Deus Sara Essa Nação (01/11/2015 – manhã)

DEUS SARA ESSA NAÇÃO
mensagem pregada pelo Pr. Marcelo Coelho Fernandes
O Brasil precisa de cura. A nossa nação está atravessando um tempo de crise. Entretanto, a nossa maior crise não é política e nem econômica. A nossa maior crise é moral. Nosso país é conhecido como o país do carnaval, povo do samba, país do futebol. Mas este encantador país está envergado sob o peso de seus pecados.
Vivemos a trágica realidade de ver que o Brasil é o campeão mundial no consumo de cachaça, é o segundo maior consumidor de tabaco, é o terceiro no ranking mundial no contágio de AIDS. Somos o país de 15 milhões de homossexuais, de 4 milhões de aborto por ano, da televisão mais promíscua do planeta. Somos o povo que assiste a destruição dos valores morais, a rebeldia dos filhos contra os pais, a prática crescente do sexo no namoro, o índice escandaloso de separações e divórcios por motivos fúteis.
Somos um povo que vê o crescimento acelerado de motéis nas cidades e estradas, verdadeira prostituição estabelecida. Somos o povo que vê a degradação moral da família. Somos o povo que vê assustado o índice alarmante de crimes, assaltos, estupros, sequestros, arrombamentos e toda sorte de delinquência crescendo, tornando as nossas cidades em campo de guerra e em palco de medo e horror.
Somos o povo que vê os traficantes dominando cidades inteiras, exercendo um governo paralelo, conspirando contra toda autoridade constituída, escravizando nossa juventude com este mortal ácido do inferno. Somos o povo que está assistindo o país atravessar uma grande crise política. Mais do que uma crise de desemprego e recessão, de sucateamento da saúde e greves generalizadas, desestabilizando a nação; mais do que uma crise econômica, estamos atravessando uma crise ética, especialmente por parte dos nossos líderes.
Nosso povo está com a esperança morta. Nós, os brasileiros, estamos atordoados pela dominadora crise moral que se abateu sobre a nação. Há uma inquietação perturbadora nos corredores do poder. Muitos dos nossos representantes políticos estão num profundo atoleiro moral, num charco de lama.
Nosso parlamento está corrompido, nossas instituições abaladas, nossa credibilidade moral destruída. A ganância insaciável, a imoralidade e o senso de impunidade produziram um esquema de corrupção vergonhoso em nossa nação. O dinheiro que deveria socorrer os aflitos, construir escolas, hospitais e promover o desenvolvimento da nação é desviado para paraísos fiscais ou para contas bancárias de pessoas que se servem do poder, para se enriquecerem.
Diante deste quadro caótico, precisamos nos posicionar como igreja e servos de Deus. Nossa nação está caída e doente. Ela precisa de cura. Ela precisa se voltar para Deus. Olhando para as Escrituras Sagradas encontramos Deus fazendo uma promessa ao povo de Israel, na inauguração do templo construído por Salomão, que continua sendo válida para o povo de Deus, até hoje:
“Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” (2° Crônicas 7.14)
Este verso bem conhecido afirma requisitos de Deus para sarar a nossa nação. Enquanto essa promessa foi originalmente dada ao Rei Salomão com respeito ao povo de Israel, é certamente aplicável a todos os que invocam o Senhor em arrependimento e fé. Este versículo é uma alta expressão da vontade de Deus para ouvir as orações de um povo arrependido e que deseja ver a sua nação sarada por Ele.
Aqui, Deus relaciona as doenças da terra com o pecado do povo. Ele prometeu que a nação de Israel receberia a cura, caso mudasse a sua condição espiritual. Desta forma, a cura divina para a nação está condicionada a quatro atitudes do povo. Quais são essas atitudes?
Para Deus sarar a nação…
1. HUMILHE-SE na presença dele
“Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar…”
