Vivendo como Cidadão do Reino (10/12/2015 – quinta)

VIVENDO COMO CIDADÃO DO REINO
mensagem pregada pelo Pr. Marcelo Coelho Fernandes
“Pois o Reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, paz e alegria no Espírito Santo.” (Romanos 14.17)
O Reino de Deus tem uma cultura peculiar, que é muito diferente da cultura do mundo. Por exemplo: no mundo, valoriza-se o individualismo, o egoísmo e egocentrismo, a avareza, a idolatria e os modimos. No Reino de Deus, valoriza-se o amor, o altruísmo, a justiça, a verdade, a fidelidade, as coisas espirituais e eternas. No mundo, uma pessoa quer sobrepor-se e aparecer mais do que a outra para levar vantagem em tudo sobre seu semelhante. No Reino de Deus, os súditos são orientados a nada fazer por contenda ou vanglória, mas por humildade, considerando o outro superior a si mesmo.
No Reino de Deus, o coletivo é mais importante do que o individual. Cada cidadão do reino trabalha para promover o amor, a justiça, a verdade, a liberdade, as leis de Deus aqui na terra, em prol do bem de toda a humanidade. No mundo, se um bater, o outro revida; se alguém for prejudicado, vinga-se. No Reino de Deus, cada um é desafiado a dar a outra face ao que o fere e não se deixar vencer pelo mal, mas vencer o mal com o bem. No mundo, as pessoas amam quem as ama. No Reino de Deus, as pessoas recebem graça para amar os seus inimigos, bendizer os que as maldizem, fazer o bem a quem as odeia, orar pelos que as maltratam e perseguem.
Para viver como cidadão do Reino de Deus, não basta confessar a Cristo e ser membro de uma igreja; é necessário falar a língua de Deus, vivendo de acordo com as leis e os valores da cultura desse Reino espiritual e eterno.
Quero convidá-lo para, juntos, olharmos algumas lições práticas apresentadas pelo salmista (Salmo 15), que nos ensinam a viver como um verdadeiro cidadão do Reino de Deus.
“Senhor, quem habitará no teu santuário? Quem poderá morar no teu santo monte? Aquele que é íntegro em sua conduta e pratica o que é justo, que de coração fala a verdade e não usa a língua para difamar, que nenhum mal faz ao seu semelhante e não lança calúnia contra o seu próximo” (Salmo 15.1-3)
Para viver como cidadão do Reino de Deus…
1. Seja plenamente ÍNTEGRO
“Aquele que é íntegro em sua conduta…” (v.2a)
Integridade significa harmonia com Deus, porque ninguém é completo se não estiver em harmonia com o seu Criador. A integridade é a excelência de caráter espiritual que se expande para todas as áreas da vida, e que só pode ser adquirida por meio de uma obra de Deus que permitimos ser realizada em nós, pelo Espírito Santo. Ela é o clímax de todas as virtudes. A integridade é um alto padrão de honestidade, verdade, decência e honra que jamais deve ser quebrado. Ela é um nível de moralidade excelente, sem importar-se com o que está acontecendo ao seu redor.
Por isso que o cidadão do Reino de Deus anda na contra-mão do mundo. Enquanto os valores deste mundo nos ensinam a ser desonestos, corruptos, mentirosos e enganadores, os valores do Reino de Deus estão alicerçados na integridade. O discurso do cidadão do Reino de Deus precisa combinar com a sua mensagem. A sua vida deve chegar primeiro do que a sua palavra. Ele deve ser sincero, não andar em falsidade, não ter duas caras e só falar a verdade. Se você deseja viver como cidadão do Reino de Deus, seja íntegro, ainda que tudo ao seu redor conspire contra você!
Para viver como cidadão do Reino de Deus…
2. Pratique a JUSTIÇA
“Aquele que […] pratica o que é justo,…” (v.2b)
O cidadão do Reino do céu pratica a justiça, porque ama a misericórdia e sabe que Deus tem prazer naqueles que praticam o que é justo. No entanto, o que seria praticar essa justiça? Praticar a justiça é repartir, é dividir, é dar o que temos para que os outros tenham como a gente. É a manifestação expressa da bondade, da fidelidade com aqueles que necessitam. É a manifestação de amor sem o merecimento. É o ajudar sem esperar retorno. É o reconhecimento que tudo que temos, tudo que somos não provém de nossa força e nem de nosso braço; mas da graça operante de Deus que concede, que dá, que provê.
