Sua Vida na Terra não é Permanente (07/08/2014 – quinta)

Uma Vida com Propósito
Semana – Afinal de contas, por que estou aqui?
SUA VIDA NA TERRA NÃO É PERMANENTE

mensagem pregada pelo Pr. Marcelo Coelho Fernandes
“Mostra-me, SENHOR, o fim da minha vida e o número dos meus dias, para que eu saiba quão frágil sou… Deste aos meus dias o comprimento de um palmo; a duração da minha vida é nada diante de ti. De fato, o homem não passa de um sopro.” (Salmo 39.4,5)
A vida aqui na terra é uma atribuição temporária. Deus disse que somos peregrinos aqui na terra (Salmo 119.19). Sua vida aqui é transitória, breve e temporária. Para que você viva sua vida aqui na terra da melhor forma, duas coisas precisam estar bem definidas em seu coração:

  • Com relação à eternidade, a vida aqui é extremamente breve
  • A nossa vida aqui é temporária e frágil

Diante disso: Não fique apegado as coisas terrenas, volte seus olhos e coração para coisas espirituais! Peça a Deus para lhe ajudar nesse sentido. A Bíblia compara varias vezes a vida terrena a uma habitação temporária em um país estrangeiro. Aqui não é seu lar permanente nem seu destino final. Você está aqui na terra só de passagem. A bíblia usa termos como “forasteiros”, “peregrinos”, “estrangeiros”, “estranhos”, “visitantes” e “viajante” para descrever nossa breve estada neste mundo. Davi disse:
“Sou apenas um peregrino na terra.” (Salmos 119.19, NTLH)
Sendo assim, o nosso visto para viver aqui na terra não é permanente, é temporário! Por isso, precisamos ter em mente algumas verdades sobre nossa vida aqui na terra:
1ª Verdade que preciso entender:
Minha vida na terra é um TESTE
Deus continuamente testa as pessoas quanto ao caráter, fé, obediência, amor, honestidade e lealdade. Grandes homens da Bíblia passaram por esses testes terrenos. Abraão foi provado sendo desafiado a sacrificar o próprio filho; Daniel também teve a sua fé provada ao ser lançado na cova dos leões, o rei Ezequias também foi provado através de uma enfermidade… E por ai vai… O fato é que a Bíblia nos diz também:
“Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas provações, pois vocês sabem que a prova da sua fé produz perseverança. E a perseverança deve ter ação completa, a fim de que vocês sejam maduros e íntegros, sem lhes faltar coisa alguma.” (Tiago 1.2-4) 
A grande questão é que Deus sempre observa as nossas reações diante das adversidades. Como reagimos diante de tudo aquilo que acontece conosco. Sendo assim, o que as provações têm revelado acerca de você? Como você tem reagido diante dos testes de sua vida? Você têm sido aprovado ou reprovado por eles? Guarde isto:

OS TESTES DA VIDA TERRENA TANTO DESENVOLVEM QUANTO MANIFESTAM O CARÁTER DE UMA PESSOA.

Quando você compreender que a vida é um teste, é uma preparação para o céu, você perceberá que nada é insignificante em sua existência. Mesmo o menor incidente é relevante para o desenvolvimento do seu caráter. Cada dia é importante, e cada segundo é uma crescente oportunidade para aperfeiçoar o caráter, para demonstrar amor ou depender de Deus.
Alguns testes parecem pesados demais, enquanto outros não são sequer perceptíveis, mas todos têm implicações de nos preparar para eternidade com Deus. Entretanto, a boa notícia é que Deus quer que sejamos aprovados em todos os testes, por isso jamais permitirá um teste que não possamos suportar. A Bíblia diz:
“Deus cumpre a sua promessa e não deixará que vocês sofram provações que vocês não têm forças para suportar. Quando uma provação vier, Deus dará forças a vocês para suportá-la, e assim vocês poderão sair dela.” (1 Coríntios 10.13, NTLH)
Toda vez que você é aprovado num teste, Deus toma conhecimento e faz planos para recompensá-lo na eternidade. Em cada teste que você é aprovado por Deus aqui… Será uma recompensa que você receberá na eternidade. Tiago diz:
“Feliz é o homem que persevera na provação, porque depois de aprovado receberá a coroa da vida, que Deus prometeu aos que o amam.” (Tiago 1.12)
2ª Verdade que preciso entender:
Minha vida na terra é um CARGO DE CONFIANÇA
Você já ocupou um cargo de confiança? Como você se sentiu? Feliz, alegre, recompensado, promovido, satisfeito, responsável, etc. É dessa mesma forma que Deus deseja que você se sinta com as coisas que Ele lhe confiou na terra. Nosso tempo sobre a terra, nossa energia, inteligência, oportunidades, relacionamento e recursos são dádivas que Deus nos confiou para cuidarmos e administramos. Somos apenas mordomos de tudo quanto Deus nos dá. Esse conceito começa com o reconhecimento de que Deus é o dono de tudo e de todos. A Bíblia nos lembra que:
“Do Senhor é a terra e tudo o que nela existe, o mundo e os que nele vivem.” (Salmos 24.1)
Nada do que possuímos é realmente nosso. Deus apenas nos empresta tudo o que está em nossas mãos enquanto estamos aqui. Desta forma, se tudo o que se encontra diante de nós não nos pertence, precisamos então pensar: Como temos cuidado de tudo aquilo que se encontra em nossas mãos? Como você tem administrado…

  • Seu tempo?
  • Seu corpo que é templo do Espírito Santo?
  • Sua influência? Suas oportunidades?
  • Seus bens e recursos?
  • Seus dons, talentos e habilidades?

