Invista na Obediência a Deus (12/03/2015 – quinta)

Série: INVISTA – 03/05
INVISTA NA OBEDIÊNCIA A DEUS
mensagem pregada pelo Pr. Vicente Bomfim
“Se vocês obedecerem fielmente ao Senhor, o seu Deus, e seguirem cuidadosamente todos os seus mandamentos que hoje lhes dou, o Senhor, o seu Deus, os colocará muito acima de todas as nações da terra. Todas estas bênçãos virão sobre vocês e os acompanharão, se vocês obedecerem ao Senhor, o seu Deus.” (Deuteronômio 28.1-2)
“Seja forte e corajoso, porque você conduzirá este povo para herdar a terra que prometi sob juramento aos seus antepassados. Somente seja forte e muito corajoso! Tenha cuidado de obedecer a toda a lei que o meu servo Moisés lhe ordenou; não se desvie dela, nem para a direita nem para a esquerda, para que você seja bem-sucedido por onde quer que andar. Não deixe de falar as palavras deste Livro da Lei e de meditar nelas de dia e de noite, para que você cumpra fielmente tudo o que nele está escrito. Só então os seus caminhos prosperarão e você será bem-sucedido. Não fui eu que lhe ordenei? Seja forte e corajoso! Não se apavore, nem desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar.” (Josué 1.6-9)
Hoje, vamos tratar sobre a obediência a Deus como uma das mais importantes resoluções que podemos tomar. Pode-se afirmar que um dos grandes ensinamentos da Bíblia Sagrada, presente em cada um de seus sessenta e seis livros, tem a ver com a obediência. Nas páginas do Antigo e do Novo Testamentos, Deus deseja que seu povo aprenda que uma vida abençoada é consequência da obediência a ele.
Nesses dois textos, está clara a ideia de que a obediência é uma condição para a benção. Contudo, essa obediência deve ser qualificada. Palavras como “fielmente” e “cuidadosamente”, nos mostram que tipo de obediência devemos ter.
Deve ser uma obediência atenta à vontade do Senhor em seus detalhes, o que levanta uma série de questões: Qual é a vontade do Senhor? Onde ela está manifesta? Como podemos obedecer a Deus na prática?
Há pelo menos quatro lugares onde podemos encontrar a vontade do Senhor e, assim, conhecer e obedecê-la.
Invista na obediência a Deus através…
1. Da sua PALAVRA
Os dois textos já apresentados falam sobre obedecer os mandamentos e a lei de Deus. Esses mandamentos e lei estão registrados na Bíblia Sagrada. A Bíblia é a Palavra de Deus, ou seja, é o grande lugar onde podemos encontrar a vontade do Senhor.
Contudo, não basta conhecer a vontade do Senhor comunicada pela Bíblia para termos uma vida abençoada. A prática é o fator determinante. Jesus disse o seguinte:
“Portanto, quem ouve estas minhas palavras e as pratica é como um homem prudente que construiu a sua casa sobre a rocha. Caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram contra aquela casa, e ela não caiu, porque tinha seus alicerces na rocha. Mas quem ouve estas minhas palavras e não as pratica é como um insensato que construiu a sua casa sobre a areia. Caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram contra aquela casa, e ela caiu. E foi grande a sua queda.” (Mateus 7.24-27)
Nesse texto, a rocha não é a palavra de Jesus, mas a obediência a essa palavra. A Palavra de Deus é a expressão da sua vontade para toda a humanidade. Há uma necessidade urgente do povo que se diz “povo de Deus” voltar sua atenção para Sua Palavra e obedecer a tudo quanto nela está escrito. A Palavra de Deus é alimento sadio para nossa vida. Tiago, irmão de Jesus, também escreveu:
“Sejam praticantes da palavra, e não apenas ouvintes, enganando-se a si mesmos. Aquele que ouve a palavra, mas não a põe em prática, é semelhante a um homem que olha a sua face no espelho e, depois de olhar para si mesmo, sai e logo esquece a sua aparência. Mas o homem que observa atentamente a lei perfeita, que traz a liberdade, e persevera na prática dessa lei, não esquecendo o que ouviu mas praticando-o, será feliz naquilo que fizer.” (Tiago 1.22-25)
Meu irmão, invista na obediência a Deus sendo submisso à sua vontade expressa através da Sua Palavra.
Invista na obediência a Deus através…
2. Dos seus PAIS
Os pais são uma fonte da vontade de Deus para seus filhos. A obediência aos pais é um ensinamento bíblico. A Bíblia diz, no livro de Êxodo, o seguinte:
