Estabelecendo uma Amizade com Deus (15/08/2014 – sexta)

Uma Vida com Propósito
Semana – Você foi planejado para agradar a Deus
ESTABELECENDO UMA AMIZADE COM DEUS
mensagem pregada pelo Pr. Marcelo Coelho Fernandes
Deus quer ser o seu melhor amigo! Esta é a maior de todas as verdades: o Deus todo-poderoso anseia ser nosso amigo! O livro de Gênesis nos diz que no jardim do Éden, Adão e Eva desfrutavam de uma amizade íntima com Deus. Naquela época não havia rituais, cerimônias ou religião — apenas um simples e carinhoso relacionamento entre Deus e as pessoas que ele criou. Livres de culpas ou medos, Adão e Eva desfrutavam da presença de Deus, e Deus desfrutava de um relacionamento ideal com eles.
Entenda uma coisa! Fomos feitos para viver continuamente na presença de Deus, mas após a entrada do pecado no mundo, aquele relacionamento ideal e perfeito foi perdido. No entanto, Jesus mudou a situação. Quando pagou nossos pecados na cruz, o véu do Templo, que simbolizava nossa separação de Deus, foi rasgado de cima para baixo; indicando que o acesso direto a Deus estava novamente disponível.
Ao contrário dos sacerdotes do Antigo Testamento, que precisavam passar horas se preparando para encontrar com Deus, hoje podemos desfrutar da presença de Deus a qualquer instante. A Bíblia confirma essa verdade quando diz por intermédio do apóstolo Paulo:
“Podemos agora exultar em nosso maravilhoso relacionamento com Deus, tudo por causa do que nosso Senhor Jesus Cristo fez por nós, tornando-nos amigos de Deus.” (Romanos 5.11, NLT)
Estabelecer amizade com Deus só é possível por causa da graça de Deus e do sacrifício de Jesus na cruz.
“Tudo isso é feito por Deus, o qual, por meio de Cristo, nos transforma de inimigos em amigos dele.” (2 Coríntios 5.18a, NTLH)
Sendo assim, o que quer dizer o fato de Deus me querer como amigo? Olhando a Bíblia, aprendemos alguns segredos para estabelecer uma amizade com Deus.
Você estabelece amizade com Deus…
1. SEPARANDO um TEMPO para ESTAR com Ele
A amizade com Deus demanda tempo de convivência. Não tem como haver amizade profunda entre duas pessoas se elas não tiverem a oportunidade de passar tempo juntas. A amizade é construída a partir de um tempo de convivência. Certamente, pessoas que se encontram todos os dias têm um nível de amizade maior do que outras que se encontram apenas uma vez por semana. No relacionamento com Deus o mesmo acontece. Observe o texto de Marcos 3.14:
“Então escolheu doze homens para ficarem com ele e serem enviados para anunciar o evangelho.” (Marcos 3.14, NTLH)
Neste verso, está escrito que Jesus escolheu doze dentre os seus muitos discípulos para estarem constantemente com Ele. O Senhor entendia a importância do tempo de convivência para o estabelecimento de uma intima amizade. No que se refere a isso, a maneira prática que temos de nos tornar amigos íntimos de Deus é separando em nossa agenda um tempo para estar com Ele.
A isso chamamos de “momento a sós com Deus” ou “tempo devocional”. Sem isso, o crente não avança em seu relacionamento com Deus, ficando muito dependente das reuniões da igreja para crescer. Deus anseia ter esse tempo com cada um de nós para se revelar e se tornar conhecido.
Não tem como: se não houver investimento de tempo, nossa intimidade com Deus não se desenvolverá. É necessário, então, separarmos um momento diário para estar com o Senhor.
Você estabelece amizade com Deus…
2. PENSANDO em sua PALAVRA o dia todo
A segunda forma de estabelecer amizade com Deus é pensar na sua Palavra durante todo o dia. Isso se chama meditação, e a Bíblia nos encoraja a repetidamente meditar sobre quem Deus é, o que ele faz e o que ele diz. É impossível ser amigo de Deus sem saber o que esse amigo tem a nos dizer. Entenda! Não podemos amar a Deus a não ser que o conheçamos, e não podemos conhecê-lo sem conhecer a sua palavra. A Bíblia diz que Deus se revelou a “Samuel” por meio de sua palavra. E até hoje Ele se utiliza do mesmo método.
