Controlando a Ira

INVESTINDO EM GRANDES RELACIONAMENTOS
CONTROLANDO A IRA | 07/08
mensagem pregada pelo Pr. Acyr Júnior
“Meus amados irmãos, tenham isto em mente: Sejam todos prontos para ouvir, tardios para falar e tardios para irar-se, pois a ira do homem não produz a justiça de Deus.” (Tiago 1.19-20)
“Irai-vos e não pequeis e não ponha o sol sobre a vossa ira…” (Efésios 4.26, AFC)
“Porque Deus não nos destinou para a ira.” (1ª Tessalonicenses 5.9)
A Ira é um intenso sentimento de raiva, ódio, rancor, um conjunto de fortes emoções e vontade de agressão geralmente derivada de causas acumuladas ou traumas. Pode ser visto como uma cólera e um sentimento de vingança, ou seja, uma vontade frequentemente tida como incontrolável dirigida a uma ou mais pessoas por qualquer tipo de ofensa ou insulto.
Ira é um sentimento mental e emotivo de conflito com o mundo externo ou consigo mesmo, que controlamos pouco e manejamos pior ainda, deixando-nos fora de nossas ações. A a ira pode refletir-se tanto contra os outros quanto em si próprio, dependendo da circunstância.
A ira é uma explosão forte de um sentimento ruim, proveniente de uma contrariedade, de uma desilusão, de um acontecimento inesperado e ruim, de uma inconformidade ou de uma culpa. Essa explosão, quando ocorre, faz o indivíduo perder a noção de seus atos, fazendo-o agir irracionalmente. Quando muito forte, a ira pode converter-se em ódio, o que faz a pessoa querer, pelo uso da razão, se vingar e compensar o que sente de ruim, sentindo prazer ao obter êxito.
A ira é um sentimento breve, enquanto o ódio pode durar até uma vida inteira. Apesar disso, num ataque de ira, pode-se cometer erros até mais graves que as vinganças movidas pelo ódio, tamanho seu poder de estimular os ímpetos maléficos de uma pessoa. E também a ira não tratada e eliminada evolui e traz muitos prejuízos.
A Bíblia que “O amor (…) não se ira facilmente…”. Quem ama pode ficar irado, mas isso é algo difícil de acontecer. Se o seu normal é ficar irado, você está fora do padrão bíblico, porque o amor não se ira facilmente. A Bíblia diz que há maneiras sábias de lidar com este sentimento. Eu e você somos capazes de controlar a ira. Mas como isso é possível?
Para controlar a ira…
1. Decida DOMINÁ-LA e não ser DOMINADO por ela
“O tolo dá vazão à sua ira, mas o sábio domina-se.” (Provérbios 29.11)
Deus deu a você, em sua formação biológica, a capacidade de irar-se. Ira não é necessariamente um pecado. Deus ficou irado. O problema é como dominar a ira. A ira bem dominada torna-se mais um recurso do que uma deficiência. Você não pode evitar a ira, mas pode aprender a dominá-la através da sua reação. Você precisa aprender a dominar seu temperamento.
Pare de dizer que não consegue e comece a dizer que você pode dominá-la. Pare de dar desculpas e justificativas para sua ira. Na verdade, você consegue dominar mais a sua ira do que você pensa. Decida dominar sua ira. Não deixe que ela o domine.
Para controlar a ira…
2. PENSE BEM antes de REAGIR
“O tolo mostra toda a sua raiva, mas quem é sensato se cala e a domina.” (Provérbios 29.11)
Não responda impulsivamente. Retardar, esperar é um grande instrumento para se controlar a ira. Conte até dez. respire fundo e refita bem antes de esboçar a sua reação. Dê a você mesmo algum tempo de parada, reflita e pense no assunto. Se você não para e pensa, vai fazer sempre a coisa errada. Você preciso refletir antes de reagir. Você precisa se habituar a quando começar a zangar, dar um passo atrás, esperar alguns minutos e olhar a situação do ponto de vista de Deus. A Bíblia diz:
“A sabedoria do homem lhe dá paciência.” (Provérbios 19.11)
Quando você ficar irado, antes de reagir impulsivamente, tente responder a seguinte pergunta: “Por que estou irado?”. Há, pelo menos, três causas para a ira: a dor, o medo e a frustração. Quando fico zangado, preciso parar e analisar qual das três é a causa principal. Estou sentindo dor? Estou com medo, ameaçado, que vou perder algo ou alguém do meu relacionamento? Ou estou frustrado? Em quaisquer destas opções, você precisa pensar bem antes de reagir para que seja capaz de controlar a sua ira.
Para controlar a ira…
3. Expresse sua INDIGNAÇÃO de forma APROPRIADA
“Quando vocês ficarem irados, não pequem. Apaziguem a sua ira antes que o sol se ponha, e não deem lugar ao Diabo.” (Efésios 4.26-27)
Toda ira é pecaminosa? Não. Deus fica irado e deu ao homem a mesma capacidade. Mas há formas certas e erradas de ficar irado.
