Quebrando as Correntes da Vida

QUEBRANDO AS CORRENTES DA VIDA
mensagem pregada pelo Pr. Acyr Júnior
“Quando chegaram onde estavam os outros discípulos, viram uma grande multidão ao redor deles e os mestres da lei discutindo com eles. Logo que todo o povo viu Jesus, ficou muito surpreso e correu para saudá-lo. Perguntou Jesus: O que vocês estão discutindo? Um homem, no meio da multidão, respondeu: Mestre, eu te trouxe o meu filho, que está com um espírito que o impede de falar. Onde quer que o apanhe, joga-o no chão. Ele espuma pela boca, range os dentes e fica rígido. Pedi aos teus discípulos que expulsassem o espírito, mas eles não conseguiram. Respondeu Jesus: Ó geração incrédula, até quando estarei com vocês? Até quando terei que suportá-los? Tragam-me o menino. Então, eles o trouxeram. Quando o espírito viu Jesus, imediatamente causou uma convulsão no menino. Este caiu no chão e começou a rolar, espumando pela boca. Jesus perguntou ao pai do menino: Há quanto tempo ele está assim? Ele respondeu: Desde a infância. Muitas vezes o tem lançado no fogo e na água para matá-lo. Mas, se podes fazer alguma coisa, tem compaixão de nós e ajuda-nos. Disse Jesus: se podes? Tudo é possível àquele que crê. Imediatamente o pai do menino exclamou: Creio, ajuda-me a vencer a minha incredulidade! Quando Jesus viu que uma multidão estava se ajuntando, repreendeu o espírito imundo, dizendo: Espírito mudo e surdo, eu ordeno que o deixe e nunca mais entre nele. O espírito gritou, agitou-o violentamente e saiu. O menino ficou como morto, a ponto de muitos dizerem: Ele morreu. Mas Jesus tomou-o pela mão e o levantou, e ele ficou em pé.” (Marcos 9.14-27)
O que podemos aprender a partir da experiência do texto que lemos? O que precisamos fazer para quebrar as correntes da vida que nos fazem sofrer dia após dia?
Para quebrar as correntes da vida…
1. Faça um INVENTÁRIO das suas PRISÕES
“Um homem, no meio da multidão, respondeu: Mestre, eu te trouxe o meu filho, que está com um espírito que o impede de falar. Onde quer que o apanhe, joga-o no chão. Ele espuma pela boca, range os dentes e fica rígido.” (v.17,18)
A primeira coisa que o pai do menino fez quando se encontrou com Jesus foi fazer um relato das áreas aprisionadas da vida do seu filho. Ele fez um invetário das prisões do seu filho. Sem esse inventário, as correntes que o prendiam não poderiam ser quebradas.
A Bíblia diz:
“Examinemos e coloquemos à prova os nossos caminhos, e depois voltemos ao Senhor.” (Lamentações 3.40)
“Por isso, ó Deus, examina a minha vida em detalhes! Põe os meus pensamentos e emoções à prova, toma conhecimento de tudo! Descobre qualquer caminho errado e mau e orienta-me para que eu ande sempre pelo caminho da vida eterna.” (Salmo 139.23-24)

“Você nunca será liberto de suas prisões sem fazer um honesto inventário moral e espiritual.”

Para quebrar as correntes da vida…
2. Não acredite nas MENTIRAS de Satanás
“Jesus perguntou ao pai do menino: Há quanto tempo ele está assim? Ele respondeu: Desde a infância.” (v.21)
Não podemos precisar a idade do menino, mas o próprio pai afirmou que ele estava aprisionado desde a infância. Talvez essa família tenha vivido, até aquele momento, acreditando na mentira de que aquele menino viveria assim por toda a sua vida. Quando você acha que não há mais chance de quebrar as correntes que o prendem, quando você pensa que não há mais solução para as dores, lutas e sofrimentos pelas quais você atravessa, você está acreditando nas mentiras do Diabo. Preste atenção no que a Bíblia fala a respeito dele:
“Ele foi homicida desde o princípio e não se apegou à verdade, pois não há verdade nele. Quando mente, fala a sua própria língua, pois é mentiroso e pai da mentira.” (João 8.44b)
A Bíblia comprova que é possível encontrar libertação para as prisões desta vida:
“E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará. […] Portanto, se o Filho os libertar, vocês de fato serão livres.” (João 8.32,36)
Para quebrar as correntes da vida…
3. Seja DETERMINADO em sua DECISÃO de libertação
“… Se podes fazer alguma coisa, tem compaixão de nós e ajuda-nos.” (v.22b)
O que não faltou ao pai do menino foi determinação em ver o seu filho liberto. Sua intercessão foi sua última tentativa, mas determinada, sincera e verdadeira. Aliás, ele já havia feito esse pedido aos discípulos, mas eles não haviam conseguido expulsar o demônio.

“Uma coisa é você saber das suas prisões. Outra coisa é ter vontade de deixá-las.”

“Ninguém pode querer a sua libertação mais do que a própria pessoa queira ser liberta.”

Para quebrar as correntes da vida…
4. Confie no PODER libertador de Jesus
“Disse Jesus: se podes? Tudo é possível àquele que crê. Imediatamente o pai do menino exclamou: Creio, ajuda-me a vencer a minha incredulidade!” (v.24)
Jesus disse àquele homem que tudo é possível ao que crê. Ele não esperou um dia, dois dias, uma semana para se manifestar. Imediatamente o pai do menino fez uma declaração de confiança no poder de Deus para libertar o seu filho.
Sobre a fé, a Bíblia diz o seguinte:
“Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam.” (Hebreus 11.6)
Conclusão:
Qual foi o resultado das atitudes daquele pai que desejava ver seu filho com as correntes da vida quebradas e completamente livre de suas prisões?
“Quando Jesus viu que uma multidão estava se ajuntando, repreendeu o espírito imundo, dizendo: Espírito mudo e surdo, eu ordeno que o deixe e nunca mais entre nele. O espírito gritou, agitou-o violentamente e saiu. O menino ficou como morto, a ponto de muitos dizerem: Ele morreu. Mas Jesus tomou-o pela mão e o levantou, e ele ficou em pé.” (v.25-27)
Para quebrar as correntes da vida…
1. Faça um INVENTÁRIO das suas PRISÕES
2. Não acredite nas MENTIRAS de Satanás
3. Seja DETERMINADO em sua DECISÃO de libertação
4. Confie no PODER libertador de Jesus

 

Rolar para o topo