De Volta à Casa do Pai

DE VOLTA À CASA DO PAI

mensagem pregada pelo Pr. Acyr Júnior

“… Um homem tinha dois filhos. O mais novo disse ao seu pai: Pai, quero a minha parte da herança. Assim, ele repartiu sua propriedade entre eles. Não muito tempo depois, o filho mais novo reuniu tudo o que tinha, e foi para uma região distante; e lá desperdiçou os seus bens vivendo irresponsavelmente. Depois de ter gasto tudo, houve uma grande fome em toda aquela região, e ele começou a passar necessidade. Por isso foi empregar-se com um dos cidadãos daquela região, que o mandou para o seu campo a fim de cuidar de porcos. Ele desejava encher o estômago com as vagens de alfarrobeira que os porcos comiam, mas ninguém lhe dava nada. Caindo em si, ele disse: Quantos empregados de meu pai têm comida de sobra, e eu aqui, morrendo de fome! Eu me porei a caminho e voltarei para meu pai, e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e contra ti. Não sou mais digno de ser chamado teu filho; trata-me como um dos teus empregados. A seguir, levantou-se e foi para seu pai. Estando ainda longe, seu pai o viu e, cheio de compaixão, correu para seu filho, e o abraçou e beijou. O filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e contra ti. Não sou mais digno de ser chamado teu filho. Mas o pai disse aos seus servos: Depressa! Tragam a melhor roupa e vistam nele. Coloquem um anel em seu dedo e calçados em seus pés. Tragam o novilho gordo e matem-no. Vamos fazer uma festa e comemorar. Pois este meu filho estava morto e voltou à vida; estava perdido e foi achado. E começaram a festejar.” (Lucas 15.11-24)

“O mundo é o lugar onde você pensa que a felicidade estará disponível para você sem a presença de Deus.”

O pecado afasta o homem de Deus. O pecado só traz degradação. O melhor de tudo é que a história desse jovem não terminou na lama. Depois de chegar no estágio mais triste e vergonhoso, ele toma algumas decisões que mudam completamente a sua vida. Quais foram as resoluções desse jovem? O que ele fez quando percebeu que não dava mais para viver daquela maneira que ele estava vivendo?

Primeira Resolução
Ele RECONHECEU o seu estado de MISÉRIA longe da casa do Pai.

“Caindo em si, ele disse: Quantos empregados de meu pai têm comida de sobra, e eu aqui, morrendo de fome!” (Lucas 15.17)

Toda restauração começa quando somos capazes de reconhecer que longe do Pai, da sua casa e da sua presença, tudo o que podemos experimentar é escassez, fome, desgraça, miséria. Não existe abundância longe do Pai. Não existe abastança longe de Deus. O jovem reconheceu que até mesmo os empregados do seu pai tinham comida de sobra, tinham abundância.

Segunda Resolução
Ele ARREPENDEU-SE dos PECADOS cometidos longe da presença do Pai.

“Eu me porei a caminho e voltarei para meu pai, e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e contra ti. Não sou mais digno de ser chamado teu filho; trata-me como um dos teus empregados.” (Lucas 15.18,19)

Você pode até reconhecer seu estado de miserabilidade total longe da casa do Pai e ainda assim não se arrepender do que fez. Mas, dentro do processo de restauração, cura e salvação, você precisa se arrepender dos pecados que você cometeu longe da presença do Pai. O jovem arrependeu-se dos pecados que cometeu longe da casa do Pai.

Terceira Resolução
Ele DECIDIU imediatamente VOLTAR para os braços do Pai.

“A seguir, levantou-se e foi para seu pai…” (Lucas 15.20)

Há pessoas que reconhecem a miséria que estão vivendo longe da casa do Pai, arrependem-se dos pecados que cometerem longe da presença do Pai, mas, ainda assim, não tomam uma decisão de voltarem imediatamente para os braços do Pai. Essa decisão é definitiva. Sem ela, nada muda em sua vida! O jovem decidiu imediatamente voltar para a casa do Pai. Ele se levantou rapidamente e fez o que precisava ser feito.

Conclusão:

O Pai da parábola contada por Jesus estava sempre à espera do filho que havia deixado a sua casa. Deus é o Pai dessa parábola que espera a volta dos filhos que deixaram sua casa. Quem é esse Deus? Quem é esse Pai?

1. Deus é Pai que NÃO DESISTE de você.

“… Estando ainda longe, seu pai o viu…” (Lucas 15.20)

Assim como Pai da parábola, Deus já está vendo você voltando para casa do Pai. Ele não abre mão da sua vida. Ele não desiste de você. Ele não se cansa de esperar o seu retorno. Antes de encontrar o pai, foi o pai que encontrou o filho.

2. Deus é Pai que dá uma OPORTUNIDADE a você.

“… e, cheio de compaixão, correu para seu filho, e o abraçou e beijou.” (Lucas 15.20)

Sua compaixão, sua corrida para seu filho, seu abraço e seu beijo revelam que que esse Pai estava dando mais uma oportunidade ao seu filho. Antes de confessar seu pecado ao pai, o pai já o havia abraçado e beijado. O fato de você estar aqui hoje revela mais uma oportunidade que Deus está lhe dando para voltar para seus braços.

3. Deus é Pai que PERDOA e RESTAURA você.

“O filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e contra ti. Não sou mais digno de ser chamado teu filho. Mas o pai disse aos seus servos: Depressa! Tragam a melhor roupa e vistam nele. Coloquem um anel em seu dedo e calçados em seus pés.” (Lucas 15.21,22)

O filho é surpreendido ao retornar. Quando termina sua confissão, o pai já estava pronto para perdoá-lo e restaurá-la à sua condição de filho. Ele foi honrado com roupas novas, recebido com a autoridade de filho, presenteado com um anel no dedo e declarado um homem livre com sandálias nos pés. Deus tem pressa em perdoar e restaurar você. Ele tem roupas novas, um anel para seu dedo e sandálias novas para seus pés.

4. Deus é Pai que CELEBRA a sua VOLTA para casa.

“Tragam o novilho gordo e matem-no. Vamos fazer uma festa e comemorar. Pois este meu filho estava morto e voltou à vida; estava perdido e foi achado. E começaram a festejar.” (Lucas 15.23,24)

O novilho cevado era cuidadosamente tratado e preparado para uma ocasião especial de celebração. A volta do filho para casa foi a ocasião especial de grande celebração. O pai fez uma festa para o filho que voltou. Hoje tem uma festa preparada para sua volta à casa do Pai.

Preste atenção: quando voltou para casa, o filho encontrou os braços abertos do Pai, a casa do Pai preparada para ele e uma grande festa que começou por causa do seu retorno. É exatamente assim que acontece com aqueles que decidem voltar à casa do Pai. O que você precisa fazer hoje para ter um encontro com Jesus e voltar para a casa do Pai?
• RECONHEÇA o seu estado de MISÉRIA longe da casa do Pai.
• ARREPENDA-SE dos PECADOS cometidos longe da presença do Pai.
• DECIDA imediatamente VOLTAR para os braços do Pai.

Rolar para o topo