De fato, jamais possuímos realmente coisa alguma durante nosso breve período de vida. Deus apenas nos empresta a terra enquanto estamos aqui. Quando Deus criou Adão e Eva, confiou a eles o cuidado de sua criação e nomeou-os administradores de sua propriedade. A Bíblia diz:
“Deus os abençoou, dizendo: tenham muitos e muitos filhos; espalhem-se por toda terra e a dominem. E tenham o poder sobre os peixes do mar, sobre as aves que voam no ar e sobre os animais que se arrastam pelo chão.” (Gênesis 1.28, NTLH)
A primeira tarefa que Deus deu aos humanos foi administrar e cuidas das “coisas” dele. Tudo o que desfrutamos deve ser tratado como uma responsabilidade que Deus pós em nossas mãos para ser administrado. A Bíblia confirma essa verdade ao dizer:
“Vocês têm alguma coisa que não tenha sido dada por Deus? E se tudo o que vocês têm vem de Deus, por que vocês se vangloriam como se tivessem realizado alguma coisa por si próprios?” (1 Coríntios 4.7b, NLT)
Tudo o que temos vem de Deus. Apenas administramos aquilo que nos foi atribuído como um cargo de confiança.
Jesus frequentemente se referia à vida como um cargo de confiança e contou muitas histórias para ilustrar essa responsabilidade perante Deus.
Na parábola dos talentos – Mateus 25.14-30 – Um homem de negócios confiou sua riqueza ao cuidado dos servos enquanto estava fora. Quando retornou, avaliou a responsabilidade de cada servo e recompensou a cada um adequadamente. O senhor daqueles servos disse:
“Muito bem, servo bom e fiel! Você foi fiel no pouco, eu o porei sobre o muito. Venha e participe da alegria do seu senhor!” (Mateus 25.21, NVI)
Amado (a)! Ao final de sua vida, você será avaliado e recompensado conforme o seu desempenho ao lidar com o que Deus lhe confiou. Isso significa que tudo o que você faz, mesmo uma simples tarefa diária, tem implicações eternas. Sendo assim, administre bem as coisas que Deus lhe confiou aqui, para ser recompensado lá na eternidade.
3ª Verdade que preciso entender:
Minha vida na terra não é meu LAR DEFINITIVO
É possível que a vida esteja lhe trazendo algumas fadigas, dores, tristezas, decepções, angustias e dificuldades.
Por conta desses acontecimentos, precisamos ter em mente que a terra não é o nosso lar definitivo. Ainda não chegamos em casa. A Bíblia nos dá algumas descrições de como a nossa vida é passageira:
“… pois nós nascemos ontem e não sabemos nada. Nossos dias na terra não passam de uma sombra.” (Jó 8.9)
“Vocês nem sabem o que lhes acontecerá amanhã! Que é a sua vida? Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois se dissipa.” (Tiago 4.14)
O fato de a terra não ser nosso lar definitivo explica por que, como seguidores de Jesus, experimentamos dificuldades, aflições e rejeições neste mundo. Isso também explica por que algumas promessas de Deus parecem não ter sido cumpridas, algumas orações parecem não respondidas, algumas situações parecem injustas e o mal parece que está vencendo.
Entenda uma coisa! Para impedir que fiquemos muito apegados às coisas dessa terra, Deus nos permite enfrentar desgostos, fracassos, decepções, tristezas, angustias, dores e anseios que jamais serão satisfeitos aqui na terra para entendermos que a terra não é nosso lar definitivo, fomos criados para algo melhor que vai nos realizar plenamente. Pense comigo:

  • Um peixe nunca seria feliz na terra, porque ele foi feito para viver no mar.
  • Uma águia jamais seria feliz, vivendo na terra com suas asas cortadas. Ela foi criada para voar.
  • Você nunca se sentirá plenamente satisfeito na terra, simplesmente porque você não foi criado para viver eternamente aqui. Você terá momentos felizes aqui na terra, mas NADA comparado à sua reação ao que ainda está por vir!

C.S. Lewis disse: “Tudo que não é eterno, é eternamente inútil”.
Paulo disse: “… pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão produzindo para nós uma glória eterna que pesa mais do que todos eles… Assim, fixamos os olhos, não naquilo que se vê, mas no que não se vê, pois o que se vê é transitório, mas o que não se vê é eterno” (1 Coríntios 4.17,18).
Sendo assim, não fique arrasado se você ama a Deus e está sofrendo… Olhe para os homens da Bíblia…

  • José foi sempre obediente e mesmo assim foi vendido pelos irmãos, foi escravo e foi prisioneiro.
  • Paulo mesmo fiel passou anos em uma prisão
  • João Batista, mesmo sendo o mais justo da terra terminou sua vida decapitado.
  • Pedro, mesmo sendo alguém especial para Jesus terminou seus dias crucificado.
  • João mesmo sendo autor de parte da Bíblia, foi preso e exilado em uma ilha.

Os sofrimentos que você tem passado aqui na terra, não são provas de que Deus o abandonou, são fatos que revelam que seu lar não é aqui. Creia, Deus tem o melhor para você na eternidade. Vejam só esta Palavra:
“Mas se vocês suportam o sofrimento por terem feito o bem, isso é louvável diante de Deus… Para isso vocês foram chamados, pois também Cristo sofreu no lugar de vocês, deixando-lhes exemplo, para que sigam os seus passos.” (1 Pedro 2.20,21)
Conclusão:
Por que você está dando tanta importância para coisas temporárias? Onde está seu coração? Qual é sua motivação de vida? Quem dirige sua vida? Quando você sofrer aqui na terra com Cristo, alegre-se: Você vai para casa! O mundo não é o seu lar! Nesta noite, aprendemos que:

  1. A vida na terra é um TESTE;
  2. A vida na terra é um CARGO DE CONFIANÇA;
  3. A vida na terra não é meu LAR DEFINITIVO.

 

Rolar para o topo