Pai e Filho de Honra

PAI E FILHO DE HONRA
mensagem pregada pelo Pr. Marcelo Coelho Fernandes
“Honra teu pai e tua mãe, a fim de que tenhas vida longa na terra que o Senhor, o teu Deus te dá.” (Êxodo 20.12)
“Ele fará com que os corações dos pais se voltem para seus filhos, e os corações dos filhos para seus pais…” (Malaquias 4.6)
“Ouça, meu filho, e seja sábio; guie o seu coração pelo bom caminho.” (Provérbios 23.19)

“A honra expressa o valor do outro.”

A honra é uma virtude perdida em nossa cultura. Na Bíblia, o atributo honra aparece como um dos mais importantes atributos para nobreza.

“Quanto mais você honra as pessoas, mais nobre você se torna. A nobreza cresce no solo da honra.”

Quando o Reino de Deus é presente dentro de nós, um comportamento honroso se manifesta naturalmente em nossa vida. Não damos honra aos homens simplesmente porque eles merecem, mas por que somos cidadãos honrados pelo Rei.
Quando caminhamos para nosso chamado celestial, o nosso comportamento não é determinado pelo ambiente temporário, mas sim pelo eterno ambiente que se encontra dentro de nós. Sempre que tratamos pessoas com honra mesmo que eles se recusem a nos honrar, estamos demonstrando que existe um padrão dentro de nós que não é determinado pelas pessoas ao nosso redor. Não honramos as pessoas somente porque elas são ilustres, honramos pessoas porque nós é que somos ilustres.

“A honra para um cristão é uma condição do coração e não um produto de um bom ambiente.”

Honra não significa necessariamente que concordamos com as pessoas às quais honramos; isto apenas significa que as valorizamos como pessoas que foram criadas à imagem e semelhança de Deus. Quando honramos outros, reconhecemos a autoridade dos outros e nos submetemos a sua posição. No entanto, para se implantar uma cultura de Honra entre nós, ela precisa primeiro nascer no ambiente familiar. É dentro de casa que se começa a implantar a cultura da honra.
Quando pais e filhos cultivam a cultura da Honra em seus relacionamentos, tudo o que está em volta dessa relação é influenciado por essa cultura. É impossível haver igrejas fortes, uma sociedade forte, uma forte cultura de Honra entre nós, se essa virtude não for desenvolvida no ambiente do lar.

“É impossível honrar as pessoas de fora se você não honra as pessoas de sua casa.”

Assim sendo, quero inicialmente identificar algumas virtudes num PAI de honra.
Um PAI de Honra…
1. Dá mais VALOR aos filhos do que às COISAS
“Pois, o que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro…” (Marcos 8.36)
Estamos vivendo uma inversão de valores em nossa sociedade. Estamos nos esquecendo de Deus, amamos as coisas e usamos as pessoas, quando deveríamos adorar a Deus, amar as pessoas e usar as coisas. Há pais que estão deixando de construir um legado de honra na vida de seus filhos porque estão correndo atrás de conquistas pessoais. Estão substituindo o relacionamento pelas conquistas financeiras.

“Um pai de honra não chega ao topo do “sucesso” com uma família desonrada.”

Pelo contrário, um pai de honra, trabalha, conquista, tem sucesso na sua carreira profissional sem desonrar seus filhos e sua família. O nosso legado de honra não é o dinheiro que vamos deixar, nem as casas que vamos comprar, nem muito menos os carros que vamos possuir, ou qualquer outro bem material.
O nosso legado serão os filhos de honra que vamos deixar. Filhos que serão motivo de satisfação para próxima geração. Filhos que vão trazer alegria ao nosso coração por estarem vivendo um estilo de vida que honra primeiramente o céu. Para que isso aconteça vamos precisar investir hoje nesta relação. Não podemos perder mais tempo. Vamos agregar valores aos nossos filhos. Vamos diminuir o nosso ritmo para estarmos com eles.
Li certa vez sobre um menino que pedia todas as noites ao pai para brincarem juntos, e ajudá-lo a montar seu quebra-cabeça. O pai sempre dava uma desculpa para os seus afazeres de adulto. Um dia, o menino sofreu um grave acidente, no leito de morte, antes de sucumbir aos ferimentos, sussurrou: “Papai, o senhor não me ajudou a montar o meu quebra cabeça”. Esse pai, aflito e perturbado disse que daria tudo para voltar ao passado e começar tudo de novo em seu relacionamento com o filho. Mas era tarde demais.
Um pai de honra nunca vai ouvir de seu filho: Papai, você nunca me ajudou a montar meu quebra cabeça. Sabe por quê? Porque um pai de honra sabe equilibrar conquistas pessoais com sucesso paterno.

“Um pai de honra não deixa para amanhã aquilo que ele pode fazer pelo seu filho hoje.”

