AS PALAVRAS DE MARIA – 2ª PARTE

SÉRIE DE MENSAGENS
“AS PALAVRAS DE MARIA” | 02ª Parte | 02/03
mensagem pregada pelo Pr. Marcelo Coelho Fernandes
“E o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador.” (Lucas 1.46-47)
“Eles não tem mais vinho…” (João 2.3)
“Faça tudo o que Ele vos mandar.” (João 2.5)
Antes de ministrar a mensagem de hoje, quero relembrar com os irmãos as três lições que aprendemos com as palavras de Maria na QUINTA-FEIRA passada:

  • Eu preciso ser DEPENDENTE do Senhor;
  • Eu preciso ser SUBMISSO ao Senhor;
  • Eu preciso CRER na Palavra do Senhor.

Hoje, vamos aprender mais três lições com esta mulher extraordinária. Maria é uma das personagens bíblicas mais comentadas ao longo de toda história do Cristianismo. Trata-se de uma personagem reverenciada por muitos, venerada por outros e até adorada por alguns.
Mas o que, de verdade, a sua história tem a ver conosco e a nos ensinar? Depois de 2000 anos de sua existência o que podemos aprender com as suas palavras? Então, convido você, para juntos mergulharmos naquilo que o Senhor tem para nos ensinar nesta noite através das palavras de Maria.
Eu aprendo com as palavras de Maria que…
1. Preciso render ADORAÇÃO somente a Jesus.
“E o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador.” (Lucas 1.46-47)
Maria tinha consciência acerca da sua vida, da sua humanidade e da sua importância naquele momento da história. Ainda assim, ela não tomou essa glória para si. Pelo contrário, ela afirmou: “A minha alma engrandece ao Senhor…” (Lucas 1.46)
É importante notar, inclusive, que em nenhum momento Maria se autodenomina santa ou mãe de Deus. Ela não nomeia a si como rainha, tampouco como noiva de Cristo. Ela não se iguala a Cristo, mas oferece toda adoração a Ele, reconhecendo que há um só Deus, Pai e Senhor. Maria, com sua vida e suas palavras, sempre apontou para Jesus. Precisamos sempre fazer como ela fez, jamais engrandecer a nós mesmos, a instituições ou a homens, mas sempre ao nosso Senhor Jesus. Ele é o centro da nossa adoração, como disse o apóstolo Paulo:
“Pois ele nos resgatou do domínio das trevas e nos transportou para o Reino do seu Filho amado, em quem temos a redenção, a saber, o perdão dos pecados. Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação, pois nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos ou soberanias, poderes ou autoridades; todas as coisas foram criadas por ele e para ele. Ele é antes de todas as coisas, e nele tudo subsiste. Ele é a cabeça do corpo, que é a igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a supremacia.” (Colossenses 1.13-18)
Eu aprendo com as palavras de Maria que…
2. Preciso ser MOVIDO DE COMPAIXÃO pelas pessoas.
“Eles não tem mais vinho…” (João 2.3)
As palavras de Maria nos ensinam a se importar com as necessidades do próximo. Logo após a escolha dos discípulos de Jesus, aconteceu um casamento em Caná da Galileia. Maria estava presente, junto com Jesus e seus discípulos. A determinada hora, percebendo que o vinho havia acabado, ela dirige-se a Jesus para contar a Ele o que estava acontecendo. Maria moveu-se de compaixão ao se preocupar com a escassez naquele momento especial. Desta forma, ela nos ensina, com propriedade, como devemos servir às pessoas. Alguém disse:

“Quem não vive para servir não serve para viver.”

Maria entendeu isso e viveu uma vida de amor e serviço ao próximo. Ela agiu a semelhança de Jesus quando viu alguém passando por alguma necessidade. Ela foi um exemplo de alguém que tinha compaixão pelas pessoas, assim como Jesus também o foi. Na Bíblia, encontramos muitos exemplos onde Jesus teve profunda compaixão pelas pessoas.

  • Jesus viu as grandes multidões e teve COMPAIXÃO delas, porque estavam desgarradas e perdidas como ovelhas que não tinham pastor;
  • Jesus movido de íntima compaixão tocou nos olhos dos cegos, e eles passaram a enxergar;
  • Jesus movido de íntima compaixão, estendeu a sua mão e tocou um leproso e o curou, e ele ficou completamente limpo;
  • Jesus movido de íntima compaixão, devolveu a vida ao filho da viúva de Naim, pois Ele se identificou com a dor daquela mulher;
  • Na parábola do Bom Samaritano, Jesus é o Samaritano que olhou para o homem ferido, meio morto, se moveu de íntima compaixão, cuidou das suas feridas, levou para um lugar seguro e confortável, e ainda pagou a sua conta.

Será que eu e você temos nos movido de íntima compaixão pela dor e pelos sofrimentos das pessoas que estão ao nosso redor? Maria tinha compaixão pelas pessoas que estavam à sua volta. Quando a necessidade apareceu, ela se apresentou para ser a solução! Nesta noite, as palavras de Maria nos desafiam a viver uma vida de compaixão pelas pessoas que estão a nossa volta.
Eu aprendo com as palavras de Maria que…
3. Preciso ser OBEDIENTE ao senhorio de CRISTO.
“Faça tudo o que Ele vos mandar.” (João 2.5)
Neste mesmo encontro em Caná da Galileia, Maria mostra a quem os serviçais deveriam obedecer. Com essa frase, ela estava indicando que eles deveriam obedecer a Jesus e não a ela. A Bíblia nos revela aqui uma humilde serva consciente do seu papel, que discerniu o Jesus histórico do Jesus da fé. Ela colocou com suas próprias palavras quem ela era e quem era Jesus. Você deseja, de verdade, entender as palavras de Maria? Então, obedeça a Jesus assim como ela fez! Somente dessa forma é possível entender perfeitamente tudo o que ela viveu e fez aqui na terra. Ela escolheu o caminho da obediência!
Que decisão extraordinária! Ao dizer façam tudo o que Ele lhes mandar, são palavras de uma mulher obediente, submissa e devota. No verso anterior ela recebe uma resposta de Jesus e, imediatamente e sem questionar, obedeceu à orientação do Senhor e repassou o Seu comando. Precisamos muito desse mesmo tipo de atitude hoje. A rebeldia, a insubmissão e a falta de honra são a raiz de muitos males nesse tempo. Aprendemos com Maria, contudo, um caminho diferente e elevado. Maria ensina, com as suas palavras, o valor da obediência incondicional a Jesus. Sem obediência, nada de extraordinário pode acontecer na vida das pessoas. O milagre nas bodas de Caná da Galileia foi fruto de obediência.
Conclusão:
Maria foi uma mulher bem-aventurada, uma mulher cheia de graça como nenhuma outra mulher foi em toda a história da humanidade. A sua história é um modelo de vida para mim e para você. Por isso, eu aprendo com as palavras de Maria que…
1. Preciso RENDER ADORAÇÃO somente a Jesus.
2. Preciso ser MOVIDO DE COMPAIXÃO pelas pessoas.
3. Preciso ser OBEDIENTE ao senhorio de CRISTO.

 

Rolar para o topo