“Honra teu pai e tua mãe, a fim de que tenhas vida longa na terra que o Senhor, o teu Deus, te dá.” (Êxodo 20.12)
Sobre isso, o apóstolo Paulo ensina:
“Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor, pois isso é justo. Honra teu pai e tua mãe – este é o primeiro mandamento com promessa – para que tudo te corra bem e tenhas longa vida sobre a terra.” (Efésios 6.1-3)
Assim como a obediência a Deus, a obediência aos pais também gera uma vida abençoada para os filhos. Investimos na obediência a Deus quando obedecemos aos nossos pais. Se você pensa que tem investido na obediência a Deus sem ser obediente aos seus pais, você está completamente equivocado. Não há como obedecer a Deus sem que haja obediência aos pais.
Invista na obediência a Deus através…
3. Dos LÍDERES ESPIRITUAIS
Os líderes espirituais também são uma fonte da vontade de Deus para seus liderados. A obediência aos líderes espirituais também é um ensinamento bíblico. Está escrito na carta aos Hebreus:
“Lembre-se dos seus líderes, que lhes falaram a palavra de Deus. Observem bem o resultado da vida tiveram e imitem a sua fé. (…) Obedeçam aos seus líderes e submetam-se à autoridade deles. Eles cuidam de vocês como quem deve prestar contas. Obedeçam-lhes, para que o trabalho deles seja uma alegria e não um peso, pois isso não seria proveitoso para vocês.” (Hebreus 13.7,17)
Assim como a obediência a Deus e aos pais, a obediência aos líderes espirituais também gera uma vida abençoada para seus liderados. Investimos na obediência a Deus quando obedecemos aos nossos líderes espirituais.
Invista na obediência a Deus através…
4. Das AUTORIDADES PÚBLICAS
As autoridades públicas também são uma fonte da vontade de Deus para os cidadãos. A obediência à elas também é um ensinamento bíblico. Paulo, escrevendo aos Romanos, disse o seguinte:
“Todos devem sujeitar-se às autoridades governamentais, pois não há autoridade que não venha de Deus; as autoridades que existem foram por ele estabelecidas. Portanto, aquele que se rebela contra a autoridade está se opondo contra o que Deus instituiu, e aqueles que assim procedem trazem condenação sobre si mesmos. Pois os governantes não devem ser temidos, a não ser por aqueles que praticam o mal. Você quer viver livre do medo da autoridade? Pratique o bem, e ela o enaltecerá. Pois é serva de Deus para o seu bem. Mas, se você praticar o mal, tenha medo, pois ela não porta a espada sem motivo. É serva de Deus, agente da justiça para punir quem pratica o mal. Portanto, é necessário que sejamos submissos às autoridades, não apenas por causa da possibilidade de uma punição, mas também por questão de consciência. É por isso também que vocês pagam imposto, pois as autoridades estão a serviço de Deus, sempre dedicadas a esse trabalho. Deem a cada um o que lhe é devido: se imposto, imposto; se tributo, tributo; se temor, temor; se honra, honra.” (Romanos 13.1-7)
Assim como a obediência a Deus, aos pais e aos líderes espirituais, a obediência às autoridades públicas também gera uma vida abençoada para seus cidadãos. Entenda que você está investindo na obediência a Deus quanto obedece às autoridades públicas constituídas.
Conclusão:
A obediência é algo caro para Deus e que ele espera de nós:
“Acaso tem o Senhor tanto prazer em holocaustos e em sacrifícios quanto em que se obedeça à sua palavra? A obediência é melhor do que o sacrifício, e a submissão é melhor do que a gordura de carneiros. Pois a rebeldia é como o pecado da feitiçaria; a arrogância, como o mal da idolatria.” (1º Samuel 15.22-23)
Pergunto a você: Como está a sua prática de obediência? Em quais dos lugares da vontade de Deus você precisa melhorar a sua obediência?
Invista na obediência a Deus através…
1. Da sua PALAVRA
2. Dos seus PAIS
3. Dos LÍDERES ESPIRITUAIS
4. Das AUTORIDADES PÚBLICAS
Eu quero desafiá-lo a estudar a Bíblia procurando mandamentos e ordens de Deus, anotá-los em um caderno e começar a praticar e obedecer de fato as ordens e mandamentos de Deus. Chega de apenas saber o que Deus quer! Esta na hora de obedecê-lo. Jesus afirmou o seguinte:
“E por que vocês me chamam ‘Senhor, Senhor’, e não fazem o que eu digo?” (Lucas 6.46)

 

Rolar para o topo