Embora você não possa passar o dia inteiro estudando a Bíblia, é possível pensar nela ao longo do dia, recordando os versículos que leu, ou memorizando-os, e refletindo sobre eles. No entanto, a meditação é frequentemente mal interpretada, como se fosse um ritual complicado e misterioso. Meditar é simplesmente concentrar os pensamentos. É uma habilidade que pode ser desenvolvida por qualquer pessoa em qualquer situação.
Exemplo: Quando você pensa repetidamente em determinado problema, isso é preocupação. Quando você pensa repetidamente na Palavra de Deus, isso é meditação.
Se você sabe se preocupar, então já sabe meditar! Basta que você desvie a atenção de seus problemas para os versículos bíblicos que aprendeu durante o seu tempo de meditação na Palavra de Deus. Quanto mais você meditar na Palavra de Deus, menores serão as suas preocupações. Quanto mais você meditar na palavra de Deus, mais você será intimo dele. Quanto mais você meditar na Palavra de Deus, mais você será amigo de Deus. Deus considerava Jó e Davi amigos íntimos pelo fato de eles valorizarem a palavra acima de qualquer outra coisa e meditarem nela o dia todo. Jó reconheceu:
“… Dei mais valor às palavras de sua boca do que ao meu pão de cada dia.” (Jó 23.12b, NVI)
Davi disse: “Como eu amo a tua lei! Medito nela o dia inteiro.” (Salmo 119.97, NVI)
Invista seu tempo na meditação da Palavra e torne-se amigo de Deus!
Você estabelece amizade com Deus…
3. TRATANDO o pecado com SERIEDADE
Quando se trata de desenvolver uma amizade intima com Deus, há um último item a ser abordado nesta mensagem que é de fundamental importância. Para que o nosso tempo de convivência e meditação com o Senhor “funcione” bem é necessário santidade. A Bíblia diz, em Isaías 59.1,2:
“Eis que a mão do SENHOR não está encolhida, para que não possa salvar; nem surdo o seu ouvido, para não poder ouvir. Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que vos não ouça.” (Isaías 59.1,2)
O pecado é uma barreira em nosso processo de construção de um relacionamento íntimo com Deus. De acordo com esses versos, quando há pecado… Os ouvidos de Deus ficam tampados. Seu rosto fica encoberto. Nosso relacionamento com Ele não flui, fica obstruído, emperrado. Deus é santo. Portanto, não tem como Ele interagir com o pecado. Há alguns outros versículos na Bíblia que falam sobre isso:
“O Senhor é amigo daqueles que o temem e lhes ensina as condições da aliança que fez com eles.” (Salmo 25.14, NTLH)
Aquele que teme ao Senhor (o que é igual a viver uma vida conforme a sua vontade) desfrutará da sua amizade.
“Pois o Senhor Deus detesta os que praticam o mal, mas é amigo dos que são corretos.” (Provérbios 3.32, NTLH)
Aquele que é santo em sua vida, que busca viver uma vida reta, é tratado por Deus como um amigo íntimo.
“Se dissermos que mantemos comunhão com ele e andarmos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade”. (1 João 1.6)
A comunhão com Deus não pode estar (e, de fato, não está) associada a uma vida de pecado. Sendo assim, trate o pecado em sua vida com seriedade. Não brinque com o pecado e não dê oportunidade a ele. Fuja das tentações! Resista ao diabo! Submeta-se a Deus! E se, por acaso, você cair, não fique no chão se lamentando. Corra para o Senhor, confesse o seu pecado, receba o perdão e a purificação, e busque o arrependimento. Pior do que cair é permanecer caído.
Conclusão:
A intimidade com Deus, assim como em qualquer outro relacionamento, é estabelecida a partir da prática de alguns princípios.
Na mensagem de hoje, vimos como é fundamental um tempo de CONVIVÊNCIA, MEDITAÇÃO e SANTIDADE para crescermos em nossa relação com o Senhor. Não há nada — absolutamente nada — mais importante do que desenvolver uma amizade com Deus. Esse é o relacionamento que durará para sempre.
“Aproximem-se de Deus, e ele se aproximará de vocês!” (Tiago 4.8)
 

Rolar para o topo