O Esfriamento do Amor na Família (25/06/2015 – quinta)

O ESFRIAMENTO DO AMOR NA FAMÍLIA
mensagem pregada pelo Pr. Acyr Júnior
“Que tudo o que vocês fizerem seja feito com amor.” (1ª Coríntios 16.14)
Quero começar esta mensagem com a seguinte pergunta: por que o amor na família tem se esfriado tanto em nossos dias? O que tem feito o fogo do amor na família se apagar de uma hora pra outra?
A realidade dos nossos dias é a confirmação bíblica: são filhos matando os pais. Pais estuprando filhas. Políticos corruptos. Assaltantes tirando vidas por qualquer coisa. Infidelidade no casamento. Jovens se entregando a relacionamentos descartáveis, sem pensar em constituir família. Materialismo extremo, pessoas extremamente egoístas. Vivemos dias em que o amor é um produto escasso nas prateleiras da vida! Jesus profetizou que o amor esfriaria. Não disse o quanto esfriaria, mas disse qual a causa que levaria ao esfriamento do amor:
“E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará.” (Mateus 24.12)
Esta é a razão do esfriamento do amor em todos os aspectos da vida: a multiplicação da iniquidade. É o aumento do caráter corrompido, do pecado, da grave injustiça, da desigualdade, da perversidade. Essa iniquidade multiplicada afeta diretamente as nossas famílias e consegue, na maioria delas, trazer o terrível inverno do amor. É quando o amor na família é esfriado completamente!
Na sociedade pós-moderna, os seguintes sinais estão em alta: banalização da vida, banalização do sexo, desmonte da família, inversão de valores, desprezo pelo sagrado, crueldade extrema. Os políticos tentam com leis, emendas e medidas provisórias contornar problemas sociais emergentes, mas tudo o que conseguem é cada vez mais destruir a família e os seus valores.
Por causa disso tudo, podemos identificar alguns fatores que tem feito muitas famílias viverem um tempo de esfriamento do amor: a falta de respeito, de diálogo, de amizade e de fidelidade; o orgulho, o ódio, a amargura, o egoísmo e a individualidade.
Então, que atitudes podem ser tomadas para que a neve, que está cobrindo o amor da nossa família, possa ser derretida? O que podemos fazer para trazer o fogo do amor de volta à nossa família? A Bíblia diz o seguinte:
“Contra você, porém, tenho isto: você abandonou o seu primeiro amor. Lembre-se de onde caiu! Arrependa-se e pratique as obras que praticava no princípio. Se não se arrepender, virei a você e tirarei o seu candelabro do lugar dele.” (Apocalipse 2.4-5)
A carta foi escrita à igreja de Éfeso, porém seus ensinamentos são aplicáveis a quaisquer áreas de nossa vida, principalmente, da nossa família. Nestes versos, encontramos quatro verdades que, se aplicadas em nossas vidas, serão como uma labareda pronta para acabar, de uma vez por todas, com o esfriamento do amor na família.
1ª Verdade – REFLITA
“Lembre-se de onde caiu!…” (v. 5)
Deus chega com a mensagem do esfriamento do primeiro amor diante da igreja de Éfeso, muito provavelmente porque ela não estava se dando conta desse esfriamento. Estava vivendo normalmente como se nada estivesse errado. Deus, hoje, está chegando diante de nós com uma mensagem de esfriamento do amor da nossa família. Estamos vivendo como se esse esfriamento não fosse uma realidade em nossos lares, porém Deus está gritando em nossos ouvidos: lembre-se de onde você caiu!
As demandas do nosso tempo não têm permitido que paremos e façamos uma reflexão sobre o verdadeiro estado da nossa família.
Não nos sobra tempo para refletir sobre a temperatura dos relacionamentos familiares. Não há mais tempo para refletir, e, por isso, o amor da nossa família está esfriando e estamos inertes em relação à essa realidade. Antes que seja tarde demais, pare e faça uma reflexão sobre como está a sua família. Pense sobre suas atitudes, suas prioridades. Pense sobre os seus fracassos, suas dores, suas lutas, suas perdas. Faça uma reflexão sincera. Lembre-se de onde você caiu!
2ª Verdade – ARREPENDA-SE
“… Arrependa-se…” (v. 5)
Além do pedido de uma reflexão sincera, Deus exige daquela igreja um arrependimento genuíno, verdadeiro. Todo arrependimento genuíno pressupõe uma mudança de atitude. Quando decidimos pelo arrependimento verdadeiro diante de uma reflexão sincera, não haverá outro caminho senão a mudança de atitudes. Novas ações para um novo tempo!