Humilhar-se é o ato de esvaziamento da soberba e do orgulho. É o primeiro passo na caminhada de volta para Deus e de permanência na sua presença.
“Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes. Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao Diabo, e ele fugirá de vós… Humilhai-vos na presença do Senhor e ele vos exaltará.” (Tiago 4.6-10)
É impossível alguém relacionar-se com Deus e receber dele algum benefício sem passar pela experiência da humildade.
Para Deus sarar a nação…
2. ORAR é preciso
“Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar…”
É por isso que estamos nos mobilizando para um tempo de oração pela nação. Orar é preciso. Devemos interceder por todos os cidadãos do nosso país não apenas para as nossas necessidades pessoais. O estado da nossa nação é uma evidência de que precisamos orar por intervenção divina. Corrupção, violência, imoralidade, bem como a desagregação das famílias são apenas alguns dos problemas que o nosso país enfrenta neste momento.
Ore para zerar a corrupção. Ore para zerar as leis que são contra os valores e princípios de Deus. Ore para zerar as injustiças sociais. Ore por um avivamento nesta nação, ore por famílias fortes e restauradas. Ore por pais piedosos e honestos. Ore por governantes que sejam comprometidos com o povo e não opressor desse povo. Em circunstâncias difíceis como as de hoje, precisamos estar altamente motivados para clamar a Deus, confiante de que Ele deseja trabalhar a nosso favor.
“Os justos clamam, e o Senhor os ouve, e os livra de todas as suas angústias…” (Salmo 34.17)
“Então, me invocareis, passareis a orar a mim, e eu os ouvirei.” (Jeremias 29.12)
Para Deus sarar a nação…
3. É necessário BUSCAR o Senhor
“Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar,…”
Buscar o Senhor é procurá-lo pessoalmente. O salmista diz:
“Buscai o Senhor e o seu poder; buscai perpetuamente a sua presença.” (Salmo 105.4)
No entanto, não é uma busca de qualquer jeito. A bíblia diz que devemos buscá-lo de todo o coração:
“Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração.” (Jeremias 29.13)
O profeta Isaías diz:
“Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.” (Isaías 55.6)
Nessa busca temos duas razões motivadoras para não desistir: ele pode ser achado e ele está perto.
Para Deus sarar a nação…
4. É preciso CONVERTER-SE dos seus maus caminhos
“Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos…”
Conversão é o ato de converter, converter é mudar de direção, intenção, de pensamentos a fim de afastar-se do pecado para agradar a Deus e praticar o que é justo. A conversão é uma atitude essencial para alcançar o favor e a graça de Deus. Porém, essa conversão envolve mudança de pensamento acompanhada pela mudança de comportamento.
Deus não resiste a um coração contrito e quebrantado diante de sua presença reconhecendo suas fraquezas e suplicando por perdão. O perdão Divino é para todos aqueles que sentem sua necessidade e buscam pela absolvição da culpa do pecado.
“Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar todos os pecados e nos purificar de qualquer injustiça.” (1ª João 1.9)
“Quem esconde os seus pecados nunca prosperará; mas quem os confessa e os abandona será perdoado.” (Provérbios 28.13)
Conclusão:
Eu creio que Deus pode sarar a nossa nação. E, de acordo com o texto que lemos no início desta mensagem, se cumprirmos os requisitos exigidos por ele, vamos colher os frutos das suas promessas. Que promessas são essas?
1. Deus OUVIRÁ a nossa ORAÇÃO
“… então eu ouvirei dos céus…”
2. Deus PERDOARÁ os nossos PECADOS
“… e perdoarei os seus pecados…”
3. Deus SARARÁ a nossa TERRA
“… e sararei a sua terra.”
Nesta promessa aprendemos que Deus tem um povo; que este povo tem uma terra; que a terra do povo de Deus está ferida por causa dos pecados do povo; e que Deus promete sarar a terra caso o povo se humilhe, ore, busca e se converta ao Senhor.

 

Rolar para o topo