Sou Intercessor e Agora?

SÉRIE “ATIVANDO O MODO INTERCESSOR” | 04/04
SOU INTERCESSOR E AGORA?

mensagem pregada pelo Pr. Marcelo Coelho Fernandes

Agora que você compreendeu que é um intercessor, que decidiu ser um intercessor, o que fazer?

1. Interceda.

“Mas quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está no secreto. Então seu Pai, que vê no secreto, o recompensará.” (Mateus 6.6)

Só desenvolvemos nossa vida de oração se praticarmos. É algo que se aprende e ganha desenvoltura fazendo. Jesus, repetidas vezes, orava em  seu ministério e até hoje ele intercede: “Portanto ele é capaz de salvar definitivamente aqueles que, por meio dele, aproximam-se de Deus, pois vive sempre para interceder por eles.” (Hebreus 7.25).

2. Anote seus pedidos e acompanhe.

“Pois todo o que pede, recebe; o que busca, encontra; e àquele que bate, a porta será aberta.” (Mateus 7.8)

Crie o hábito de anotar seus pedidos e orar sistematicamente até que aconteça um desfecho do Céu. Seja resiliente e nunca desista de orar por algo que Deus colocou em seu coração. Não é para enrijecer o processo, mas para que as intercessões se tornem testemunhos! Se interceder é gerar, então geralmente será necessário orar e esperar até que aconteça. Você tem um registro das suas intercessões respondidas?

3. Contagie outros com a intercessão.

“Pois onde se reunirem dois ou três em meu nome, ali eu estou no meio deles.” (Mateus 18.20)

Se você descobriu a importância de interceder envolva outros. Orar sozinho é fundamental, mas orar com outros traz senso de pertencimento, altruísmo, motivação e engajamento. Acredite, você pode gerar outros intercessores até que todas as pessoas ao seu redor sejam impactadas.

Conclusão:

Sou um intercessor e agora?
1. Interceda.
2. Anote seus pedidos e acompanhe.
3. Contagie outros com a intercessão.

Rolar para o topo