Um PAI de Honra…
2. AMA seus filhos INCONDICIONALMENTE
“Eu vos dou um novo mandamento: amai-vos uns aos outros. Como eu vos amei, assim também vós deveis amar-vos uns ao outros.” (João 13.34)
Jesus nos desafia a amar o outro da mesma forma que Ele nos amou. O amor de Jesus é incondicional. É esse tipo de amor que devemos oferecer em nossas relações interpessoais. Amor incondicional significa amor pleno, completo, absoluto, que não impõem condições ou limites para se amar. Quem ama de forma incondicional não espera nada em troca. Esse amor está em primeiro lugar. É um amor generoso, altruísta e infinito. É preciso amar os filhos de forma incondicional, amá-los mesmo quando tropeçam e caem, mesmo quando fracassam, ou não correspondem às expectativas paternas.
Podemos ver esse estilo de amor no episódio do filho pródigo. Nesta história, observamos claramente os princípios de uma paternidade fundamentada no amor incondicional. O filho pródigo havia desperdiçado os bens de seu pai e vivido de forma dissoluta. No fundo do poço, ele caiu em si e resolveu voltar para casa do pai. Sabia que não merecia mais o status de filho. Queria ser apenas mais um dos empregados daquela casa. Porém, seu pai o recebeu com honras. Nem mesmo lhe permitiu terminar o discurso de desculpas. Abraçou-o, beijou-o, vestiu-lhe com a melhor roupa, colocou-lhe sandálias nos pés e um anel no dedo. Matou um cevado e começou a festejar.
Esse é o amor incondicional. É assim, também, o amor de Deus por nós. Deus nos amou não porque merecíamos o seu amor. Ele nos amou apesar de nós. Amou-nos quando éramos pecadores, quando éramos seu inimigo. Buscou-nos quando não o buscávamos. Amou-nos ao ponto de nos dar seu filho, seu único filho, para morrer em nosso lugar.
Uma paternidade de honra se espelha no Pai do céu, para amar seu filho de maneira incondicional. Entretanto, há pais, que são duros demais com os erros dos seus filhos, tratando-os com rigidez e insensibilidade. Estão sempre apontando os erros, mas nunca destacando os acertos.
Um pai de honra não concorda com os erros de seus filhos. Porém, ama esse filho de forma incondicional. Esse amor tem como propósito restaurar o faltoso e dar-lhe a oportunidade de recomeçar uma nova caminhada reescrevendo uma nova história.

“Onde o amor é sonegado, a mágoa impera; onde o amor está ausente, a conspiração se faz presente; onde não se oferece vida através do amor, a morte se instala.”

Uma paternidade de honra condena o pecado cometido e não aquele que cometeu.
Um PAI de Honra…
3. Tem um CANAL de COMUNICAÇÃO aberto com seus filhos
A comunicação é o oxigênio de uma paternidade saudável. Sem comunicação, reina a morte – não a vida – numa relação familiar. A Bíblia diz:
“O que você diz pode salvar ou destruir uma vida; portanto, use bem suas palavras e você será recompensado.” (Provérbios 18.21)
O diálogo está morrendo nesta presente geração. No século da comunicação virtual, estamos retrocedendo ao tempo das cavernas na comunicação real. Aquilo que era para se manifestar como benção nesta geração está trazendo prejuízos enormes para as relações interpessoais.
Há pessoas que ficam duas horas em uma conversação virtual, mas não conseguem passar cinco minutos em um bate papo real e muito menos num bate papo celestial. Porém, pais de honra não deixam essas situações passarem diante dos seus olhos sem se posicionarem.
Pais de honra investem numa comunicação saudável com seus filhos. São pais abertos para conversarem sobre tudo com os filhos que amam. São pais dispostos a abrir mão da comunicação virtual para ser conectar ao mundo real dos seus filhos. São pais que mesmo com as agendas cheias de compromisso, estão dispostos a abrir mão delas para colocar o bate papo com seus filhos em dia. O bate papo com seu filho(a) está em dia? Um pai de honra mantém uma comunicação aberta e saudável com seus filhos.
Vimos neste primeiro momento três virtudes que nos ajudarão a desenvolver uma paternidade que venha honrar a vida de nossos filhos. Agregamos valor de honra aos nossos filhos quando os valorizamos mais que nossas conquistas pessoais, quando demonstrando a eles o nosso amor incondicional e sentando com eles para nos comunicar em um ambiente saudável e real.
Agora, vamos olhar olhando as virtudes que nos ajudarão a viver uma filiação que venha honrar a vida de nossos pais. Vamos ver as qualidades de um filho de honra.
Um FILHO de Honra…
1. OBEDECE aos pais no TEMOR do Senhor
“Honra teu pai e tua mãe, a fim de que tenhas vida longa na terra que o Senhor, o teu Deus te dá.” (Êxodo 20.12)
O apóstolo Paulo, escrevendo aos efésios, interpreta esse mandamento e acrescenta:
“Filhos, obedecei a vossos pais no Senhor, pois isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe que é o primeiro mandamento com promessa, para que te vá bem, e sejas de longa vida sobre a terra.” (Efésios 6.1-3)
Os pais são autoridades de Deus na vida dos filhos. Uma autoridade delegada por Deus. Por isso, desobedecer aos pais é desonrar essa autoridade delegada. Um filho de honra obedece ao pai da terra como consequência de sua obediência ao pai do céu.

