Flechas nas Mãos do Pai

FLECHAS NAS MÃOS DO PAI
mensagem pregada pela Pra. Tatiana Ramos
“Ouçam, vastas ilhas, prestem atenção, povos distantes: O Eterno me pôs em ação desde o dia do meu nascimento. No momento em que entrei no mundo, ele me chamou. Ele me municiou com palavras penetrantes. Manteve sua mão sobre mim, para me proteger. Fez de mim sua flecha calibrada e me escondeu em sua aljava. Ele me disse: Você é meu servo amado, Israel, por meio de quem brilharei.” (Isaías 49.1-3)
Vários significados estão presentes na simbologia da flecha: conquista, ruptura, destino, conhecimento, defesa. Flecha caracteriza a ultrapassagem, ou a superação, e logo, a conquista. O símbolo em uma cultura diz muito sobre ela, traduzindo suas convicções como memoriais daquilo que já aconteceu ou como um incentivo para seu destino.
Na Palavra de Deus, percebemos a construção de vários símbolos que acompanharam o povo de Deus, como lembrete, foco e incentivo. E a flecha é um símbolo, uma comparação, uma maneira de ensinar ao povo quem eles eram. O Salmo 127.4-5 compara os filhos a flechas que produzem segurança e alegria para o Pai.
As flechas têm alcance maior do que aquele que o arremessa. Entregando nossos filhos nas mãos do Pai, eles vão mais longe e mais certeiros do que o que planejamos para eles. Quem já brincou de arco e flecha sabe que não é simples alcançarmos o alvo, mas, quando estamos nas mãos do Pai, podemos ter a certeza de que alcançaremos o alvo proposto. A questão é estarmos com o arqueiro certo. Através de Jesus, somos filhos amados do Pai, aquele que tem poder para fazer abundantemente muito mais do que pedimos ou pensamos.
No texto que lemos em Isaías, Jesus se revela como flecha calibrada na aljava de Deus. Hoje vamos refletir que, com a nossa decisão de nos tornamos filhos de Deus e obedientes, também podemos ser flechas nas mãos do Pai.
Pessoas que são flechas nas mãos do Pai…
1. Já nascem com uma MISSÃO
“Ouçam, vastas ilhas, prestem atenção, povos distantes: O Eterno me pôs em ação desde o dia do meu nascimento. No momento em que entrei no mundo, ele me chamou.” (Isaías 49.1)
Jesus declara que desde o seu nascimento, seu destino já estava estabelecido, o alcance da sua vida alcançaria o mundo inteiro. Que palavra profética tremenda! Em Jesus temos o mesmo destino. Quando nascemos em Cristo, nascemos com uma missão. Quando lemos a Palavra percebemos que Deus, em momento de caos, sempre usou nascimentos de bebês como uma flecha para alvos em seu Reino.
Percebemos isso na história de Samuel. Sua mãe, uma mulher estéril, antes mesmo de conceber, já havia feito a sua entrega para os propósitos de Deus. Moises, também, nasceu em um período difícil e foi usado como libertador. Jeremias, o profeta, recebeu a seguinte Palavra de Deus: antes mesmo que nascesse eu já tinha algo específico para você. Jesus, o Messias, começou seu ministério no ventre. Há uma frase que diz: quem se adianta, governa.
Você hoje pode se adiantar e entregar seus filhos para que sejam flechas nas mãos do Pai. Por isso, não podemos menosprezar os bebes biológicos que nascem e nem os espirituais, porque é neles que estão as missões, os alvos para o Reino. Se veja como uma flecha que já tem destino certo desde o seu nascimento. Com certeza, Deus Pai, nosso arqueiro, tem capacidade de planejar sua rota e dizer como Ele disse ao profeta Jeremias: Não temas, que eu sou contigo.
Você, nas mãos do Pai vai longe, o seu alcance será exponencial e vai alcançar inimigo e libertar os cativos. O capítulo 61 de Isaías nos revela a missão de Jesus e Nele já temos a nossa missão. Alegre-se porque você é uma flecha que tocará em pessoas improváveis e elas se tornarão flechas também desse grande exército do Pai. Diga comigo:

EU SOU UMA FLECHA E PRETENDO ALCANÇAR O ALVO PARA O QUAL EU FUI LANÇADO.

