele e todos os seus foram batizados. Então os levou para a sua casa, serviu-lhes uma refeição e com todos os de sua casa alegrou-se muito por haver crido em Deus.” (Atos 16.25-34)

O que podemos aprender com essas experiências vividas por Paulo e Silas? O que Deus quer nos ensinar através da experiência do discipulado?

A experiência do discipulado…

1. É uma experiência de INTERVENÇÕES de Deus.

“Por volta da meia-noite, Paulo e Silas estavam orando e cantando hinos a Deus; os outros presos os ouviam.” (Atos 16.25)

A experiência do discipulado…

2. É uma experiência de se IMPORTAR com o próximo.

“O carcereiro acordou e, vendo abertas as portas da prisão, desembainhou sua espada para se matar, porque pensava que os presos tivessem fugido. Mas Paulo gritou: Não faça isso! Estamos todos aqui!” (Atos 16.27-28)

A experiência do discipulado…

3. É uma experiência que FOMENTA na vida das pessoas FOME e SEDE de Deus.

“O carcereiro pediu luz, entrou correndo e, trêmulo, prostrou-se diante de Paulo e Silas. Então levou-os para fora e perguntou: Senhores, que devo fazer para ser salvo?” (Atos 16.27-30)

A experiência do discipulado…

4. É uma experiência de ver Deus SALVAR casas inteiras.

“Então levou-os para fora e perguntou: Senhores, que devo fazer para ser salvo? Eles responderam: Creia no Senhor Jesus, e serão salvos, você e os de sua casa. E pregaram a palavra de Deus, a ele e a todos os de sua casa. Naquela mesma hora da noite o carcereiro lavou as feridas deles; em seguida, ele e todos os seus foram batizados.” (Atos 16.30-33)

Conclusão:

Foram às atitudes de Paulo e Silas que fizeram com que os grilhões das cadeias se soltassem, as celas se abrissem. Quando isso aconteceu, todos os que estavam ali, presos, poderiam ter fugido, mas ninguém se afastou, todos estavam admirados com a fé daqueles dois homens, todos perceberam que apesar das correntes eles eram verdadeiramente livres. Foi esse diferencial que fez com que um guarda se rendesse ao Senhor e com ele toda a sua casa. Atitude! Escolha! Por mais difícil que possa ser, nossas escolhas e atitudes decorrentes dessas mesmas escolhas aproximam ou afastam os que nos cercam. Somos espelhos de nossas atitudes e o que refletimos pode levar famílias inteiras para o Senhor.

Rolar para o topo