“Quanto mais você for um filho de honra para o pai do céu, mais você será um filho de honra para seu pai da terra.”

Um filho de honra nunca será um motivo de desonra para seu pai. O desejo do coração de um filho de honra é enaltecer a sua filiação com uma vida que venha trazer alegria ao coração do seu pai.
Um FILHO de Honra…
2. AGRADECE a Deus todos os dias pela VIDA de seus pais
“Dando graças constantemente a Deus Pai por todas as coisas, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo.” (Efésios 5.20)

“A ingratidão é uma atitude de desonra.”

Muitos pais se sacrificaram pelos filhos, dando a eles sua vida, saúde, sangue, suor, lágrimas e depois os filhos, impiedosamente, se esquecem dos pais, fazendo pouco caso de todo investimento que eles fizeram.

Filhos que querem honrar a vida de seus pais, nunca devem esquecer aquilo que eles fizeram com muita dedicação para torná-lo a pessoa que você é hoje. Filhos de honra fazem questão de agradecer cada sacrifício, cada investimento feito, cada orientação dada, cada disciplina aplicada, cada lágrima derramada, a fim de torná-lo um filho honrado. Filhos de honra são gratos a Deus pela vida de seus pais, demonstrando essa gratidão por meio de palavras, gestos e atitudes honrosas.
Nada fere mais o coração de um pai, do que a ingratidão de um filho, que não valoriza o esforço e o investimento que foi dispensado a ele. Filhos de honra tem prazer de enaltecer, exaltar e falar com gratidão sobre a vida dos seus pais.
Um FILHO de Honra…
3. APLICA os VALORES do REINO ensinado pelos pais
“Preste muita atenção, amigo, ao que seu pai diz e nunca se esqueça do que aprendeu desde o colo da sua mãe. Use seus conselhos como coroa na cabeça em sinal de orgulho, dignidade e honra.” (Provérbios 1.8-9 AM)
Filhos de honra entendem que não podem viver a vida só na teoria, mas aplicam em suas vidas as verdades e os valores do Reino que foram ensinados pelos seus pais. Por isso, o sábio investiu os nove primeiros capítulos do seu livro de Provérbios na perspectiva de um pai que desejava ver seu filho aplicando os valores do Reino de Deus em sua vida. O apóstolo Paulo também faz recomendações aos filhos e mostra os benefícios que a obediência produz na vida dos filhos de honra:
“Filhos, faça o que seus pais mandarem. É bem por aí mesmo! Honre pai e mãe; é o primeiro mandamento que traz uma promessa: para que você possa viver bem e ter vida longa.” (Efésios 6.1-3 AM)
“Filhos, façam o que seus pais mandam. Isso alegra muito ao Senhor.” (Colossenses 3.20 AM)
Quais são as promessas que recaem sobre a vida dos filhos de honra, que obedecem os seus pais e aplicam os valores do Reino de Deus em sua vida?

  • Viver bem;
  • Vida longa;
  • Alegria no coração de Deus.

Filhos, suas atitudes revelam que você aplicou os valores do Reino ensinados pelos seus pais em sua vida? Lembrem-se que filhos de honra devem revelar, acima de tudo, o caráter do Pai do Céu, o caráter de Deus!
Conclusão:
Eu acredito que hoje Deus está levantando um grande exército de Pais e Filhos de honra. Mas, para que isso aconteça, precisamos tomar posse dos princípios que foram ensinados.
Um PAI de Honra…
1. Dá mais VALOR aos filhos do que às COISAS
2. AMA seus filhos INCONDICIONALMENTE
3. Tem um CANAL de COMUNICAÇÃO aberto com seus filhos
Um FILHO de Honra…
1. OBEDECE aos pais no TEMOR do Senhor
2. AGRADECE a Deus todos os dias pela VIDA de seus pais
3. APLICA os VALORES do REINO ensinado pelos pais
Nem todos aqui são PAIS, mas todos são FILHOS. Muitas vezes, como filhos, somos machucados na corrida da vida. É provável que muitos filhos não tenham tido o privilégio de terem um pai de honra, mas carregam no seu coração a dor a figura de um pai que trouxe mais desgraça do que graça à sua vida.
Não importa onde foi ferido, não importa se você se feriu sozinho, não importa o que as circunstâncias da vida fizeram com você. Hoje, o Pai do Céu, vai pular das arquibancadas, vai abraçá-lo e vai caminhar com você até a linha de chegada.

 

Rolar para o topo