Você não Nasceu para Desistir (10/05/2015 – noite)

VOCÊ NÃO NASCEU PARA DESISTIR
mensagem pregada pelo Pr. Vicente Bomfim
“É do conhecimento de todos, desde os servidores do palácio até os moradores de todas as províncias, que ninguém, seja homem ou mulher, pode entrar no pátio de dentro do palácio para falar com o rei, a não ser que tenha recebido ordem para isso. A lei é esta: quem entrar sem licença do rei será morto, a não ser que o rei estenda o seu cetro de ouro para essa pessoa. E já faz um mês que o rei não me manda chamar.” (Ester 4.11 – NTLH)
Há circunstâncias na vida em que as pessoas têm vontade de desistir! Mas Deus, nesta noite, tem uma coisa importante para lhe dizer: Você não nasceu para desistir!
Esse texto que acabei de ler com vocês narra a história de Ester, uma jovem judia que havia perdido tudo, pai, mãe, toda a sua família de forma geral e fora criada por um tio nas províncias de Susã. Ela vivia, acredito eu, de forma normal e tranquila, até que o rei da época lançou um decreto onde todas as moças virgens das províncias fossem trazidas a ele para que ele escolhesse uma delas para casar. Então, Ester teve que se mudar para o palácio e ficar se preparando para ser examinada pelo rei e, se o rei a escolhesse, ela passaria a ser a rainha da Pérsia. E assim aconteceu!
Mas, sendo fiel ao texto, Ester passou a ser rainha e reinou em paz durante os três primeiros anos. Logo no início do seu quarto ano de reinado ela passa por uma grande luta que mudaria sua história, a do seu tio e de toda a nação.
Um homem chamado Hamã entra em sua vida, sem pedir licença; assim como os problemas entram em nossas vidas sem pedir licença. Hamã, homem maioral na pérsia, tem um desentendimento com Mordecai, e, por conta disso, inicia-se uma terrível perseguição contra os judeus, ao ponto de interferir intimamente na vida de Ester, pois, ela era do povo Judeu e ninguém sabia. O príncipe Hamã lança o decreto de matar todos os Judeus da época e bani-los da face da terra. Ester tinha que fazer alguma coisa para mudar esta situação.
Diante desta adversidade ela pensou em desistir. Mas Deus não permitiu dizendo: Você não nasceu para desistir! O que podemos aprender com Ester a respeito de não desistir? O que aprendemos quando estamos com vontade de desistir e Deus diz o que falou para Ester? A verdade é que você também não nasceu para desistir!
Não devemos desistir…
1. Porque a desistência pode NOS LEVAR à morte.
“Mordecai mandou o seguinte recado para ela: Não pense que, por morar no palácio, só você, entre todos os judeus, escapará da morte.” (v. 13)
Ester estava pensativa em ir à presença do rei, porque possivelmente poderia morrer. A falta de intimidade com o rei gerou essa dúvida nela. No meio de uma circunstância adversa, ela duvidou de seu potencial e só pensava nas consequências da sua atitude. Ela só pensava que, possivelmente, ele não estenderia o cetro de ouro para salvá-la.
Muitos de nós, no meio de um problema, também achamos que é melhor desistir, parar, deixar quieto, não mexer, por conta de medo do resultado. Pensamos em desistir porque temos medo do cetro de ouro de Deus não se estender para nós. Temos medo de Deus não estender sua mão, não estar conosco quando enfrentamos um problema muito sério. Sabe de uma coisa, o cetro de Deus, ou mão de Deus, ou o favor de Deus sempre estará conosco. A Bíblia diz:
“Seja forte e corajoso! Não fique desanimado, nem tenha medo, porque eu, o SENHOR, seu Deus, estarei com você em qualquer lugar para onde você for!” (Josué 1.9)
Uma coisa aprendo com este verso: desistir de resolver os problemas por causa do medo não é uma ordem Deus. O medo é a ante-sala do fracasso. Se Ester ficasse com medo e desistisse não experimentaria a honra de salvar sua família na pessoa de seu tio e seu povo da morte. E você também não deve temer e muito menos desistir!
