Desafios do Crescimento

DESAFIOS DO CRESCIMENTO
mensagem pregada pelo Pr. Acyr Júnior
“Certo dia, os discípulos dos profetas procuraram Eliseu e disseram: como você sabe, o lugar em que estamos está ficando muito pequeno para todos nós. Deixe-nos ir até o Jordão, de onde cada um de nós poderá trazer um tronco para construir um lugar mais espaçoso. Eliseu disse: podem ir. Um deles disse: não quer ir conosco? Eliseu prontificou-se: por que não? Ele os acompanhou. Chegaram ao Jordão e começaram a cortar as árvores. Um deles cortava a madeira, quando o machado escapou do cabo e caiu no rio. Ele exclamou: ah, meu senhor! Justo o machado que era emprestado! O homem de Deus disse: onde ele afundou? O moço mostrou o lugar. Eliseu cortou um galho e atirou no local em que o ferro tinha afundado. O machado flutuou. Eliseu disse: pode pegar. O moço retirou o machado da água.” (2º Reis 6.1-7 AM)
A vida se inicia pelo nascimento do ser vivo e se encerra com a sua morte, mas esse espaço que fica entre o início e o final possui algumas divisões, que são as chamadas fases da vida. Cada fase da vida apresenta seus desafios!
Na fase da infância, que vai do nascimento até os onze anos de idade, tudo é novo. Os desafios são muitos, tais como: falar, andar, estudar, comportar-se, a descoberta do mundo e a. interação com as pessoas. Nesta fase, há uma completa dependência dos pais ou dos responsáveis.
Na fase da adolescência, que vai dos doze aos vinte anos de idade, os desafios começam na transformação do corpo e da mente. Outros desafios desta fase envolvem o namoro, novas etapas de estudo e ingresso na universidade. É uma fase de transição entre a infância e a fase adulta.
A fase adulta tem seu início a partir dos vinte e um anos de idade. Nesta fase, os desafios são muitos: as responsabilidades aumentam, muitos estão à procura de um emprego, outros já estão empregados e estabilizados. Nesta fase, muitas metas e objetivos são traçados, como casar, construir família e tentar organizar o futuro de acordo com o que desejam.
A fase da velhice, também conhecida como terceira idade, também tem os seus desafios. O corpo e a mente passam a ter algumas variações, os cabelos começam a ficar brancos, a pele vai ficando enrugada, os músculos começam a enfraquecer e alguns problemas de saúde começam a surgir.
Todos esses desafios, desde a infância até a terceira idade, precisam ser vencidos para que haja crescimento e amadurecimento necessários a todos os seres humanos. Na vida espiritual, não é diferente! Todos aqueles que entregaram suas vidas a Jesus e nasceram de novo, precisarão vencer muitos desafios para crescerem espiritualmente.
No texto que lemos, percebemos que os discípulos dos profetas estavam enfrentando um desafio: o lugar onde eles se reuniam estava muito pequeno. Eles precisavam construir acomodações maiores. E, se havia essa necessidade, era porque eles estavam experimentando crescimento! O crescimento espiritual não é natural, é necessário ter visão espiritual e desejo de crescer. O crescimento espiritual não é automático, é preciso ação e determinação para crescer. Alguém disse o seguinte:

“O crescimento espiritual não é normal, é sobrenatural, é um milagre na vida de quem confia em Deus.”

