Um Chamado ao Quebrantamento

UM CHAMADO AO QUEBRANTAMENTO

mensagem pregada pelo Pr. Acyr Júnior

“Perto está o Senhor dos que tem o coração quebrantado…” (Salmo 34.18a)

“Deus usa o quebrantamento para nos livrar da vida sem culto e do culto sem vida.”

Davi chegou à conclusão de que tudo o que ele podia oferecer a Deus como fruto do seu próprio esforço não significava nada para o Senhor. O que Deus queria de Davi deveria ser fruto do seu relacionamento com Ele. Por isso, Davi ele fez a seguinte declaração: “Não te deleitas em sacrifícios nem te agradas em holocaustos, se não eu os traria. Os sacrifícios que agradam a Deus são um espírito quebrantado; um coração quebrantado e contrito, ó Deus, não desprezarás.” (Salmo 51.16,17).

“Deus usa o quebrantamento para aprofundar nosso relacionamento com Ele.”

O início do capítulo 9 de Neemias ensina, de forma prática, como é possível viver uma vida de quebrantamento. Quando o povo atendeu o chamado de Deus para o quebrantamento, o resultado foi um poderoso reavivamento espiritual. Sendo assim, o que o chamado de Deus ao quebrantamento requer das nossas vidas?

Um chamado de Deus ao quebrantamento exige…

1. CONTRIÇÃO diante Dele

“No dia vinte e quatro desse sétimo mês, o povo de Israel se reuniu para jejuar a fim de mostrar a sua tristeza pelos seus pecados.” (Neemias 9.1)

Um chamado de Deus ao quebrantamento exige…

2. SEPARAÇÃO de tudo o que Ele CONDENA

“Eles já haviam se separado de todos os estrangeiros…” (Neemias 9.2a)

“Deus não pode abençoar aquilo que a Sua Palavra condena.”

Um chamado de Deus ao quebrantamento exige…

3. CONFISSÃO dos pecados

“… Em sinal de tristeza, vestiram roupas feitas de pano grosso e puseram terra na cabeça. Então se levantaram e começaram a confessar os pecados que eles e os seus antepassados haviam cometido.” (Neemias 9.2b)

“Onde não há confissão de pecados, não há quebrantamento. E onde não há quebrantamento, não há relacionamento sincero com Deus.”

Quando somos iluminados pela verdade, deixamos de nos justificar e, então, reconhecemos nossos pecados e os pecados dos nossos antepassados, pois a culpa é comunitária no tempo e no espaço. Confissão é o maior sinal do arrependimento. A Bíblia diz: “Quem tenta esconder os seus pecados não terá sucesso na vida, mas Deus tem misericórdia de quem confessa os seus pecados e os abandona.” (Provérbios 28.13).

“A confissão de pecados é pré-requisito fundamental na matéria chamada quebrantamento.”

O apóstolo João escrevendo a crentes, principalmente os crentes das igrejas da Ásia Menor, em sua primeira carta, ele faz a seguinte advertência: “Se dizemos que não temos pecados, estamos nos enganando, e não há verdade em nós. Mas, se confessarmos os nossos pecados a Deus, Ele cumprirá a sua promessa e fará o que é correto: Ele perdoará os nossos pecados e nos limpará de toda maldade.” (1ª João 1.9).

Davi, homem segundo o coração de Deus, em um dos seus salmos de penitência, compôs essa declaração: “Enquanto escondi os meus pecados, o meu corpo definhava de tanto gemer. Pois de dia e de noite a tua mão pesava sobre mim; minha força foi se esgotando como em tempo de seca. Então reconheci diante de ti o meu pecado e não encobri as minhas culpas. Eu disse: Confessarei as minhas transgressões ao Senhor, e tu perdoaste a culpa do meu pecado.” (Salmo 32.3-5).

Um chamado de Deus ao quebrantamento exige…

4. DEDICAÇÃO à Sua Palavra

“Durante mais ou menos três horas, a Lei do Senhor, seu Deus, foi lida para eles. E nas três horas seguintes eles confessaram os seus pecados e adoraram ao Senhor.” (Neemias 9.3)

O salmista disse o seguinte: “Guardo a tua Palavra no meu coração para não pecar contra Ti.” (Salmo 119.11).

Quando Deus escolhe Josué para ser o sucessor de Moisés na condução do povo à Terra Prometida, Ele dá uma orientação clara e segura sobre como ser bem-sucedido em todas as áreas da sua vida: “Fale sempre do que está escrito no Livro da Lei. Estude esse livro dia e noite e se esforce para viver de acordo com tudo o que está escrito nele. Se fizer isso, tudo lhe correrá bem, e você terá sucesso.” (Josué 1.8).

“Quebrantamento sem paixão pela Palavra de Deus não é quebrantamento, é fraude.”

Conclusão:

Como resultado da contrição, da santificação, da confissão e da dedicação à Palavra, o povo pôde oferecer uma adoração de verdade a Deus. Os versículos de 4 a 6 dizem o seguinte:

“De pé, na plataforma, estavam os levitas Jesua, Bani, Cadmiel, Sebanias, Buni, Serebias, Bani e Quenani, que em alta voz clamavam ao Senhor, ao seu Deus. E os levitas Jesua, Cadmiel, Bani, Hasabnéias, Serebias, Hodias, Sebanias e Petaías conclamavam o povo, dizendo: Levantem-se e louvem o Senhor, o seu Deus, que vive para todo o sempre. Bendito seja o teu nome glorioso! A tua grandeza está acima de toda expressão de louvor. Só tu és o Senhor. Fizeste os céus, e os mais altos céus, e tudo que neles há, a terra e tudo o que nela existe, os mares e tudo o que neles existe. Tu deste vida a todos os seres, e os exércitos dos céus te adoram.” (Neemias 9.4-6)

Um chamado de Deus ao quebrantamento exige…
1. CONTRIÇÃO diante Dele
2. SEPARAÇÃO de tudo o que Ele CONDENA
3. CONFISSÃO dos pecados
4. DEDICAÇÃO à Sua Palavra

Rolar para o topo