Às vezes somos até capazes de fazer uma reflexão sincera sobre o que tem levado nossa família a experimentar o esfriamento do amor, porém não há um arrependimento genuíno que possa gerar uma mudança em nosso comportamento. Muitas vezes identificamos o que precisa ser mudado, mas não tomamos a atitude para que essa mudança aconteça, porque simplesmente achamos que não precisamos mudar.
É preciso entender que o arrependimento trará novas atitudes de concerto que mudarão o rumo daquilo que antes estava sucumbido ao pecado, ao esquecimento ou até mesmo oculto por falta de uma reflexão e um exame mais profundo, mas que uma vez descoberto, precisa de novas atitudes. Isso só acontece com arrependimento!
3ª Verdade – RESTAURE
“… e pratique as obras que praticava no princípio…” (v. 5)
A palavra do Senhor à igreja de Éfeso foi a seguinte: há necessidade de restauração daquilo que virou ruínas; portanto, pratique as obras que praticava no princípio. Acontece o esfriamento do amor na família porque já não se pratica mais as coisas que se praticava no início de tudo: carinho, atenção, cuidado, compreensão, cooperação e tantas outras coisas. Deus nos confronta a que pratiquemos as coisas que deixamos de praticar, a que restauremos aquilo que foi destruído com as nossas próprias mãos no decorrer da história de nossa família.
Você era gentil com sua esposa no início, agora não é mais. Você era atenciosamente com seu marido, agora não é mais. Vocês, pais, participavam ativamente da vida dos seus filhos e hoje isso não acontece mais. Hoje é tempo de restauração! Pense nas coisas boas que você deixou ir embora por causa da rotina estressante do dia-a-dia. Pense em quantas vezes você fez sua família sorrir com uma boa viagem, porém há muito tempo você já não pensa mais nisso.
Esses princípios são aplicáveis a pais, mães e filhos. Todos nós temos responsabilidades em tornar o nosso lar o melhor lugar do mundo. Todos nós somos responsáveis por manter acessa a chama do amor na família.
Primeiro, você faz uma reflexão sincera da sua vida. Depois, você se arrepende das coisas erradas que fez na dura caminhada da vida. E, então, você restaura o que ficou destruído pelo caminho, praticando as obras que você praticava no início. Vamos para a última verdade?
4ª Verdade – COMECE
“… e pratique as obras que praticava no princípio…” (v. 5)
O alerta de Deus sobre a restauração do que se havia rompido, também é um alerta de um novo começo para a igreja de Éfeso. Toda restauração sugere um novo começo. Toda restauração exige cuidado e responsabilidade. A restauração da sua vida compreenderá um novo começo: para você, para sua família, para sua comunidade, para sua igreja e em todas as áreas da sua vida. O resultado, a recompensa da restauração é um novo começo. Nossas ações precisam ter resultados, eles devem ser visíveis e devem trazer alegria e louvor ao nome do Senhor. É preciso vibrar com aquilo que é de Deus.
O nosso Deus é um Deus de coisas novas, é um Deus de novos começos. Hoje, você pode ter um novo começo, onde o esfriamento do amor na sua família dará lugar à uma chama que nunca deixará de arder na sua vida e no seu lar. Hoje, Deus quer trocar o inverno, que insiste em ficar em pousar em sua casa, pelo verão de coisas novas que Ele mesmo tem preparado para você e sua família.
Se você já refletiu sinceramente a respeito da sua vida, arrependeu-se verdadeiramente dos seus erros e restaurou o que havia se rompido na sua caminhada de vida, comece a viver o novo de Deus para você e toda sua casa.
Conclusão:
Não deixe esfriar o amor na sua família. Para que essa chama não se apague, você precisar colocar querosene na lamparina todos os dias: afeto, carinho, atenção, desprendimento, companheirismo, cooperação, compreensão e muito, muito amor. Porém, se o esfriamento do amor já é uma realidade na vida da sua família, não perca a oportunidade que Deus está dando a você hoje de derreter toda nevasca que tomou conta do seu lar.

  • REFLITA – lembre-se de onde você caiu…
  • ARREPENDA-SE
  • RESTAURE – pratique as obras que você praticava no início
  • COMECE

 

Rolar para o topo