EMOÇÕES SAUDÁVEIS – Superando as Mágoas para Viver Feliz

SÉRIE DE MENSAGENS EMOÇÕES SAUDÁVEIS
SUPERANDO AS MÁGOAS PARA VIVER FELIZ | 07/08
mensagem pregada pelo Pr. Acyr Júnior
“E disse o Senhor: é razoável esse teu ressentimento?” (Jonas 4.4)
Deus está perguntando a Jonas: será que esse seu ressentimento tem uma razão de ser? Será que essa sua indignação deve ser levada em conta? Será que essa sua mágoa está valendo a pena? Hoje, o nosso assunto é sobre o ressentimento.
Mas, o que é o ressentimento? Segundo o dicionário, ressentimento é sentir de novo; mostrar-se ofendido, melindrado; sentir as consequências, sentir os efeitos de alguma coisa. Estar ressentido, magoado, é conviver com sentimentos que penetram na sua vida no passado, anos atrás e que você naquela hora preferiu empurrar com a barriga ao invés de resolvê-los. Esse sentimento transforma-se em um barril de pólvora, que a qualquer momento, uma mínima faísca é suficiente para o explodir, atingindo quem quer que esteja do seu lado. Um famoso psicanalista disse o seguinte:

“O ressentimento é como acelerar um carro atolado no barro. Quanto mais se acelera, mais se afunda e menos se mexe. É um beco sem saída.”

Sentir novamente a mágoa é trazer à tona momentos ruins, dolorosos, inacabados; um sentimento negativo de que alguma coisa poderia ser diferente, que há um aspecto afetivo mal resolvido. Entretanto, o que causa o ressentimento? Ele poderia ser definido numa frase de apenas três palavras: SENTIMENTO NEGATIVOS CRISTALIZADOS!
De repente alguém vai se tornando aquela pessoa difícil, aquela pessoa incomunicável, aquela pessoa incontrolável, que foge dos diálogos, pessoa inacessível, artificial. Quando alguém conversa com essa pessoa, tem a impressão de alguém artificial, que não é ela mesma. Podemos identificar alguns exemplos de sentimentos que se cristalizam e se convertem em ressentimento:

  • REJEIÇÃO – em algum momento da vida a pessoa se sentiu rejeitada e não foi checar isso, não foi conversar, não foi avaliar a situação, perguntar o que está havendo. Simplesmente seguiu em frente, e o sentimento de rejeição se cristalizou em sua vida.
  • RAIVA – é uma situação em que a pessoa não pode expressar a sua dor. Tem muita raiva, vontade de dar um pontapé, um chute, um soco, mas se contém e todos esses sentimentos se voltam para a própria pessoa, para os seus sentimentos, o que acaba se convertendo em ressentimento.
  • REVOLTA – é um inconformismo com algo que não pode ser expresso. A pessoa não concordou com aquilo, mas era apenas uma criança, um adolescente, não teve como agir, com interferir, e isto se acumula porque ela não tinha autoridade, não tinha idade, nem oportunidade e chance de interferir no processo, em embora estivesse muito revoltado com aquilo. Isso vai se transformar em ressentimento!
  • VINGANÇA – é o desejo de descontar algo que ficou preso no coração. Na realidade, a pessoa gostaria de dar o troco, queria dar uma resposta, mas alguma coisa a impediu de fazê-lo.

