Com Jesus na Crucificação

CAMPANHA “40 DIAS COM JESUS” | 05/06
COM JESUS NA CRUCIFICAÇÃO

mensagem pregada pelos pastores Marcelo Coelho e Acyr Júnior

“Eram nove horas da manhã quando o crucificaram. E assim estava escrito na acusação contra ele: O REI DOS JUDEUS. Com ele crucificaram dois ladrões, um à sua direita e outro à sua esquerda, e cumpriu-se a Escritura que diz: ‘Ele foi contado entre os transgressores’. Os que passavam lançavam-lhe insultos, balançando a cabeça e dizendo: Ora, você que destrói o templo e o reedifica em três dias, desça da cruz e salve-se a si mesmo! Da mesma forma, os chefes dos sacerdotes e os mestres da lei zombavam dele entre si, dizendo: Salvou os outros, mas não é capaz de salvar a si mesmo. O Cristo, o Rei de Israel… Desça da cruz, para que o vejamos e creiamos! Os que foram crucificados com ele também o insultavam. E houve trevas sobre toda a terra, do meio dia às três horas da tarde. Por volta das três horas da tarde, Jesus bradou em alta voz: ‘Eloí, Eloí, lamá sabactâni?’ que significa: ‘Meu Deus! Meu Deus! Por que me abandonaste?’. Quando alguns dos que estavam presentes ouviram isso, disseram: Ouçam! Ele está chamando Elias. Um deles correu, embebeu uma esponja em vinagre, colocou-a na ponta de uma vara e deu-a a Jesus para beber. E disse: Deixem-no. Vejamos se Elias vem tirá-lo daí. Mas Jesus, com um alto brado, expirou. E o véu do santuário rasgou-se em duas partes, de alto a baixo. Quando o centurião que estava em frente de Jesus ouviu o seu brado e viu como ele morreu, disse: Realmente este homem era o Filho de Deus!” (Marcos 15.25-39)

Naquele dia estava sendo crucificado o próprio Deus. Jesus Cristo, ensanguentado e nu, ficou pendurado naquela cruz durante seis horas inteiras e intensas. E o que podemos aprender com a crucificação de Jesus? Quais foram os benefícios da morte de Jesus na cruz para todos nós?

Com Jesus na crucificação…

1. Eu recebo o PERDÃO para os meus PECADOS.

“Ele mesmo levou em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, a fim de que morrêssemos para os pecados e vivêssemos para a justiça; por suas feridas vocês foram curados.” (1ª Pedro 2.24)

Cristo carregou nossos pecados em seu corpo na cruz do calvário. Ele fez isso para que pudéssemos morrer para o pecado e viver para a justiça. Essa é a essência da profecia de Isaías 53: “Certamente ele tomou sobre si as nossas enfermidades e sobre si levou as nossas doenças… E levará a iniquidade deles… Pois ele carregou o pecado de muitos…” (Isaías 53.4,11,12).

Na cruz Jesus pagou o preço do nosso resgate. A Bíblia diz:

“O qual se entregou a si mesmo como resgate por todos…” (1ª Timóteo 2.6).

“Pois vocês sabem que não foi por meio de coisas perecíveis como prata ou ouro que vocês foram redimidos da sua maneira vazia de viver que lhes foi transmitida por seus antepassados, mas pelo precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro sem mancha e sem defeito.” (1ª Pedro 1.18,19)

A dívida contra nós foi cancelada na crucificação de Jesus. A Bíblia diz: “… Ele nos perdoou todas as transgressões, e cancelou a escrita de dívida, que consistia em ordenanças, e que nos era contrária. Ele a removeu, pregando-a na cruz.” (Colossenses 2.13,14).

Com Jesus na crucificação…

2. Eu encontro a RECONCILIAÇÃO com Deus.

“Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas! Tudo isso provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação.” (2ª Coríntios 5.17-18)

A palavra “reconciliação” no original significa mudar da inimizade para amizade. Jesus é a ponte que nos liga a Deus. A nossa reconciliação com Deus se dá por meio de Cristo. Não há nada que podemos fazer para nos tornar aceitáveis a Deus. Foi o que Jesus fez na cruz que pavimentou o nosso caminho de volta para Deus. Com relação à reconciliação do homem com Deus através do sacrifício de Jesus, o apóstolo Paulo, escrevendo o seguinte: “Pois foi do agrado de Deus que nele habitasse toda a plenitude, e por meio dele reconciliasse consigo todas as coisas, tanto as que estão na terra quanto as que estão no céu, estabelecendo a paz pelo seu sangue derramado na cruz. Antes vocês estavam separados de Deus e, em suas mentes, eram inimigos por causa do mau procedimento de vocês. Mas agora ele os reconciliou pelo corpo físico de Cristo, mediante a morte, para apresentá-los diante dele santos, inculpáveis e livres de qualquer acusação.” (Colossenses 1.19-22).

“Porque Jesus não desceu da cruz, nós podemos subir ao céu.”

Com Jesus na crucificação…

3. Eu acesso o PRESENTE da SALVAÇÃO.

“Mas quando se manifestaram a bondade e o amor pelos homens da parte de Deus, nosso Salvador, não por causa de atos de justiça por nós praticados, mas devido à sua misericórdia, ele nos salvou pelo lavar regenerador e renovador do Espírito Santo, que ele derramou sobre nós generosamente, por meio de Jesus Cristo, nosso Salvador.” (Tito 3.4-6)

A salvação não é resultado das nossas obras para Deus, mas da obra de Deus por nós através de Cristo. Não é algum sacrifício meritório que fazemos para Deus, mas o sacrifício substitutivo e eficaz que Jesus Cristo fez por nós na cruz do Calvário. Você pode perguntar: por que preciso de salvação? Que salvação é essa? O que significa ser salvo pelo sacrifício de Jesus na cruz? Estou sendo salvo de quê? A Bíblia responde:

“Vocês estavam mortos em suas transgressões e pecados, nos quais costumavam viver… Todavia, Deus, que é rico em misericórdia, pelo grande amor com que nos amou, deu-nos vida juntamente com Cristo, quando ainda estávamos mortos em transgressões — pela graça vocês são salvos.”  (Efésios 2.1-5)

“Pois ele nos resgatou do domínio das trevas e nos transportou para o Reino do seu Filho amado, em quem temos a redenção, a saber, o perdão dos pecados.” (Colossenses 1.13,14)

Na crucificação de Jesus, acessamos o presente da salvação dado por Deus. A Bíblia diz: “Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3.16).

Conclusão:

A crucificação de Jesus não foi em vão. Sua morte na cruz é o fato mais importante do cristianismo porque dela depende a esperança de todos os pecadores. Jesus não foi morto, mas voluntariamente se entregou como sacrifício pelos pecados da humanidade.

Com Jesus na crucificação…
1. Eu recebo o PERDÃO para os meus PECADOS.
2. Eu encontro a RECONCILIAÇÃO com Deus.
3. Eu acesso o PRESENTE da SALVAÇÃO.

Rolar para o topo