Com Jesus na Humilhação

CAMPANHA “40 DIAS COM JESUS” | 04/06
COM JESUS NA HUMILHAÇÃO

mensagem pregada pelos pastores Marcelo Coelho e Acyr Júnior

“Desejando agradar a multidão, Pilatos soltou-lhes Barrabás, mandou açoitar Jesus e o entregou para ser crucificado. Os soldados levaram Jesus para dentro do palácio, isto é, ao Pretório e reuniram toda a tropa. Vestiram-no com um manto de púrpura, depois fizeram uma coroa de espinhos e a colocaram nele. E começaram a saudá-lo: Salve, rei dos judeus! Batiam-lhe na cabeça com uma vara e cuspiam nele. Ajoelhavam-se e lhe prestavam adoração. Depois de terem zombado dele, tiraram-lhe o manto de púrpura e vestiram-lhe suas próprias roupas. Então o levaram para fora, a fim de crucificá-lo. Certo homem de Cirene, chamado Simão, pai de Alexandre e de Rufo, passava por ali, chegando do campo. Eles o forçaram a carregar a cruz. Levaram Jesus ao lugar chamado Gólgota, que quer dizer Lugar da Caveira. Então lhe deram vinho misturado com mirra, mas ele não o bebeu.” (Marcos 15.15-23)

Ele foi humilhado até a morte e morte de cruz. Sobre a humilhação de Jesus, Isaías escreveu: “Ele foi oprimido e afligido, contudo não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado para o matadouro, e como uma ovelha que diante de seus tosquiadores fica calada, ele não abriu a sua boca.” (Isaías 53.7).

O que a humilhação de Jesus tem a nos ensinar? O que podemos aprender com toda a humilhação que Jesus sofreu, principalmente no seu último dia de vida sobre a terra? Quais são as lições da humilhação de Jesus?

A humilhação de Jesus…

1. Revela do ALTO PREÇO da graça de Deus.

“… Embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se.” (Filipenses 2.6)

“Todos nós, tal qual ovelhas, nos desviamos, cada um de nós se voltou para o seu próprio caminho; e o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de todos nós.” (Isaías 53.6)

Jesus foi humilhado porque havia amado os perdidos, anunciado as Boas Novas do Reino de Deus, curado os enfermos, dado vista aos cegos e tantas outras coisas. Ele deixou-se ser humilhado, abrindo mão dos seus direitos para que todos pudessem aprender sobre o alto preço da graça de Deus. Paulo, falando sobre Jesus, escreveu o seguinte:

“E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até à morte, e morte de cruz!” (Filipenses 2.8)

A humilhação de Jesus…

2. Apresenta o VALOR de um AMOR SACRIFICIAL.

“Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores.” (Romanos 5.8)

“Certamente ele tomou sobre si as nossas enfermidades e sobre si levou as nossas doenças, contudo nós o consideramos castigado por Deus, por ele atingido e afligido. Mas ele foi transpassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniquidades; o castigo que nos trouxe paz estava sobre ele, e pelas suas feridas fomos curados.” (Isaías 53.4,5)

Toda humilhação que Jesus sofreu até ser levado à cruz revela o valor do amor sacrificial de Deus por nós.

“A humilhação não é uma imposição de Deus, mas uma entrega voluntária de Jesus.”

O valor do amor sacrificial de Jesus através da sua humilhação é incalculável. É impossível estipular um valor para tão grande e inexplicável amor. Ele mesmo decidiu se entregar, Ele mesmo decidiu sofrer, Ele mesmo decidiu ser humilhado. O apóstolo Paulo, escrevendo aos Gálatas, fez a seguinte declaração: “A vocês, graça e paz da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo, que se entregou a si mesmo por nossos pecados a fim de nos resgatar desta presente era perversa, segundo a vontade de nosso Deus e Pai, a quem seja a glória para todo o sempre. Amém.” (Gálatas 1.3-5).

A humilhação de Jesus…

3. Mostra que uma MUDANÇA de vida é NECESSÁRIA.

“Foi desprezado e rejeitado pelos homens, um homem de tristeza e familiarizado com o sofrimento. Como alguém de quem os homens escondem o rosto, foi desprezado, e nós não o tínhamos em estima.” (Isaías 53.3)

Ao ouvirmos os relatos da sua humilhação precisamos nos posicionar e decidir: “NUNCA MAIS”. A ruína da nossa humanidade precisa ser percebida ao ouvirmos sobre a humilhação de Jesus e uma mudança de vida precisa ser desejada. A humilhação de Jesus deve constranger a nossa vida a ponto de gerar uma mudança significativa.

Conclusão:

A humilhação de Jesus não foi em vão. Ela deve gerar uma reflexão profunda sobre a maneira como temos vivido. Deus deseja que levemos em conta o alto preço da sua graça, o valor incalculável do seu amor sacrificial e a necessidade urgente de uma mudança de vida.

Rolar para o topo