Será que você já passou por alguma situação na vida em que o sentimento ficou lá, você sabe que ele está lá, sabe o seu endereço, o número da porta, e, quando você menos espera, você o abre? É só acontecer algo que o entristece que aquele sentimento está lá. Aquele sentimento está lá há anos, há décadas, e, por causa dele, você é uma pessoa ressentida, quem sabe, insegura, instável, armada, sempre pronta para dar um golpe, para reagir, para fugir, sempre esperando o pior de outras pessoas, por causa do ressentimento que está arquivado dentro de si, dentro do seu coração, na sua alma.
Mas graças a Deus, nós podemos ser curados do ressentimento. A sua Palavra traz cura para o nosso coração magoado e o transforma em um coração transbordante de alegria. Sendo assim, como podemos superar as mágoas para viver feliz?
Para superar as mágoas e viver feliz…
1. Aprenda a PERDOAR A SI MESMO
“Sabendo que, se o nosso coração nos condena, maior é Deus do que o nosso coração e conhece todas as coias.” (1ª João 3.20)
Perdoar a si mesmo talvez seja um dos maiores desafios do ser humano, pois está relacionado com a capacidade e dificuldade que cada um tem de se amar e se aceitar. Algumas pessoas chegam ao ponto de se culparem por terem nascido e ficam pensando o tempo todo que são um fardo na vida dos outros. Perdoar a si mesmo não irá tirar de você as consequências do passado nem justificará o que você fez. Perdoar-se é uma escolha que lhe dará força, ânimo e coragem para viver a vida vitoriosa que Deus tem para você, ao invés de fazer com que você seja uma vítima dos seus próprios lamentos.
Quando você consegue se perdoar, as pessoas que convivem com você também são beneficiadas. Caso contrário, quanto mais você evitar perdoar a si mesmo, mais você vai permitir que esses sentimentos ruins fiquem guardados no seu coração. Perdoar a si mesmo exige uma completa honestidade e integridade para que se alcance a cura de tantos males. É um processo de reconhecer a verdade, assumir a responsabilidade pelo que fez, aprender com a experiência, reconhecer os sentimentos que motivaram determinados comportamentos, abrir seu coração para si mesmo, ouvir seus medos, curar certas feridas e isso você pode conseguir sendo amoroso e responsável consigo mesmo.
Você não precisa ficar triste, abatido, amargurado, com uma consciência que lhe inquieta e lhe pesa o coração. Você não precisa viver se culpando, se condenando por algum erro cometido no passado, mesmo que esse passado seja recente. Lembre-se que Deus já o perdoou, e não há mais condenação para você. A Bíblia diz o seguinte:
“Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito.” (Romanos 8.1)
Perdoar-se faz parte do caminho para vencer as mágoas e viver feliz. Perdoar-se é dar a você mesmo uma nova chance, é livrar-se de um peso esmagador. Portanto, livre-se desse peso. Largue, solte essa carga pesada e diga em alto e bom som: “eu me perdoo”.
Para superar as mágoas e viver feliz…
2. Aprenda a PERDOAR OS OUTROS
“Porque se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celeste vos perdoará; se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, tampouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas.” (Mateus 6.14-15)
Perdoar os outros é outro fator fundamental para superar as mágoas e viver feliz. Você nunca alcançará a verdadeira felicidade se não liberar perdão para os seus ofensores. Quando liberamos perdão, o Espírito Santo de Deus dá-nos um banho de graça e misericórdia!
O perdão, ou a falta dele, faz muita diferença na vida de alguém. A reconciliação horizontal determina se a vertical que recebemos de Deus vai permanecer em nossa vida ou não. A palavra de Deus é clara quanto ao fato de que se não perdoarmos a quem nos ofende, então Deus também não nos perdoará. Foi exatamente o que disse Jesus nos versos que lemos.
Deus tem nos dado seu perdão gratuitamente, sem que o merecêssemos, e espera que usemos do mesmo espírito misericordioso para com quem nos ofende. Se fluímos com o Pai Celestial no mesmo espírito perdoador, permanecemos na reconciliação alcançada pelo Senhor Jesus. Contudo, se nos negamos a perdoar, interrompemos o fluxo da graça de Deus em nossa vida.
Perdão não tem nada a ver com merecimento, mas com obediência. Se obedecermos a ordem dada por Jesus, veremos nossas mágoas sendo superadas e uma nova vida, cheia de alegria, sendo recriada. Na oração que Ele nos ensinou, Jesus não deixou de fora a questão do perdão:
“Perdoa-nos as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores.” (Mateus 6.12)
Não importa o que fizeram a você, libere perdão, libere graça, libere misericórdia, libere oportunidade, libere bênção para a pessoa que lhe feriu. Diga, hoje, a essa pessoa: “eu perdoo você, você está perdoado em nome de Jesus”.
Para superar as mágoas e viver feliz…
3. Aceite o PERDÃO DE DEUS
“Sou eu, eu mesmo, aquele que apaga suas transgressões, por amor de mim, e que não se lembra mais de seus pecados.” (Isaías 43.25)
“Porque serei misericordioso para com suas iniquidades, E de seus pecados e de suas prevaricações não me lembrarei mais.” (Hebreus 8.12)
Deus é um Pai perdoador. Seu perdão está disponível a todos nós 24 horas por dia, sete dias por semana. Ele não se cansa de liberar perdão. Mas pasmem, há muitos que decidiram não aceitar o perdão de Deus.
Quando alguém aceita o perdão de Deus, reconhecendo que é um pecador e que Jesus morreu na cruz para libertá-lo da condenação dos seus pecados, ela consegue liberar perdão para outras pessoas e para ela mesma. E, quando isso acontece, a cura chega pelo poder de Deus!
Aceite o perdão de Deus! Ele quer libertar seu coração algemado, Ele quer libertar a sua mente ressentida, ele quer libertá-lo de sentimentos que estão cristalizados em sua alma! No caminho para superar as mágoas e viver feliz você vai precisar aceitar o perdão de Deus para sua vida. Aquele que aceita o perdão de Deus tem os céus abertos sobre a sua vida!!!
Conclusão:
Para superar as mágoas e viver feliz, faça e responda as seguintes perguntas:

  • De que eu preciso me perdoar?
  • Quem eu preciso perdoar?
  • Desejo aceitar o perdão de Deus na minha vida com sinceridade?

As respostas que você der a essas perguntas vão revelar se, de verdade, você deseja superar os ressentimentos e as mágoas para viver uma vida de completa paz e alegria, ou não.
Para superar as mágoas e viver feliz…
1. Aprenda a PERDOAR A SI MESMO
2. Aprenda a PERDOAR OS OUTROS
3. Aceite o PERDÃO DE DEUS
Você que deseja superar as mágoas para viver feliz, faça essa oração comigo: Paizinho, eu tenho ressentimento em minha alma, e esse sentimento me impede de relacionar-me bem com meu cônjuge, meus filhos, com meus irmãos, comigo mesmo. Esse sentimento me faz chorar, me faz sofrer e sinto que preciso ser livre dele. Senhor, eu quero liberar perdão! Aquela pessoa que me magoou muito, ela me feriu, me torturou, abusou de mim, ela marcou a minha vida negativamente, mas eu quero, em nome de Jesus, liberar perdão, e, eu quero me perdoar a mim mesmo, eu quero me dar uma nova chance de felicidade e, eu entendi através dessa mensagem, que a primeira porta que tenho que abrir é a porta do teu amor e do teu perdão! Então, nesse momento, eu reconheço que sou um pecador, eu confesso os meus pecados e me arrependo de todos eles e, também, Pai, aceito o teu perdão para minha vida, e te peço, ó Deus: eu quero ser perdoado para perdoar e para perdoar-me, em nome de Jesus, amém.

 

Rolar para o topo