Todos nós precisamos crescer. É certo que muitos obstáculos precisarão ser ultrapassados, muitas dores e sofrimentos precisarão ser suportados, muitos desafios precisarão ser vencidos. Então, o que podemos aprender com essa escola de profetas a respeito do desafio do crescimento?
Os desafios do crescimento envolvem…
1. A INCIATIVA de uma MUDANÇA
“Certo dia, os discípulos dos profetas procuraram Eliseu e disseram: como você sabe, o lugar em que estamos está ficando muito pequeno para todos nós. Deixe-nos ir até o Jordão, de onde cada um de nós poderá trazer um tronco para construir um lugar mais espaçoso. Eliseu disse: podem ir.” (v.1-2)
O ministério e os milagres de Eliseu trouxeram grandes adesões à escola de profetas. Não se sabe ao certo se o lugar se refere àquele onde a comunidade profética habitava, a um espaço específico para reuniões ou às casas da região. Independente de onde fosse, o local em questão parecia ser inadequado. Aquele ambiente não mais atendia a demanda dos alunos daquela escola.
Prontamente, os discípulos dos profetas procuraram Eliseu e propuseram a ele uma mudança. Eles precisam de um espaço maior, mas não ficaram contando com soluções externas. Eles queriam vencer aquele desafio e, para que isso fosse possível, tomaram a iniciativa de uma mudança.
Quais são as coisas que estão atrapalhando o seu crescimento espiritual? Você consegue enxergar aquilo que precisa ser mudado para que você possa crescer espiritualmente? Que coisas Deus já lhe pediu que não fizesse mais e você continua fazendo? O apóstolo Paulo, escrevendo aos crentes de Éfeso, os desafiou a tomarem a iniciativa de uma mudança radical na sua maneira de viver:
“Vocês costumavam roubar para levar vantagem? Não façam mais isso. Arrumem um emprego decente, até mesmo para poder ajudar os que não têm condições de trabalhar. Tenham cuidado com a maneira de falar. Nunca saia da boca de vocês nenhuma besteira ou baixaria. Falem apenas o que é útil e que ajude os outros! Cada palavra de vocês deve ser um presente. Não entristeçam a Deus. […] Nada de conversa profana, difamadora e nociva. Sejam gentis e sensíveis ao próximo. Perdoem-se uns aos outros assim como Deus em Cristo os perdoou – perdão total e incondicional.” (Efésios 4.28-32)
Se aqueles discípulos dos profetas não tivessem tomado a iniciativa, continuariam apertados em um ambiente pequeno, sem a possibilidade de crescimento. Assim também somos nós. Se não tomarmos a iniciativa de uma mudança radical em nossa forma de viver de maneira urgente, nunca vamos experimentar o crescimento que Deus, o Pai, tanto deseja para os seus filhos.

“No crescimento espiritual é necessário ter visão para ir além do que já existe e do que se vê.”

Os desafios do crescimento envolvem…
2. A VITÓRIA sobre o ORGULHO
“… Eliseu disse: podem ir. Um deles disse: não quer ir conosco? Eliseu prontificou-se: por que não? Ele os acompanhou. Chegaram ao Jordão e começaram a cortar as árvores.” (v.2-4)
Os discípulos dos profetas poderiam ter feito tudo sozinhos, mas eles dividiram a ideia com o grupo e convidaram o profeta Eliseu para unir-se no projeto de crescimento. Eles reconheceram a experiência de Eliseu e o quanto ele poderia ser útil no desafio que tinham pela frente! Para crescer espiritualmente, precisamos uns dos outros. Ninguém consegue crescer sozinho. Precisamos de Deus, precisamos dos nossos líderes espirituais e precisamos dos nossos irmãos. Crescimento denota relacionamento.
Interessante que, quando surgiu um problema, foi notória a submissão dos discípulos dos profetas e a autoridade de Eliseu. Satanás odeia quando você se submete a Deus e busca o crescimento, e ele vai fazer de tudo para que você permaneça na sua posição de soberbo, aquele que sabe tudo e que não precisa de Deus e de ninguém para vencer na vida. Quem avança sozinho na vida cristã esfria sua devoção rapidamente como uma brasa isolada do braseiro se apaga. Quem avança sem a orientação de um líder espiritual enfrenta problemas desesperadores e precisará do auxílio de um servo de Deus. Não tente crescer sozinho, isso será impossível! Deixe o orgulho de lado, seja humilde, aprenda com Deus e com as pessoas. Preste atenção na orientação deixada pelo sábio:
“O temor do Eterno é uma escola de vida prática – primeiro aprende a humildade e depois experimenta a glória.” (Provérbios 15.33)

“Só experimenta a glória aquele que aprendeu a ser humilde!”

