Quando Chegar o Dia Mau (27/09/2015 – manhã)

QUANDO CHEGAR O DIA MAU
mensagem pregada pelo Pr. Marcelo Coelho Fernandes
“Quando Davi e seus soldados chegaram a Ziclague, no terceiro dia, os amalequitas tinham atacado o Neguebe e incendiado a cidade de Ziclague… Levaram como prisioneiros todos os que lá estavam: as mulheres, os jovens e os idosos. A ninguém mataram, mas os levaram consigo, quando prosseguiram seu caminho… Ao chegarem a Ziclague, Davi e seus soldados encontraram a cidade destruída pelo fogo e viram que suas mulheres, seus filhos e suas filhas tinham sido levados como prisioneiros.” (1° Samuel 30.1-3)
Este capítulo relata um dos momentos mais difíceis da vida de Davi antes de tornar-se rei de Israel. Davi e seus homens estavam inseridos num período de batalhas e por força das circunstâncias eles haviam deixado suas esposas, filhos e outros familiares na cidade de Ziclague para poderem guerrear.
Entretanto, a Bíblia nos diz que ao voltar de uma batalha na qual não puderam lutar, Davi e seus homens tiveram uma das visões mais terríveis que se possa imaginar: os amalequitas tinham atacado a cidade, incendiado tudo, levando como prisioneiros todos os que ali estavam; mulheres, crianças e escravos. Os inimigos haviam se aproveitado da ausência deles para estabelecer o caos! Para piorar a situação, eles culparam Davi, pois ele era o líder!
E agora? O que fazer quando estamos numa situação assim? O que fazer quando não encontramos saída? Olhando para este momento da história de Davi, podemos aprender alguns princípios básicos para quando o dia mau chegar.
Quando o dia mau chegar…
1. Não ESCONDA a sua DOR, mas CHORE.
“Então Davi e seus soldados choraram em alta voz até não terem mais forças.” (1° Samuel 30.4)
Parece que Davi chorou por três razões:

  • Chorou pela dor que sentiu ao ver o cenário da destruição;
  • Chorou por ter sido acusado pelos seus próprios companheiros;
  • Chorou por se sentir só no meio da tragédia.

