Orando por Misericórdia

SÉRIE “ORE” | 04/05
ORANDO POR MISERICÓRDIA

mensagem pregada pelo Pr. Acyr Júnior

“Tem misericórdia de mim, ó Deus, por teu amor; por tua grande compaixão apaga as minhas transgressões.” (Salmos 51.1)

Deus deseja que oremos por misericórdia e Ele deseja ouvir as nossas orações, não porque sejamos dignos, mas porque Ele é misericordioso. O profeta Jeremias nos ensina a respeito das misericórdias de Deus: “Graças ao grande amor do Senhor é que não somos consumidos, pois as suas misericórdias são inesgotáveis. Renovam-se cada manhã; grande é a tua fidelidade!” (Lamentações 3.22,23).

No Salmo 119.77, encontramos uma oração de um homem aflito, um homem que estava suplicando a Deus por misericórdia. Preste bastante atenção às suas Palavras, pois a partir da experiência do salmista podemos aprender três verdades muitos importantes: “Baixem sobre mim as tuas misericórdias, para que eu viva; pois na tua lei está o meu prazer.” (Salmos 119.77).

Quais são as verdades que podemos aprender a partir da oração por misericórdia feita pelo salmista?

A oração por misericórdia revela…

1. O PROFUNDO clamor de uma ALMA AFLITA.

“Baixem sobre mim as tuas misericórdias…”

O salmista está tão aflito que ele roga a Deus não apenas sua misericórdia, mas suas misericórdias. Ele não suplica que elas venham sobre ele, mas que baixem até às suas profundezas. A oração por misericórdia sempre revela um clamor intenso e profundo de uma alma que está aflita. Se sua alma está aflita hoje, então ore para que Deus baixe suas misericórdias a seu favor. A Bíblia diz:

“Na sua aflição, clamaram ao Senhor, e Ele os tirou da tribulação em que se encontravam.” (Salmos 107.28)

“Volta-te para mim e tem misericórdia de mim, pois estou só e aflito. As angústias do meu coração se multiplicaram; liberta-me da minha aflição. Olha para a minha tribulação e o meu sofrimento, e perdoa todos os meus pecados.” (Salmos 25.16-18)

A oração por misericórdia revela…

2. O INTENSO desejo de RELACIONAR-SE com Deus.

“… para que eu viva…”.

O salmista ora por misericórdia porque anseia pela presença de Deus, onde está a plenitude da vida e da alegria. É claro que a vida a que o escritor sagrado se refere é a vida espiritual. É o seu relacionamento com Deus. Aquele que ora por misericórdia deve ter um desejo enorme de relacionar-se mais e mais com Deus, de tornar-se íntimo dele e de conhecê-lo de forma ainda mais profunda. Será que esse é o desejo do seu coração? Sua alma aflita ora por misericórdia porque tem um intenso desejo de relacionar-se com Deus? A Bíblia diz:

“Assim como o cervo brama pelas correntes das águas, assim suspira a minha alma por ti, ó Deus! A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo; quando entrarei e me apresentarei ante a face de Deus?” (Salmos 42.1,2)

“O Deus, tu és o meu Deus, de madrugada te buscarei; a minha alma tem sede de ti; a minha carne te deseja muito em uma terra seca e cansada, onde não há água.” (Salmos 63.1)

A oração por misericórdia revela…

3. O ANSEIO de voltar a ter PRAZER na PALAVRA de Deus.

“… pois na tua lei está o meu prazer”.

O salmista ora por misericórdia a fim de voltar a ter prazer na Lei de Deus. Dr. Moody escreveu na capa de sua Bíblia: “Este livro afastará você do pecado ou o pecado afastará você deste livro”. Deus exorta Josué quando o escolheu para liderar o Seu povo: “Não deixe de falar as palavras deste Livro da Lei e de meditar nelas de dia e de noite, para que você cumpra fielmente tudo o que nele está escrito. Só então os seus caminhos prosperarão e você será bem sucedido.” (Josué 1.8).

“É impossível ter prazer na Palavra de Deus e no pecado ao mesmo tempo.”

Somente quando somos perdoados e libertos do pecado é que temos intimidade com Deus e somente quando Deus se torna a razão e a maior aspiração da nossa vida é que teremos prazer em sua Lei. Na mesma composição, o salmista escreve o seguinte: “Como eu amo a tua lei! Medito nela o dia inteiro. […] Como são doces para o meu paladar as tuas palavras! Mais do que o mel para a minha boca! […] A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho.” (Salmos 119.97,103,105).

Aquele que ora por misericórdia deve ter anseio por voltar a ter prazer pela Palavra de Deus. Quem ora por misericórdia deve ter fome e sede da Palavra de Deus. Você tem prazer na Palavra de Deus? Você se deleita em meditar nas Escrituras? Você tem fome e sede da Palavra de Deus? A Bíblia diz:

“Como é feliz aquele que não segue o conselho dos ímpios, não imita a conduta dos pecadores, nem se assenta na roda dos zombadores! Ao contrário, sua satisfação está na lei do Senhor, e nessa lei medita dia e noite.” (Salmos 1.1,2)

“Aleluia! Como é feliz o homem que teme o Senhor e tem grande prazer em seus mandamentos! Seus descendentes serão poderosos na terra, serão uma geração abençoada, de homens íntegros.” (Salmos 112.1,2)

Conclusão:

Sempre é tempo de orar por misericórdia. Não importa qual seja a circunstância ao seu redor, não importa a sua condição moral e espiritual diante de Deus. Somos lembrados pela Palavra de que, em todo o tempo, podemos orar por misericórdia.

A oração por misericórdia revela…
1. O PROFUNDO clamor de uma ALMA AFLITA.
2. O INTENSO desejo de RELACIONAR-SE com Deus.
3. O ANSEIO de voltar a ter PRAZER na PALAVRA de Deus.

Rolar para o topo