Os desafios do crescimento envolvem…
3. A CONFIANÇA em DEUS em meio aos PROBLEMAS
“Chegaram ao Jordão e começaram a cortar as árvores. Um deles cortava a madeira, quando o machado escapou do cabo e caiu no rio. Ele exclamou: ah, meu senhor! Justo o machado que era emprestado! O homem de Deus disse: onde ele afundou? O moço mostrou o lugar. Eliseu cortou um galho e atirou no local em que o ferro tinha afundado. O machado flutuou. Eliseu disse: pode pegar. O moço retirou o machado da água.” (v.4-7)
Cortar árvores com machado já é desafiador, perder um machado – que era uma ferramenta rara e cara na época – é um problema, pior ainda quando o machado é emprestado. Os discípulos dos profetas estavam fazendo a coisa certa, com a aprovação e a presença do profeta de Deus, e mesmo assim tiveram problemas. Um dos discípulos logo procurou o profeta e relatou o problema, confiando que o homem de Deus traria uma solução. E foi isso que aconteceu! O homem de Deus pediu que lhe mostrasse o lugar onde o machado havia afundado, fez o machado flutuar e resolveu aquele problema.
No desafio do crescimento, você vai enfrentar muitos problemas, com certeza. Porém, o desafio é vencido quando se confia em Deus em meio aos problemas. Ele não prometeu e nem promete uma solução para os seus problemas, mas Ele promete estar com você, fortalecendo, confortando, orientando, consolando e ajudando. Davi mostrou toda sua confiança em Deus em meio aos problemas quando escreveu o seguinte:
“Mesmo que a estrada atravesse o vale da morte, não vou sentir medo de nada, porque caminhas do meu lado. Teu cajado fiel me transmite segurança.” (Salmo 23.4 AM)
Enquanto você cresce, muitos problemas aparecem. Porém, quanto mais problemas, mais manifestação da presença poderosa e operosa de Deus em sua vida. Você poderá enfrentar frustrações, mas Deus nunca irá frustrá-lo. Você poderá enfrentar perdas, mas Deus nunca o deixará na escassez. Você poderá sentir-se sozinho, mas Deus nunca o abandonará. O profeta Isaías deixou uma mensagem de confiança para sua vida:
“Mas agora esta é a mensagem do Eterno, do Deus que fez você, Jacó, daquele que o formou no início, Israel: não tenham medo, eu os redimi. Eu os chamei pelo nome. Vocês são meus. Quando estiverem atolados até o pescoço em problemas, estarei lá com vocês. Quando estiverem atravessando águas profundas, vocês não se afogarão. Quando estiverem entre a cruz e a espada, não será um beco sem saída, porque eu sou o Eterno, o seu Deus pessoal, o Santo de Israel, seu Salvador.” (Isaías 43.1-3 AM)
Não desista de crescer, porque Deus não desistiu de você! Ele está pronto para socorrê-lo em qualquer situação. Ele nunca falhou, nunca falha e nunca falhará. Ele é o Deus de ontem, de hoje e será eternamente! Espere somente no Senhor e você vai voar alto no desafio de crescer:
“Mas os que esperam no Eterno renovam as suas forças. Abrem as asas e voam alto como águias, correm e não se cansam, andam e não ficam exaustos.” (Isaías 40.31 AM)
Perder o machado pode significar perder o elemento essencial para seguir o plano de Deus. Perder o machado pode significar perder a capacidade de avançar na vida espiritual. Perder o machado pode significar perder a esperança, a alegria e o entusiasmo diante dos problemas. O seu machado afundou? Deus está aqui. Se você confiar nele, pode ser que ele restitua o próprio machado, pode ser que ele lhe dê um novo machado e poder ser que ele não faça nada a respeito desse machado. Mas de uma coisa eu tenho certeza: se ele está aqui e se você confia nele, algo sobrenatural está para acontecer em sua vida!

“Os que confiam em Deus em quaisquer circunstâncias, transformam histórias de problemas em histórias de milagres!”

Conclusão:
Crescer é difícil, dói, dá trabalho, tem obstáculos, tem investimento, mas pergunte a quem já avançou no crescimento se ele deseja retroceder? Tenho plena certeza de que sua resposta será negativa. Não se cresce sem esforço, sem luta, sem suor, sem trabalho. Mas a recompensa é certa para aqueles que vencem o desafio do crescimento. É por isso que os desafios do crescimento envolvem…
1. A INCIATIVA de uma MUDANÇA
“Esteja disposto a mudar o que precisa ser mudado”
2. A VITÓRIA sobre o ORGULHO
“Seja humilde e reconheça o valor de Deus e das pessoas”
3. A CONFIANÇA em DEUS em meio aos PROBLEMAS
“Dependa de Deus em quaisquer circunstâncias da vida”

 

Rolar para o topo