Estudo 08 – Com Jesus na Crucificação

Estudo 08 – COM JESUS NA CRUCIFICAÇÃO
Semana de 10 a 16 de abril de 2022
Clique aqui e faça o download do estudo em PDF

“Então lhe deram vinho misturado com mirra, mas ele não o bebeu. E o crucificaram. Dividindo as roupas dele, tiraram sortes para saber com o que cada um iria ficar. Eram nove horas da manhã quando o crucificaram. E assim estava escrito na acusação contra ele: O REI DOS JUDEUS.” (Marcos 15.23-26)

A morte de cruz era a forma de os romanos aplicarem a pena de morte. A pessoa morria de cãibras, asfixiado e com dores cruéis. A morte vinha por sufocação, esgotamento ou hemorragia. Na cruz, Jesus experimentou dor física, moral e espiritual. O que podemos aprender com as últimas palavras de Jesus em sua crucificação?

1. UMA PALAVRA DE PERDÃO. “Jesus disse: Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que estão fazendo” (Lucas 23.34). Da crua, Jesus olhou para os soldados que disputavam suas roupas, para os sacerdotes que se dirigiam a ele com desprezo, para a multidão que o insultava, para os ladrões à direita e à esquerda que dele zombavam e pediu ao Pai que eles fossem perdoados.

2. UMA PALAVRA DE SALVAÇÃO. “Jesus lhe respondeu: Eu lhe garanto: Hoje você estará comigo no paraíso” (Lucas 23.43). Enquanto Jesus orava pelas pessoas que o crucificaram e escarneciam, um dos ladrões ouviu e ficou impressionado e envergonhado. Esse ladrão entendeu um pouco da essência de Jesus pediu para lembrar-se dele quando entrasse em Seu Reino. Jesus lhe respondeu garantindo que o ladrão estaria com ele no paraíso. Jesus, pregado na cruz, continuava buscando os que estavam perdidos. Aquele ladrão não conhecia as Escrituras, nem se uniu a uma igreja e nem teve a chance de consertar sua vida, mas conheceu quem era Jesus nos seus últimos instantes de vida e decidiu entregar a vida para Ele.

3. UMA PALAVRA DE AFEIÇÃO. “Quando Jesus viu sua mãe ali, e, perto dela, o discípulo a quem ele amava, disse à sua mãe: Aí está o seu filho, e ao discípulo: Aí está a sua mãe” (João 19.26,27). Pelo que sabemos, apenas um dos doze apóstolos estava aos pés da cruz: João. Enquanto Jesus agonizava na cruz, não pensava em si mesmo, mas em sua mãe. Jesus liberou uma palavra de afeição porque se preocupava com o bem-estar dela depois da sua morte. É uma cena linda que revela tanto a humanidade de Jesus quanto a profundidade de seu amor pela mãe e pelo discípulo que escolheu para cuidar dela.

4. UMA PALAVRA DE RENDIÇÃO. “Jesus bradou em alta voz: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito” (Lucas 23.46). Estas palavras de Jesus refletem a absoluta confiança que Ele tinha em Deus, o Pai. É uma oração de completa rendição. Quando a escuridão parece prevalecer em sua vida, é necessário ter fé para falar com Deus e render a vida a Ele. Rendição é entregar tudo pra Deus, os bons e maus momentos, os dias tristes e os dias de celebração, os tempos de saúde e os tempos de enfermidade. É deixar tudo nas mãos daquele que sabe cuidar da nossa vida infinitamente melhor que nós mesmos.

5. UMA PALAVRA DE VITÓRIA. “Jesus disse: Está consumado!” (João 19.30). Não foi um grito de abandono, mas um grito de vitória. Jesus havia completado o que veio fazer aqui. Um plano foi realizado. Um propósito foi cumprido. Quando ele morreu, tudo foi consumado. Com esse brado de vitória, a pessoa mais nobre que já caminhou nesta Terra deu o seu último suspiro. Aleluia!

CONCLUSÃO: A crucificação de Jesus é o cumprimento de todas as profecias que foram escritas sobre Jesus Cristo antes que viesse a morrer; o término do seu sofrimento; o objetivo da encarnação alcançado; a realização da expiação; a remissão dos nossos pecados; o cumprimento das exigências da lei; a satisfação da justiça divina e a destruição do poder de Satanás.

PARA REFLEXÃO: A crucificação de Jesus não foi um acidente, mas um plano divino cumprido à risca. Cristo veio para morrer. A morte sempre esteve em sua agenda. Qual é o impacto da crucificação de Jesus em sua vida?

PARA ORAÇÃO: Ore pedindo perdão a Deus por viver uma vida completamente fora dos seus padrões e que seu coração esteja sensível para absorver e praticar as lições da crucificação de Jesus.

PARA APLICAÇÃO: Ainda que você esteja vivendo os dias mais difíceis da sua vida, assim como Jesus, você pode liberar uma palavra de perdão, afeição, salvação, rendição e vitória. Deus ainda conta com você para que Seus propósitos sejam cumpridos na Terra.

JEJUM DA SEMANA (De 10 à 16/04): QUINTA SEMANA – REFRIGERANTE.

LEITURA DEVOCIONAL: Livro 24 horas que transformaram o mundo, Editora Vida – (Leitura do SEXTO capítulo)

Rolar para o topo