Entrando em Campo para Aprender a Lidar com os Conflitos de Gerações (22/06/2014 – manhã)

ENTRANDO EM CAMPO PARA APRENDER A LIDAR COM OS CONFLITOS DE GERAÇÕES
mensagem pregada pelo Pr. Fernando Sanches (São José dos Campos – SP)
Texto Bíblico: Tiago 4:1-17
Todos nós sabemos muito bem que muitos dos problemas que acontecem dentro dos nossos lares surgem a partir dos conflitos de gerações. Porém, isso é inevitável. Esses conflitos nunca deixarão de existir. O segredo é aprender como lidar com esses conflitos para que eles não destruam o bom andamento das nossas famílias.
Para aprender a lidar com esses conflitos há necessidade de identificar quando eles surgem. É exatamente esse conteúdo que o texto base nos apresenta: a causa dos conflitos de gerações. Sabendo quando surgem esses conflitos, o próximo passo é aprender a lidar com eles.
Conflitos de geração surgem…
1. Quando confundimos a VONTADE DE DEUS com os NOSSOS DESEJOS
“De onde vêm as guerras e contendas que há entre vocês? Não vêm das paixões que guerreiam dentro de vocês? Vocês cobiçam coisas, e não as têm; matam e invejam, mas não conseguem obter o que desejam.” (Tiago 4:1-2a)
A consequência natural em desobedecer a vontade de Deus para realizar os nossos próprios desejos é o estabelecimento de um ambiente infértil, onde nada de bom nasce. Mais importante do que meus desejos são os desejos de Deus. Mais importante do que eu quero fazer é o que Deus quer fazer EM mim e ATRAVÉS de mim.
Conflitos de geração surgem…
2. Quando há FALTA DE DISCERNIMENTO do tempo em que vivemos
“Vocês vivem a lutar e a fazer guerras. Não têm, porque não pedem.” (Tiago 4:2b)
“Agora, prestai atenção, vós que dizeis: hoje ou amanhã iremos a tal cidade, lá passaremos um ano, negociaremos e teremos lucro. No entanto, não sabeis o que acontecerá no dia de amanhã. O que é a vossa vida? Sois como uma névoa que aparece por pouco tempo e logo se dissipa. Em vez disso, devíeis dizer: se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo. Mas vos orgulhais da vossa arrogância. Todo orgulho como esse é maligno. Portanto, aquele que sabe que deve azer o bem e não faz, comete pecado.” (Tiago 4:13-17)
Essa falta de discernimento gera comparações e competições, e, comparações e competições só servem para um propósito: deixar feridas abertas. Abrir mão da nossa glória é o caminho para a união das gerações.
Conflitos de geração surgem…
3. Quando há confundimos TRADIÇÃO com TRADICIONALISMO
“Pedis e não recebeis, porque pedis de modo errado, só para gastardes em vossos prazeres. Infiéis, não sabeis que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, quem quiser ser amigo do mundo se coloca na posição de inimigo de Deus. Ou pensais ser sem motivo que a Escritura diz: o Espírito que ele fez habitar em nós tem muito ciúme? Todavia, ele nos dá maior graça. Portanto, ele diz: Deus se opõe aos arrogantes, porém dá graça aos humildes. Assim, sujeitai-vos a Deus, e ele se achegará a vós. Pecadores, limpai as mãos, e vós, que sois vacilantes, purificai vosso coração. Entristecei-vos, lamentai e chorai. Que o vosso riso se transforme em lamento, e a vossa alegria em tristeza. Humilhai-vos diante do Senhor, e ele vos exaltará.” (Tiago 4:3-10)
Tradição é a fé viva dos que já morreram e tradicionalismo é a fé morta dos que ainda vivem. Vencemos os conflitos de gerações quando nos tornamos moldáveis, quando permitimos transformações, quando permitimos ajustes em nossa vida.
Conflitos de geração surgem…
4. Quando há confundimos DISCERNIMENTO ESPIRITUAL com espírito de “SER JUIZ”
“Irmãos, não falem mal uns dos outros. Quem fala contra o seu irmão ou julga o seu irmão, fala contra a Lei e a julga. Quando você julga a Lei, não a está cumprindo, mas está se colocando como juiz. Há apenas um Legislador e Juiz, aquele que pode salvar e destruir. Mas quem é você para julgar o seu próximo?” (Tiago 4:11-12)
Nosso espírito de “SER JUIZ” em todo o tempo sempre nos levará a conflitos ainda maiores. Porém, a reconciliação, o quebrantamento e o arrependimento sempre nos conduzirão a experimentar grandes coisas da parte de Deus.
“Eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e temível dia do Senhor; e ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos aos pais; para que eu não venha e fira a terra com maldição.” (Malaquias 4:5-6)
Conclusão:
Conflitos de geração surgem…

  1. Quando confundimos a VONTADE DE DEUS com os NOSSOS DESEJOS
  2. Quando há FALTA DE DISCERNIMENTO do tempo em que vivemos
  3. Quando há confundimos TRADIÇÃO com TRADICIONALISMO
  4. Quando há confundimos DISCERNIMENTO ESPIRITUAL com espírito de “SER JUIZ”

Como podemos administrar bem esses conflitos:

  • Fazendo apenas a vontade de Deus
  • Discernindo bem o tempo em vivemos
  • Perpetuando valores que aprendemos
  • Tendo discernimento espiritual

 

Rolar para o topo