O Sucesso da Reconstrução (28/09/2014 – manhã)

O SUCESSO DA RECONSTRUÇÃO
mensagem pregada pelo Pr. Vicente Bomfim
“Então, se dispôs Eliasibe, o sumo sacerdote, com os sacerdotes, seus irmãos, e reedificaram a porta das ovelhas; consagraram-na, assentaram-lhe as portas e continuaram a reconstrução até à Torre dos Cem e à Torre de Hananel. Junto a ele edificaram os homens de Jericó; também, ao seu lado, edificou zacur, filho de Inri.” (Neemias 3.1-2)
Este texto é um dos textos mais fantásticos da bíblia. Ele tem princípios para uma vida e uma liderança de sucesso. Ao olharmos para esse texto descobrimos os princípios que Neemias usou para a reconstrução dos muros. Mas eu não tenho a pretensão de esgotar esse assunto hoje. Mas, sim, de aplicar as verdades bíblicas usadas por ele em seu tempo para reconstrução das nossas vidas e dos nossos ministérios no tempo de hoje.
Esse texto fala da forma eficaz de Neemias para envolver e motivar pessoas para o ajudar na reconstrução dos muros de Jerusalém. Como foi dito semana passada muitos veem o caos e poucos ficam inconformados. Hanani viu a situação e se conformou; Neemias ouviu falar do caos e se inconformou.
Então ele pensou: não tenho como fazer tudo isso sozinho, preciso de uma visão, de uma estratégia, precisa de pessoas. Neemias, então, aplica quatro princípios que o fez ter sucesso na reconstrução dos muros de Jerusalém. E nesta manhã você receberá estes princípios e sairá daqui tomando posse destas verdades para reconstruir os muros da sua vida e do seu ministério. Sendo assim, o que fez Neemias para obter sucesso na reconstrução dos muros de Jerusalém?
Para uma reconstrução de sucesso…
1. Use o princípio da COORDENAÇÃO.
“Junto a ele edificaram os homens de Jericó; também, ao seu lado, edificou Zacur, filho de Inri.” (V.2).
Pois bem, este verso, nos leva a perceber o primeiro princípio utilizado por Neemias. Ele coordenou pessoas para ajudá-lo. Perceba novamente o verso dois as seguintes expressões: “Junto a ele e ao seu lado”. Essas expressões indicam que Neemias não iniciou um trabalho sozinho. Ele buscou ter pessoas com o mesmo propósito junto de si e não pessoas que o agradasse. Pessoas que comprassem sua iniciativa, respirassem a visão.
Um pensador disse: “Que os líderes se empenham para que as pessoas não só compreendam a visão, mas também para que vivenciem e a respirem”.
Ou seja, Neemias usou do princípio da coordenação para influenciar pessoas para o caminho da reconstrução. E ele se utilizou de três etapas dentro do princípio da coordenação:

  • Ele buscou conhecer o problema;

Não basta apenas lamentar o caos da sua vida, do seu ministério, da igreja ou da sociedade. É preciso infundir força em sua mente para um planejamento estratégico que o levará à vitória. Ou seja, você quer vencer? Conheça o problema e faça algo para mudar este quadro!

  • Ele buscou conhecer as pessoas que estavam a sua volta;

Ele sabia onde cada pessoa devia estar, onde cada pessoa devia trabalhar e o que deveria fazer. Ele separou homens de Tecoa, Gibeom, Jericó e Mispa para as partes onde não tinham residentes por perto (V.2-15). Alguns tinham a responsabilidade de reconstruir os muros desde o alicerce, enquanto outros tiveram apenas que fazer os reparos. Eu não sei se você está com os olhos abertos, mas, aqui nesta igreja, em sua equipe, ao seu lado, tem pessoas que fazem desde o alicerce e outros que são os reparadores! Ponha-os no lugar certo! E tudo vai ser reconstruído! Pare de escolher por simpatia! Neemias escolheu os melhores e não os que o agradavam.

  • Ele buscou manter uma perfeita harmonia com sua equipe.