Profetize sobre a vida dos seus filhos, entregue-os nas mãos do Pai, sejam eles biológicos, adotivos ou espirituais. Deus os deu, devolva-os a Ele. Ouvi em uma pregação que Ana pediu um filho a Deus e ela o entregou um profeta. Deus tem nos dado filhos, o que estamos entregando de volta para Ele?
Nessa conferência em São José, o Espírito Santo ministrou ao meu coração: está na hora de você levantar âncora e lançar flechas. Entendi naquele momento que chegou a hora de empoderar meus filhos, de ungi-los para que eles avancem no Reino além de mim, que a âncora tem seu papel de não nos deixar a deriva, ao acaso, mas também é hora de levantá-la para avançarmos ao nosso destino. E cada um de nós tem um destino planejado pelo Pai, que nos fará alcançar alvos em seu Reino.
Pessoas que são flechas nas mãos do Pai…
2. Recebem PREPARO para as BATALHAS
“Ele me municiou com palavras penetrantes. Manteve sua mão sobre mim, para me proteger. Fez de mim sua flecha calibrada e me escondeu em sua aljava.” (Isaías 49.2)
As flechas eram um instrumento de guerra muito usado nos tempos antigos, por isso a comparação de que os filhos são flechas e de que o Pai tem alegria quando tem muitos filhos, pois era sinal de que os filhos eram proteção para sua geração, um exército forte.
Havia vários tipos de flechas. Jesus, nesse texto, declara que o Pai o fez uma flecha calibrada, isto é, passou por um processo para a sua missão. Sabemos que Jesus abandonou sua divindade e veio na terra como homem, como flecha com um alvo, para alcançar o mundo inteiro com o amor do Pai e nós somos flechas polidas nas mãos do Pai. Ele tem um alvo para atingirmos. Por isso, Ele nos prepara para nos usar quando Ele desejar.
As flechas, naqueles dias, eram feitas artesanalmente, precisava de investimentos para prepará-las. Deus faz isso conosco, usando todo tipo de situação para nos polir e nos fazer flechas certeiras de seus alvos.
A Palavra diz que Jesus era um homem experimentado em dores e creio que essas dores o calibraram para o alvo. Eu e você também passamos por dores, mas, nas mãos do Pai, elas viram polimento para o dia da batalha.
Nossos filhos estão sendo atacados pelas flechas do inferno, mas, em nome de Jesus, entregando-os nas mãos do Pai, eles estarão a salvos do inimigo. Jesus mesmo diz em sua oração pelos discípulos que não pedia que o Pai os tirasse do mudo, mas que os guardasse do maligno.
Sendo assim, ao entregarmos nossos filhos para Deus, eles estarão na aljava do Pai, protegidos e prontos para vencerem as batalhas do Reino que não são contra carne e sangue e, sim, contra as potestades espirituais.
Fiquemos na presença do Pai diariamente e estaremos prontos para sermos flechas e veremos Satanás sendo derrotado, como Jesus viu quando seus discípulos foram enviados como flechas. Cada dia há uma batalha. Ou você está na aljava de Deus e será lançado ou será ferido e atacado pelo inimigo. Escolha ser uma flecha nas mãos do Pai e a proteção Dele será real.
Pessoas que são flechas nas mãos do Pai…
3. São USADOS para REVELAR o Pai
“Ele me disse: você é meu servo amado, Israel, por meio de quem brilharei.” (Isaías 49.3)
Quando estudamos o papel das flechas na guerra percebemos que, para cada grupo, havia um tipo de identificação que revelava ao inimigo quem o atacara. Nós, como flechas do Senhor, temos a marca de Cristo como identificação de que pertencemos ao Reino da luz. Quando somos flechas revelamos a quem pertencemos. Por mais que no exército do Pai haja variações de flechas, todas elas têm a marca da cruz.
Somos flechas que resplandecem, e isso só e possível quando mantemos a intimidade com Pai, como Moisés que desceu do monte resplandecendo. Deus, ao nos lançar com flechas, deseja que transbordemos a Sua glória para as pessoas ao nosso redor. Precisamos, também, dia após dia, confessar nossos pecados para sermos guardados limpos na aljava do Pai e estarmos disponíveis para sermos lançados para onde Ele apontar.
Conclusão:
Nessa manhã, posicione-se como flecha na aljava do Pai. A flecha não segue seu rumo próprio, ela segue o rumo do qual o arqueiro a designou. Há variações de flechas. Flecha de guerra: apontada para Satanás e todo o inferno. Flecha de fé: lançada contra os problemas. Flecha de conquista: lançada para conquistar territórios. Flecha de autoridade espiritual – lançada com unção e poder. Entretanto, todas elas, lançadas pelo Pai e munidas da Palavra de Deus, é que são uma arma penetrante, que extermina com o inimigo e liberta os cativos.
Flechas são armas de longo alcance. Por isso, Deus quer nos usar para alcançarmos pessoas além do nosso convívio diário. Que sejamos flechas que alcancem muitas gerações!

 

Rolar para o topo