Há formas construtivas e destrutivas de ira. Existe a ira apropriada e a ira não apropriada. Você precisa aprender a expressar sua ira de forma apropriada. Se você ficar com raiva, não deixe que isso o faça pecar. Muitas pessoas expressam sua ira de uma maneira tão terrível que ficam mais distantes do seu objetivo do que quando estavam sem ira. O efeito produzido é o contrário do resultado esperado.
Explodir com as pessoas nunca produz mudanças duradouras, só produz mais ira e alienação. Embora saibamos disto, continuamos do mesmo jeito. Porém, isso não produz resultados eficientes; e o problema é que isso não adianta. Quando tenho uma crise de ira, isso só me faz ficar mais irado. Uma crise de ira sempre causa outra crise de ira que sempre retorna com violência. A lei da semeadura é líquida e certa: aquilo que eu planto, eu colho. Por isso, devo expressar minha indignação de forma apropriada, que seja capaz de promover a reconciliação.
Para controlar a ira…
4. Decida TRANSFORMAR a sua MENTE
“Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.”  (Romanos 12.2)
A forma como você age é determinada pela forma como você pensa. A maneira como você sente é determinada pela maneira como você pensa. Se você quer mudar a maneira como você age, você precisa mudar a maneira como você pensa. Se você age com ira é porque está sentindo ira. Tenho sentimentos de ira dentro de mim. Tenho esses sentimentos de ira porque decido ter pensamentos de ira.
Se quero mudar um padrão habitual – mau humor, explosão, crítica – então eu preciso de algum tipo de recondicionamento mental. Por isso, a Bíblia nos ensina a decidir pela transformação da mente. É só dessa maneira que podemos desfrutar da boa, agradável e perfeita vontade de Deus.
Quando você entende o quanto Deus o ama e a segurança que há em Cristo, o quanto você é importante para Ele, sua irritabilidade vai diminuir. Isso tem mais a ver com a sua autoimagem e o que Deus diz a seu respeito do que com o que você acha de si mesmo. É por isso que você precisa decidir pela transformação da sua mente. Se o mundo estragou você, deixe Deus consertá-lo da maneira dele, inclusive por meio de novos relacionamentos. Controle sua ira decidindo transformar a sua mente. Ao invés de experimentar desgosto, você vai experimentar o melhor que Deus tem lhe reservado.
Para controlar a ira…
5. Construa RELACIONAMENTOS com gente PACIENTE
“Não se associe com quem vive de mau humor, nem ande em companhia de quem facilmente se ira; do contrário você acabará imitando essa conduta e cairá em armadilha mortal.” (Provérbios 22.24-25)
A ira é contagiosa? Sim. Você pode ser contaminado por alguém com ira? Certamente. Mesmo sendo uma situação em que eles fazem muito barulho e você também? Que está acontecendo? Há uma transferência de energia. É contagioso.
A dica para você controlar a ira é: construa relacionamentos com gente paciente. Escolha amigos que o levem a viver uma vida alegre e positiva. Afaste-se dos murmuradores, dos caluniadores, dos críticos de plantão, das pessoas que vivem sempre iracundas. Construa relacionamentos que o façam viver o melhor de Deus e não o pior do Diabo.
Relacionamentos sadios são pontes, nunca obstáculos. Relacionamentos sadios são remédio para nossas dores, odres para nossas lágrimas, descanso para nossas lutas e calmaria para nossos ataques de ira. Tem gente paciente, gente de Deus, à espera do seu relacionamento.
Conclusão:
Para terminar, quero usar um texto escrito por Tito, que nos ensina a encontrar a liberdade que precisamos quando a ira bate na porta da história da nossa vida:
“Lembre a todos que se sujeitem aos governantes e às autoridades, sejam obedientes, estejam sempre prontos a fazer tudo o que é bom, não caluniem ninguém, sejam pacíficos, amáveis e mostrem sempre verdadeira mansidão para com todos os homens.” (Tito 3.1-2)
Para encontrar a liberdade na hora da ira…

  • Conviva bem com as AUTORIDADES constituídas

“Lembre a todos que se sujeitem aos governantes e às autoridades…”

  • Seja OBEDIENTE

“… Sejam obedientes…”

  • Torne-se uma pessoa BONDOSA

“… Estejam sempre prontos a fazer tudo o que é bom…”

  • Fale sempre a VERDADE

“… Não caluniem ninguém…”

  • Cultive a PAZ

“… Sejam pacíficos…”

  • Seja uma pessoa AMOROSA e cultive a MANSIDÃO

“… Amáveis e mostrem sempre verdadeira mansidão para com todos os homens.”

O MELHOR DA VIDA É SER LIVRE!

Isso acontece quando permitimos que Cristo cresça na nossa vida e que nós diminuamos. Quanto temos mais de Cristo em nós do que a nossa própria existência, conseguimos controlar a nossa ira de acordo com o padrão divino. Lembre-se que o amor não se ira facilmente!

 

Rolar para o topo