O Evangelho Profundo

SÉRIE “O REAL EVANGELHO”
O EVANGELHO PROFUNDO | 01/05

mensagem pregada pelo Pr. Marcelo Coelho Fernandes

“Assim, chegou a uma cidade de Samaria, chamada Sicar, perto das terras que Jacó dera a seu filho José. Havia ali o poço de Jacó. Jesus, cansado da viagem, sentou-se à beira do poço. Isto se deu por volta do meio-dia.” (João 4.5-6)

O poço de Jacó foi palco de um dos mais inspiradores encontros que Jesus teve logo no início do seu ministério terreno – e será também a nossa base para desenvolver a nossa série de mensagens. Exatamente nesta conversa surgem as cinco características do poço de Jacó e do Evangelho de Jesus que estaremos abordando neste mês de novembro:

 Profundidade
 Durabilidade
 Acessibilidade
 Cura
 Impacto

A primeira reflexão desta série tem como tema: O EVANGELHO PROFUNDO

“Disse a mulher: O senhor não tem como tirar água, e o poço é fundo…” (João 4.11)

O poço de Jacó era fundo. Esta foi a primeira característica que se evidencia na conversa de Jesus com a mulher. Assim como aquele poço era profundo, a parte mais importante do relacionamento com Deus é a sua profundidade.

Disse Billy Graham: “Somos as pessoas mais bem informadas da história da civilização – e ainda a mais confusa. Mesmo que nossas cabeças estejam abarrotadas com conhecimento, nossos corações estão vazios.”

No diálogo com a mulher samaritana no Evangelho de João, capítulo 4, podemos encontrar nas mensagens de Jesus alguns significados do que isso significa.

Para viver na profundidade do evangelho de Jesus…

1. AFASTE-SE de conflitos desnecessários.

Uma pessoa quem tem profundidade de vida com Deus não vive na zona de conflitos. O início do quarto capítulo do Evangelho de João começa apontando que os fariseus ficaram sabendo que Jesus estava batizando e fazendo mais obras do que João. Na verdade, o que estava acontecendo aqui é que os religiosos daquele tempo queriam arrumar uma briga com Jesus. No entanto, olha a postura de Jesus:

“Quando o Senhor ficou sabendo disso, saiu da Judéia e voltou uma vez mais à Galileia. Era-lhe necessário passar por Samaria.” (João 4.3-4)

“Somente os profundos são seletivos.”

Para viver na profundidade do evangelho de Jesus…

2. VALORIZE as pessoas ao seu redor.

A segunda marca de alguém que tem profundidade de vida com Deus é que ele valoriza outras pessoas. A Bíblia diz: “… veio uma mulher samaritana tirar água…” (João 4.7a)

Jesus usa de sua sensibilidade para atrair aquela mulher ao Seu amor incondicional. Jesus não desprezou os pequenos começos e valorizou uma única e desprezada mulher.

Para viver na profundidade do evangelho de Jesus…

3. SEJA guiado pela agenda do Céu.

“… Era-lhe necessário passar por Samaria.” (João 4.4b)

Jesus não foi parar em Samaria por acaso. Ele tinha uma agenda e um propósito do Céu ao passar por aquela cidade. A agenda do Pai era o que mais importava para Jesus. Por isso lemos na Bíblia como Jesus sempre dedicava tempo a sós com Deus. Ele precisava ouvir e ver o que o Céu dizia a respeito da terra. Quem está mergulhado em águas mais profundas aprende a ouvir a voz de Deus e enxerga cada propósito do Céu como uma oportunidade de transformar realidades.

Para viver na profundidade do evangelho de Jesus…

4. RENDA-SE completamente a Ele.

“Disse a mulher: Senhor, vejo que é profeta. Nossos antepassados adoraram neste monte, mas vocês, judeus, dizem que Jerusalém é o lugar onde se deve adorar. Jesus declarou: Creia em mim, mulher: está próxima a hora em que vocês não adorarão o Pai nem neste monte, nem em Jerusalém. Vocês, samaritanos, adoram o que não conhecem; nós adoramos o que conhecemos, pois a salvação vem dos judeus. No entanto, está chegando a hora, e de fato já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade. São estes os adoradores que o Pai procura. Deus é espírito, e é necessário que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade.” (João 4.19-24)

Aqui Jesus fala ao coração e tira a mulher do pátio da religiosidade. Jesus estava explicando para a mulher que adoração não é sobre lugar, tradição, dogma, preferências ou estilo. O que Jesus estava ensinando é que adoração é uma entrega total. E a palavra total significa por completo.

“Quanto mais profundo desejo ir com Deus, mais entregas terei que fazer.”

“No Reino de Deus, entregas valem mais do que conquistas.”

Conclusão:

O encontro de Jesus com a mulher samaritana nos ensina que o Evangelho é profundo e, profundidade no relacionamento com Deus significa não viver em conflitos, valorizar pessoas, ser guiado pela agenda do Céu e render-se completamente a Jesus.

Rolar para o topo