As expressões dos versos 2, 3 e 4 em diante indicam que eles viviam e trabalhavam em harmonia; “Ao seu lado, Junto dele, e depois dele.” Ou seja, no ministério de Neemias, possivelmente, não haviam disputas, ciúmes, brigas ou melindres. Todos trabalhavam para o mesmo propósito: a reconstrução da cidade. Não existia ninguém ali querendo glória pessoal. Uma frase: Os membros de uma equipe completam-se uns aos outros, jamais competem uns com os outros.
E nós, como igreja, fazemos parte de uma só equipe: a equipe de Jesus Cristo. Ele nos chamou para uma grande reconstrução!
Pense nisso e dê o seu melhor!
Para uma reconstrução de sucesso…
2. Use o princípio da COOPERAÇÃO.
“Os filhos de Hassenaá edificaram a porta do peixe; colocaram-lhe as vigas e lhe assentaram as portas com seus ferrolhos e trancas. Ao seu lado, reparou Meremote, filho de Urias, filho de Coz; junto deste reparou Mesulão, filho de Berequias, filho de Mezabel, a cujo lado reparou Zadoque, filho de Baaná.” (v. 3-4)
Neemias, como um exímio administrador, conhecia bem a arte de motivar e mobilizar as pessoas. O verdadeiro líder faz com que pessoas comprem a sua visão, abrace o seu projeto. Ele se utilizou de uma ferramenta para o princípio fundamental da cooperação: ele não deixou ninguém de fora. Homens de diversos lugares e ocupação diferentes trabalharam na reconstrução dos muros, entre eles: sacerdotes, levitas, chefes, e pessoas comuns.
Isso nos ensina um grande princípio: o líder é aquele que vê o potencial de uma pessoa e a encoraja a acreditar em si mesma.
Ele não olha segundo a capacidade que ele julga da pessoa ter e sim a joia que a pessoa pode se tornar. Ou seja, se você aplicar o princípio da cooperação na sua vida pessoal, no seu ministério e na sua igreja com certeza você se tornará um vitorioso sobre o caos. A centralização leva a fadiga, a descentralização leva ao sucesso! Neemias poderia ficar ali pensando: vou construir esse muro sozinho, mas, com certeza ele não teria conseguido.
Para uma reconstrução de sucesso…
3. Use o princípio da APROVAÇÃO.
“A porta do esterco foi reconstruída por Malquias, filho de recabe, governador do distrito de Bete Haquerém. Ele a restaurou, a pôs nos batentes e instalou as trancas e as travas de segurança.” (V.14)
A inteligência emocional é mais importante do que o conhecimento. Muitas pessoas tem a cabeça cheia, mas um coração vazio. Sabem lidar com livros, mas não com pessoas. Neemias nos apresenta algumas técnicas para sermos bem sucedidos em nossa vida, em nossa liderança, em nossa igreja.
A primeira é: trate as pessoas pelo nome;
Se quisermos motivar as pessoas, precisamos conhecê-las, valorizá-las e dar a elas um tratamento pessoal. Ou seja, sabe aquele pronome de tratamento que agente costuma usar; oi me amado, fala irmãozinho! Aqui não cabe! Trate as pessoas pelo nome. Isso vai gerar no coração dela uma motivação enorme. Neemias tratou todos seus liderados pelo nome.
A segunda é: saiba apreciar as grandes e as pequenas coisas;
Olhe o exemplo de Neemias: ele teve em seu trabalho alguém que reconstruiu uma porta e quinhentos metros de muro, porém ao lado tinha alguém que só havia edificado uma porta. Entretanto, o que me impressiona é que ele honrou todos da mesma forma. Ele não deixou que o tamanho da realização de uma pessoa fizesse com que ele não percebesse os esforços de outra (v.13-14). O princípio da cooperação nos ensina nesta manhã que devemos honrar a todos os cooperadores, liderados, irmãos da mesma forma.
Para uma reconstrução de sucesso…
4. Use o princípio da COMUNICAÇÃO.
Quero terminar este tempo pesando em uma frase que li. A liderança que não se importa com comunicação produz, para si, prejuízo.
“Também nesse mesmo tempo disse eu ao povo: Cada um com seu moço fique em Jerusalém, para que de noite nos sirvam de guarda e de dia trabalhem.” (Neemias 4:22)
Neemias relacionou-se com trinta e oito grupos diferentes e se comunicou bem com todos. Podemos aprender com ele, dentro da comunicação, duas coisas importantes, para tornar nossa reconstrução um sucesso.

  • Dê instruções claras daquilo que você quer!

O segredo de Neemias foi dizer para as pessoas que cooperam com ele, o que cada um faria e onde faria. Você quer tornar sua liderança bem sucedida diga o que cada um vai fazer e onde vai fazer e terá êxito.

  • Delegue autoridade às pessoas certas.

Muitas das vezes nós centralizamos e não deixamos o outro fazer. Neemias não fez assim. Ele delegou as tarefas e disse: façam, reconstruam os muros de Jerusalém cada qual em sua região. Aprenda uma coisa aqui: junto com as tarefas vêm as responsabilidades! Todos colocaram as mãos no trabalho, então todos se sentiam donos da construção. E isso era importante, pois, não podia ficar nenhuma brecha sem ser reconstruída se não o inimigo entrava por ela.
Conclusão:
Assim é o nosso trabalho na igreja! Todos precisam ser valorizados para fazer de forma correta. Podemos observar que, na história de Neemias, os muros foram reconstruídos com sucesso em cinquenta e dois dias. Você sabe qual é o segredo para isso ter acontecido?
Neemias usou de quatro princípios:
Coordenação, cooperação, aprovação e comunicação.
 

Rolar para o topo