Como cidadãos do Reino devemos demonstrar esta justiça. Não apena expressar com palavras, mas vivê-la também com ações. Servir ao próximo não é um ato obrigatório de caridade ou uma ação motivada por pena, servir implica em amar, pois todo serviço deve ser regado pelo amor. Servir implica em manifestar a justiça e o senhorio de Cristo no mundo, é demonstrar o reino por meio de uma vida cristã de boas obras. Jesus afirmou:
“Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, pois deles é o Reino dos céus.” (Mateus 5.10)
Se você deseja viver como cidadão do Reino de Deus, pratique a justiça, mesmo que você esteja cercado de injustiça!
Para viver como cidadão do Reino de Deus…
3. Fale sempre a VERDADE
“Aquele […] que de coração fala a verdade.” (v.2c)
Hoje vivemos em um mundo de mentiras. Estamos cheios de mentiras por todos os lados. Mentem as propagandas, os filmes de Hollywood, mentem as novelas, mentem revistas e noticiários. Mentem promotores e juízes, mentem os réus e seus advogados. Mentem os patrões e os empregados uns aos outros. Esta é a vida dos cidadãos deste mundo: enganando e sendo enganados.
Mas o cidadão do Reino de Deus fala a verdade! De que modo? De coração. Ele é íntegro, e, portanto, ele é verdadeiro porque fala a verdade que procede do coração. Ele é sincero no que diz e fala as coisas exatamente como são, sem fingimentos, sem insinuações ou suposições. Ele está seguro em Deus e, portanto, não teme dizer a verdade.
Ele está ligado à Fonte da verdade, e, portanto, ele crê na verdade, fala a verdade, só a verdade e nada menos do que a verdade. Ele também fala a verdade da luz do Evangelho de Deus aos outros. Ele é verdadeiro, e fala a verdade, de coração. Se você deseja viver como cidadão do Reino de Deus, fale sempre a verdade, ainda que isso lhe custe a própria vida!
Para viver como cidadão do Reino de Deus…
4. Use suas palavras para ABENÇOAR
“Aquele que […] não usa a língua para difamar.” (v.2d)
O verdadeiro cidadão do Reino de Deus usa as suas palavras para abençoar as pessoas. O que sai da sua boca produz alegria, esperança, encorajamento, motivação e paz. O verdadeiro cidadão do Reino de Deus não fala mal do seu próximo, não faz mal ao seu próximo e nem aceita nenhuma afronta contra o seu próximo. Tiago escreveu o seguinte:
“… A língua é um pequeno órgão do corpo, mas se vangloria de grandes coisas. Vejam como um grande bosque é incendiado por uma simples fagulha. Assim também, a língua é um fogo; é um mundo de iniquidade. […] Com a língua bendizemos ao Senhor e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. Da mesma boca procedem bênção e maldição. Meus irmãos, não pode ser assim!” (Tiago 3.5-6;9-10)
O verdadeiro cidadão do Reino dos céus precisa tomar muito cuidado para não pecar com as suas palavras. Sua língua deve ser um instrumento de vida e não de morte. A Bíblia diz:
“Pois, quem quiser amar a vida e ver dias felizes, guarde a sua língua do mal e os seus lábios da falsidade.” (1ª Pedro 3.10)
Conclusão:
Não é possível viver como cidadão do Reino de Deus sem deixar-se ser dominado pela sua cultura. Não somos confundidos como o Reino de Deus porque ainda estamos dominados pela cultura deste mundo. Não cultivamos uma vida de integridade, compactuamos com as injustiças em todas as esferas da nossa sociedade, mentimos descaradamente e usamos nossas palavras muito mais para ferir do que para trazer cura às pessoas. E o pior: achamos tudo normal!
Faça um sincero exame de si mesmo agora! Será que você se considera um verdadeiro cidadão do Reino dos céus? Suas atitudes, gestos, ações e palavras condizem com a cultura do Reino de Deus? Lembre-se…
Para viver como cidadão do Reino de Deus…
1. Seja plenamente ÍNTEGRO
2. Pratique a JUSTIÇA
3. Fale sempre a VERDADE
4. Use suas palavras para ABENÇOAR

 

Rolar para o topo