Não devemos desistir…
2. Por que a desistência pode levar NOSSA FAMÍLIA à morte.
“Se você ficar calada numa situação como esta, do Céu virão socorro e ajuda para os judeus, e eles serão salvos; porém você morrerá, e a família do seu pai desaparecerá…” (v. 14)
A primeira coisa que aprendo, lendo esse versículo, é que Mordecai estava dizendo para Ester que ela tinha uma oportunidade linda de dar continuidade à família e ao nome de seu pai, ou de apagar o nome de seu pai da história. Como disse anteriormente, ela era órfã, mas ela poderia dar continuidade à família de seu pai porque ela possivelmente geraria filhos. Mas, se ela permanecesse com medo, a morte a alcançaria, ou você acha que Hamã pararia somente naquele ato? Claro que não! Possivelmente quando descobrisse que ela era Judia também daria um jeito para exterminá-la.
O medo pode paralisar as maiores oportunidades de nossas vidas, pode prejudicar os maiores projetos de Deus para nós e para a nossa família. O medo pode nos impedir de gerar descendentes! Há algo muito importante que devemos entender aqui. Os nossos medos e complexidades leva-nos para a morte. E muito mais! Também pode levar nossa família para morte. Ester, então, resolve não desistir; decide avançar para a solução do problema.
E você vai desistir ou vai encarar os seus problemas de frente? Saiba de uma coisa: suas atitudes de hoje podem, com certeza, influenciar sua vida amanhã!
Não devemos desistir…
3. Porque a nossa desistência pode levar a NOSSA COMUNIDADE à morte.
“… Mas quem sabe? Talvez você tenha sido feita rainha justamente para ajudar numa situação como esta!” (v. 14)
Ester, agora, tinha também sobre seus ombros a responsabilidade de uma nação. Perceba as palavras de seu tio: “Talvez você tenha sido feita rainha justamente para ajudar numa situação como esta!”
Eu quero usar só esta palavra: “Talvez”. Talvez, Ester tenha se tornando rainha exclusivamente para salvar o povo da morte. Só que, para salvar o povo da morte, ela precisava encarar a morte ou pelo menos os indícios da morte. Isso me faz lembrar da história e da vida de Jesus. Ele enfrentou a morte, não só os indícios da morte, para salvar o mundo inteiro!
Talvez, você também possa estar passando por uma dificuldade neste tempo somente para ser um canal de alivio para alguém. Talvez você possa estar passando por um trauma hoje, para encarar este trauma e ele se tornar em um lindo ministério amanhã. Talvez você possa estar enfrentando o desemprego para, após esse tempo, Deus honrá-lo com algo melhor. Na verdade o que importa aqui é o que você fará com a decisão que precisa tomar hoje.
Hoje, Jesus permitiu que você, através de suas necessidades, chegasse a este lugar para ser desafiado a tomar uma decisão de mudar sua vida. Por quê? Para Ele fazer de sua vida um canal de benção para esta comunidade.
Conclusão:
Para tudo na vida precisamos tomar uma decisão, e esta decisão esta intimamente ligada com o desafio de não desistir. Se hoje você não desistir de mudar sua vida, de curar suas feridas, de tratar seus traumas, de cuidar de sua saúde física e espiritual, Deus também pode fazer de você um canal para salvar uma comunidade. E o primeiro passo está em uma decisão de entregar-se a Jesus.
Eu sei que agora você fará muitos questionamentos, assim como Ester, e também ponderará muitas coisas do tipo: terei que deixar tudo que faço? Como ficarão meus amigos? Será os meus pais entenderão? E os meus filhos, os meus hábitos a minha religião? Entretanto, tenho uma coisa para dizer-lhe: você não nasceu para desistir!
Não devemos desistir…
1. Porque a desistência pode NOS LEVAR à morte.
2. Por que a desistência pode levar NOSSA FAMÍLIA à morte.
3. Porque a nossa desistência pode levar a NOSSA COMUNIDADE à morte.

 

Rolar para o topo