Há coisas nesta vida que são tolas, mas há coisas que de fato são dignas das nossas lágrimas. Normalmente os problemas aumentam quando insistimos em negá-los, quando insistimos em manter o coração endurecido. Chorar não é sinal de fraqueza, mas sim um sinal de que alguma coisa está errada, e, algo deve ser feito. Quem chora está dizendo que não pode se conformar com a própria catástrofe, que precisa reagir diante da crise.
Qual foi a última vez que você chorou pela sua vida? Pelo seu casamento? Pelos seus filhos? Pelos problemas que você tem enfrentado? Nós precisamos pedir a Deus o dom das lágrimas, precisamos pedir um coração quebrantado. Um dos dramas dos nossos dias é a dureza de coração.
Os problemas acontecem e achamos que não estão acontecendo, estamos nos conformando com eles. A família está em crise, o casamento está acabando, a esposa está gritando por socorro e tapamos os ouvidos e fechamos os olhos e endurecemos o nosso coração, quando devíamos nos prostrar e chorar diante de Deus.
Não é vergonha chorar. Jesus chorou. Ele chorou quando chegou ao velório do seu grande amigo Lázaro. Ele não ocultou suas lágrimas, não disfarçou sua dor, mas simplesmente chorou. Qual tem sido a sua primeira alternativa diante daquilo que você tem enfrentado na vida: choro ou negação?
Quando o dia mau chegar…
2. Busque FORÇAS em Deus para CONTINUAR.
Davi estava sofrendo exatamente como os seus companheiros, ele compartilhava da mesma dor, tendo em vista que perdera sua família. Porém, ele foi considerado o responsável por aquele dia mau, sobre ele foi lançado toda raiva e indignação reprimida, pois falavam em apedrejá-lo. Davi estava no fundo do poço, pois perdera a família, perdera seus bens, e, aqueles que antes o defendiam agora estavam contra ele.
O que fazer numa situação assim? Que esperança poderia haver em seu coração? Deus se mostrava digno de sua confiança? Davi poderia culpar a Deus por tudo o que estava acontecendo. No entanto, ele não fez isso. Pelo contrário, ao invés de culpar Deus por tudo o que estava vivendo, a Bíblia nos diz que:
“Davi, porém fortaleceu-se no Senhor…” (1° Samuel 30.6)
Ou seja, ele buscou forças em Deus. Quando tudo chega ao final, com Deus ainda há uma chance de completa restauração. Se você se encontra em uma situação desesperadora, não desanime. Busque força em Deus para prosseguir. Não importa a situação em que você vive – a crise que atravessa; a tempestade que assola a sua alma; o tipo de situação que sua família enfrenta; até que ponto sua saúde esteja abalada; a condição financeira desacertada; seus filhos dispersos e seus amigos contra você. Quero lhe dizer – ainda há uma saída em Deus.
“Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça.” (Isaías 41.10)
“Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.” (Salmo 46.1)
Quando o dia mau chegar…
3. Pare e OUÇA a VOZ de Deus.
Ouvir a voz de Deus é o que você precisa para ter direção quando o dia mau chegar. Talvez você tenha parado para ouvir muita gente, e ainda não parou para ouvir a Deus. Davi no meio da sua crise parou para ouvir a direção de Deus. Ele perguntou ao SENHOR:
“Devo perseguir esse bando de invasores? Irei alcançá-los? E o SENHOR respondeu: Persiga-os; é certo que você os alcançará e conseguirá libertar os prisioneiros.” (1°Samuel 30.8)
Ele parou para buscar a direção do Senhor acerca da sua própria catástrofe. Neste momento Deus lhe deu uma resposta positiva e animadora, eles deveriam ir, pois certamente alcançaria os inimigos e libertaria os prisioneiros. Pode parecer complicado, mas o que Davi fez foi simplesmente parar para ouvir o que Deus tinha a lhe dizer sobre o assunto, e isto pode ser feito por nós quando as coisas não vão bem. Você já parou para ouvir a Deus com relação ao que você está vivendo? Qual foi a direção que Ele lhe deu?
Quando o dia mau chegar…
4. Disponha-se a BATALHAR por aquilo que você PERDEU.
Antes de voltar a Ziclague, Davi e seus homens haviam marchado aproximadamente quarenta km. Agora para chegar até onde os inimigos estavam com o fim de resgatar seus familiares eles deveriam marchar mais uns 30 km, ou seja, um total de 70 km em quatro ou cinco dias, sendo que ao final ainda teriam de travar uma batalha. Era um esforço grande a ser realizado, mas não havia outra maneira de reverter o cenário catastrófico.
Não havia outra maneira trazer de volta aquilo que se perdeu. Deus disse que a vitória era certa, mas eram eles quem batalhariam (Persiga-os; é certo que você os alcançará e conseguirá libertar os prisioneiros – v.8). Ninguém reverte o caos de braços cruzados. Ninguém realiza mudanças efetivas sem a condição de partir para a batalha. Os versos 17-19 nos dizem que:
“Davi os atacou no dia seguinte, desde o amanhecer até à tarde, e nenhum deles escapou… Davi recuperou tudo o que os amalequitas tinham levado, incluindo suas duas mulheres… Nada faltou: nem jovens, nem velhos, nem filhos, nem filhas, nem bens, nem qualquer outra coisa que fora levada. Davi recuperou tudo.” (1° Samuel 30.17-19)
O que você precisa recuperar hoje em sua vida? Pelo que é que você precisa batalhar? O que Deus lhe deu e você perdeu no caminho? O que é que um dia você já teve e o inimigo saqueou da sua vida?

  • Quem sabe você perdeu o encanto pela Palavra de Deus e precisa restaurar ela em sua vida.
  • Quem sabe você perdeu a alegria e a paz nos relacionamentos interpessoais e precisa restaura-lo.
  • Quem sabe você perdeu um filho para o mundo e deseja vê-lo de volta nos caminhos do Senhor.
  • Quem sabe o romantismo foi saqueado do seu casamento e você deseja restaurá-lo.

O que você está precisando restaurar em sua vida? Não importa o que seja, batalhe para recuperar aquilo que foi saqueado. Lute para recuperar aquilo que você está perdendo. No entanto, lembre-se de algo muito importante – precisamos lembrar que toda e qualquer batalha que venhamos a travar não se compara com a batalha que Deus travou para que fôssemos reconciliados com Ele. Por amor às nossas vidas ele sacrificou seu filho na cruz do calvário. Deus não desistiu, bem como não desistirá, mas sempre batalhará por nós!
É fato que não há ganho sem dor, não há ascensão sem adversidade, não há progresso sem problemas, não há vitória sem batalha! Quer vencer? Lute para recuperar aquilo que você perdeu.
Conclusão:
Quando o dia mau chegar…
1. Não ESCONDA a sua DOR, mas CHORE;
2. Busque FORÇAS em Deus para CONTINUAR;
3. Pare tudo e OUÇA a VOZ de Deus;
4. Disponha-se a BATALHAR por aquilo que você PERDEU.

 

Rolar para o topo