Um Encontro Irresistível (03/05/2015 – manhã)

Série: O PODER DO ALTO
UM ENCONTRO IRRESISTÍVEL
mensagem pregada pelo Pr. Vicente Bomfim
“Enquanto isso, Saulo ainda respirava ameaças de morte contra os discípulos do Senhor. Dirigindo-se ao sumo sacerdote, pediu-lhes cartas para as sinagogas de Damasco, de maneira que, caso encontrasse ali homens ou mulheres que pertencessem ao Caminho, pudesse levá-los presos para Jerusalém. Em sua viagem, quando se aproximava de Damasco, de repente brilhou ao seu redor uma luz vinda do céu. Ele caiu por terra e ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que você me persegue? Saulo perguntou: quem és tu, Senhor? Ele respondeu: eu sou Jesus, a quem você persegue. Levante-se, entre na cidade; alguém lhe dirá o que você deve fazer.” (Atos 9.1-6)
A conversão de Paulo foi a mais importante da história. Talvez nenhum fato seja mais marcante na história da igreja depois do Pentecostes. Nenhum homem exerceu tanta influência no cristianismo. Lucas ficou tão impressionado com a importância da conversão de Paulo, que a relata três vezes em Atos (capítulos 9, 22 e 26). A conversão de Paulo é uma evidência da irresistível graça soberana de Cristo. Ele não se decidiu por Cristo; estava perseguindo a Cristo. Foi Cristo quem se decidiu por ele.
Na Bíblia encontramos algumas descrições de Paulo como implacável perseguidor da igreja. Era um homem que estava determinado a banir da terra o cristianismo. A igreja de Jerusalém foi duramente perseguida e muitos cristãos fugiram, pregando o evangelho. Alguns deles, escapando da implacável perseguição, foram para Damasco, onde havia muitas sinagogas.
E, agora, munido de cartas de autorização do sumo sacerdote, ou seja, de ordens de extradição, Paulo, ainda respirando ameaças e morte contra os discípulos do Senhor, dispõe-se a ir a Damasco para prender a arrastar para Jerusalém aqueles que confessavam o nome de Cristo.
O que Paulo não sabia era que, ao perseguir a igreja, ele estava perseguindo o próprio Cristo. E, sendo assim, ele não foi capaz de resistir ao encontro com Jesus no caminho para Damasco. A experiência de Paulo nos ensina que muitos de nós, mesmo tendo entregue nossas vidas a Jesus, ainda andamos com nossos corações endurecidos, sem uma experiência de transformação resultante de um encontro irresistível com Jesus.
Da mesma forma como Jesus se manifestou de forma gloriosa a Paulo e ele não pôde resistir, Jesus está se manifestando a nós neste tempo. Não há como resistir à sua graça soberana. Paulo viu uma luz, caiu por terra e ouviu uma voz. O mesmo Paulo que perseguia Jesus, agora, chama Jesus de Senhor. Não há salvação sem que o pecador se renda aos pés do Senhor Jesus.
De acordo com a experiência de Paulo, podemos aprender algumas lições importantes sobre as transformações que acontecem na vida daquele que tem um encontro irresistível com Jesus.
Para ter um encontro irresistível com Jesus…
1. Reconheça que Ele é o SENHOR
“Saulo perguntou: quem és tu, Senhor?…” (v. 5)
Aquele quem ele resistira e perseguira é de fato o Senhor. Verdadeiramente ressuscitou dentre os mortos. Verdadeiramente é o Messias, o Filho de Deus. Aquela luz brilhou na sua alma, iluminou o seu coração e tirou as escamas dos seus olhos espirituais. Assim como Paulo, precisamos reconhecer que Jesus é o Senhor, aquele que dirige a história da nossa vida, que sabe o que é melhor para nós, que tem o controle do nosso viver em suas mãos.
Porém, ainda há muita gente que precisa remover as escamas dos seus olhos espirituais para ver a soberania de Jesus, o Senhor dos senhores. Paulo, escrevendo aos coríntios, diz o seguinte:
“Mas, quando alguém se converte ao Senhor, o véu é retirado.” (2ª Coríntios 3.16)
Será que Jesus é o Senhor da nossa vida? Será que somos capazes de reconhecer que sem Ele nada podemos fazer? Será que a direção da nossa vida está nas mãos de Jesus?
Para ter um encontro irresistível com Jesus…
2. Reconheça que você é PECADOR
“… Ele respondeu: eu sou Jesus, a quem você persegue.” (v. 5)
Paulo toma conhecimento de que se zelo religioso não agradava a Deus. Ele na verdade estava perseguindo o próprio Filho de Deus. Ele reconhece que é o maior de todos os pecadores, está perdido e precisa de salvação. Não podemos fazer outra coisa, senão engrandecer a graça de Deus que teve misericórdia de um fanático enfurecido como Saulo de Tarso, e de criaturas tão orgulhosas, rebeldes e obstinadas como nós.
Paulo não reagiu contra a afirmação de Jesus. Ele reconheceu que era um pecador. Por isso, aquele encontro foi irresistível. O mesmo Paulo, escrevendo a Timóteo, foi capaz de afirmar:
“Esta afirmação é digna de toda aceitação: Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o pior.” (1ª Timóteo 1.15)
Será que nós também somos capazes de reconhecer que somos pecadores para que possamos ter um encontro irresistível com Jesus?
Para ter um encontro irresistível com Jesus…
3. Reconheça que você precisa ser GUIADO por Ele
“Levante-se, entre na cidade; alguém lhe dirá o que você deve fazer.” (v. 6)
A autossuficiência de Paulo acaba no caminho de Damasco. Ele pergunta a Jesus: o que farei, Senhor? Isto significa que agora Paulo quer ser guiado. Ele está pronto a obedecer. Paulo, que esperava entrar em Damasco na plenitude de seu orgulho e bravura, como um autoconfiante adversário de Cristo, agora estava sendo guiados por outros, humilhado e cego, capturado por Cristo.
Jesus apareceu a Paulo. A luz que ele viu era a glória de Cristo, e a voz que ele ouviu era a voz de Cristo. Cristo o capturou antes que ele pudesse capturar qualquer crente em Damasco. Um encontro irresistível com Jesus nos faz entender que devemos obediência a Ele. É Ele, que qual o pastor, leva as suas ovelhas a pastos verdejantes!
Se quisermos ter um encontro irresistível com Jesus, um encontro capaz de transformar a realidade da nossa vida, vamos precisar reconhecer que devemos ser guiados por Ele. É uma questão de obediência.
Conclusão:
Não há como resistir a um encontro verdadeiro com Jesus. Não há como rejeitar a realidade de que sem Jesus nossa vida é apenas uma vazio existencial, sem graça, sem brilho e sem razão de ser. Todos nós precisamos desse encontro irresistível com Jesus. Jesus precisa marcar a nossa vida todos os dias. Precisamos, como Paulo, ver a luz de Jesus, cair por terra e ouvir a sua voz.
Para ter um encontro irresistível com Jesus…
1. Reconheça que Ele é o SENHOR
2. Reconheça que você é PECADOR
3. Reconheça que você precisa ser GUIADO por Ele

 

Rolar para o topo